Arquivo | Música

South Music recebe mais de 120 candidaturas de artistas algarvios e revela programa de formação, workshops e conferências, dias 15 e 16 de Junho, em Faro

Publicado em 06 Maio 2021 por RUA FM

Foi revelado o programa da primeira edição do SOUTH MUSIC, que terá lugar nos dias 15 e 16 de Junho de 2021, em Faro, cidade candidata a Capital Europeia da Cultura 2027.

O presidente da Câmara de Faro, Rogério Bacalhau, começou por sublinhar que Faro e o Algarve têm assistido ao permanente surgimento de vários projetos musicais, muitos deles com inegável valor artístico. Ciente desta realidade, o Município de Faro, que sempre concedeu particular atenção e apoio à Cultura, nomeadamente durante a pandemia, decidiu criar, em parceria com o Teatro das Figuras e a candidatura de Faro a Capital Europeia da Cultura 2027, o SOUTH MUSIC, um evento, que tem por missão principal identificar os músicos (a solo ou em banda) e demais profissionais do sector na região, capacitá-los e formá-los.

Como destacou Paulo Santos, vice-presidente da Câmara de Faro, entre 16 e 30 de Abril foram criados 294 perfis em www.southmusic.eu, desde Compositor/a, a Instrumentista, Cantor/a, Autor/a, Produtor/a, Técnico, Agente, Promotor/a, Booker, de músicos e profissionais oriundos de 13 concelhos do Algarve. Esta plataformarecebeu ainda mais de 120 candidaturas, com grande abrangência de géneros musicais – desde o rock, jazz, pop, MPB, hip hop, indie e spoken word -, que cumprem os requisitos estipulados no regulamento, como a apresentação de composições originais e a naturalidade ou residência algarvia. O painel de júri, constituído por Inês Meneses, Rui Miguel AbreuFernando AlvimGil Silva, Sandra Faria, Renato Júnior, Paulo Silva e Nuno Saraivaestá agora em processo de selecção dos projectos que terão oportunidade de se apresentar em formato showcase aos profissionais da indústria musical presentes no SOUTH MUSIC e que irão frequentar ações de formação preparatórias, em áreas fulcrais para o desenvolvimento do seu percurso artístico.

Gil Silva, director do Teatro das Figuras, destacou o ciclo de conferências, repartidas pelos dois dias e destinadas aos profissionais da indústria musical (através de inscrições prévias) promovidas no SOUTH MUSIC, com um conjunto notável de convidados e moderadores. No Painel dos EmbaixadoresJúlio Ferreira e Ricardo CoelhoDino D’Santiago, Júlio Resende, Viviane, Nuno Guerreiro e Zé Eduardo, músicos com ligações ao Algarve que conseguiram afirmar-se no território nacional e, em alguns casos, internacional, e que serão os hosts do SOUTH MUSIC, irão partilhar a dificuldade em ser músico e viver da música fora dos grandes centros urbanos. Segue-se o Painel das Editoras, em que se traçam cenários sobre o futuro da edição numa altura em que os paradigmas se alteram devido ao efeito conjunto do advento do digital e a pandemia enquanto acelerador, reunindo um painel de convidados que coloca em diálogo editoras multinacionais e independentes, com Paula Homem, Francisco Vasconcelos, José Gomes e Nuno Saraiva. No Painel Direitos de Autor e Conexos, moderado por Tozé Brito, representantes da SPA, GDA, Audiogest e o músico Nuno Rodrigues dos Glockenwise discutem a substituição das formas tradicionais de receitas por novas plataformas e conteúdos. No Painel O Papel da Imprensa Musical, que conta com Inês Meneses, Vitor Belanciano e Júlio Ferreira (mais convidados a anunciar em breve) partilham-se reflexões sobre a forma como a imprensa musical pode ganhar maior expressão em Portugal e contribuir para a consolidação de músicos e bandas, nomeadamente projectos independentes e distantes dos grandes centros de decisão. O Painel Programar em Português encerra dois dias de conferências com uma conversa entre Luís Ferreira, Vasco Sacramento, João Carvalho, Sandra Faria, Ricardo Bramão e Michal Zolman em que se pretende avaliar a criação de música em Portugal versus o mercado que existe para a acolher.

Após o evento, o SOUTH MUSIC continuará como uma plataforma alojando vídeos, áudios, informações e contactos das bandas participantes, funcionando como um agregador de conteúdos e veículo de comunicação com a indústria musical.

SOUTH MUSIC é uma iniciativa da Câmara Municipal de FaroTeatro das Figuras e Faro2027, relevante no processo de candidatura de Faro a Capital Europeia da Cultura, que tem procurado capacitar os agentes culturais. Nesse contexto, o SOUTH MUSIC pretende afirmar-se como um exemplo da forma como o sector cultural e criativo pode ser apoiado e incentivado. É também um modelo de cooperação regional, ao extrapolar as fronteiras do Município de Faro para abrir as candidaturas a todo os músicos e bandas do Algarve. A região tem respondido com o total apoio a este processo de candidatura através do envolvimento, desde a primeira hora, das principais entidades regionais, nomeadamente da AMALUniversidade do Algarve e Região de Turismo do Algarve que se assumiram como co-produtoras da candidatura mas também da DRCulturaCCDR Algarve IPDJ que confirmaram o seu interesse colaborativo. Importa ainda referir que o aumento da exportação da criatividade regional (interna e externa) é fundamental para dar a conhecer e expandir a produção cultural algarvia. No contexto específico do SOUTH MUSIC, além dos objetivos centrais da iniciativa, a Faro2027 irá apresentar a iniciativa SOUTH MUSIC Geração Cápsula, que procura chegar a jovens criativos dos 14 aos 18 anos, através de um processo de curadoria que irá permitir lançar uma nova geração de músicos de Faro e do Algarve, com curadoria de Filipe Cabeçadas e Ana Tereza. O South Music tem como parceiros a APEFESPAGDAAudiogest,  AMAEIAporfest e a AEAPP – Associação Espectáculo

Mais informações sobre o projecto e inscrições em www.southmusic.eu ou através do mail info@southmusic.eu.

Comentários fechados em South Music recebe mais de 120 candidaturas de artistas algarvios e revela programa de formação, workshops e conferências, dias 15 e 16 de Junho, em Faro

Moullinex entre a luz e a sombra no novo álbum “Requiem for Empathy”

Publicado em 03 Maio 2021 por RUA FM

Escrito durante um período de perda pessoal e incerteza, “Requiem for Empathy” é composto por paletas sonoras de índole mais pessoal e emotiva. O novo trabalho de Moullinex já esta disponível e chega aos palcos a 4 de Junho, na Culturgest, e a 9 de Junho, na Casa da Música.

O enorme sucesso do single “Running in the Dark” deu início a uma bela viagem até ao lançamento de uma das obras mais marcantes de Moullinex. Luís Clara Gomes celebra o lançamento do seu quarto álbum “Requiem for Empathy”, pela Discotexas, e conta com as mais especiais colaborações. Desde GPU Panic no primeiro single e em “Inner Child”, Ekstra Bonus em “Ven”, Sara Tavares em “Minina di Céu”, e ainda Selma Uamusse em “Ngoma Nwama”, este álbum de 11 faixas conta ainda com a participação de Afonso Cabral em “Hey Bo” e revela uma combinação de artistas que redefinem a cena musical de Lisboa, ao se conectarem com múltiplas expressões culturais onde a capital portuguesa é naturalmente o seu ponto de encontro.

Podem a ciência e a arte criar empatia? Foi o que Moullinex partiu à descoberta para o seu quarto álbum. “Requiem For Empathy” parte desta declaração de interesse de Luís Clara Gomes olhando para o coração da pista de dança, oferecendo-nos, igualmente, espaços de refúgio para contemplação, mais digital e sintética mas não por isso menos física e emocional. Moullinex explica como surgiu: “Há algum tempo, uma sensação de desgraça iminente começou a querer entrar. Ainda antes do início da pandemia, passei por um período de perda pessoal e ansiedade e, em vez de negá-lo, decidi abraçar todos estes tons cinzentos e deixá-los fazerem parte de mim. Convidei a escuridão a entrar no meu trabalho onde, primeiro, substituí a cor pelas sombras, o glitter por texturas e, por fim, a felicidade por melancolia. À medida que as sombras surgiram sobre o que antes estava totalmente iluminado, novas questões emergiram. O que significa agora dançar? Porque ainda queremos dançar na escuridão? As sombras surgem apenas na existência de uma fonte de luz. Luz essa que nos traz paz e conforto, como um mantra para escapar da nossa mente e corpo. Eventualmente essas experiências começaram a ganhar forma em temas. Alguns desenvolvidos por mim, muitos em colaboração com outros, mas todos convergem numa narrativa que faz sentido como um todo. Subitamente, tinha um álbum novo nas mãos, sem nunca o ter previsto. Um álbum que espero que vos traga tanta luz quanto me trouxe a mim.”

Da ciência à arte, da espontaneidade ao formalismo, do orgânico ao artificial, do isolamento à comunidade, Moullinex prospera em intersecções na criação de música que tanto vive dentro dos limites da pista de dança, como pode ser transportada até aos nossos headphones e permitir uma introspecção profunda ao ser escutada de uma forma mais individual. A música de Luís Clara Gomes é marcada pelas texturas electrónicas melancólicas com influências de house e disco exuberantes, que o enchem de elogios pelo público por todo o mundo. Depois de “Flora” (2012), “Elsewhere” (2015) e “Hypersex” (2017), o novo álbum “Requiem for Empathy” vem confirmar a enorme versatilidade e subtileza de Luís, como produtor multifacetado.

Lisboa e Porto serão os primeiros palcos a celebrarem “Requiem for Empathy”, já com datas marcadas para o dia 4 de Junho, na Culturgest, e 9 de Junho, na Casa da Música. O álbum já está disponível nas plataformas digitais habituais e em breve também em vinil.

 

Comentários fechados em Moullinex entre a luz e a sombra no novo álbum “Requiem for Empathy”

South Music junta músicos do Algarve e profissionais da indústria musical em Faro, nos dias 15 e 16 de junho de 2021

Publicado em 16 Abril 2021 por RUA FM

Nos dias 15 e 16 de Junho de 2021, Faro, cidade candidata a Capital Europeia da Cultura 2027, transforma-se na Capital da Música em Portugal, realizando a primeira edição do SOUTH MUSIC. O evento tem por missão estimular o diálogo entre os músicos locais e os profissionais do sector musical, nomeadamente programadores, editores, agentes, produtores e meios de comunicação social. Este acontecimento assenta em quatro grandes vertentes: ações de formação e capacitação dos projetos musicais selecionados; showcases; networking; e conferências, com temas, convidados e moderadores a revelar brevemente, em conferência de imprensa. A comitiva de participantes e convidados será recebida pela organização do SOUTH MUSIC e seus embaixadores, Dino D’Santiago, Júlio Resende, Nuno Guerreiro, Viviane e Zé Eduardo, músicos consagrados com fortes ligações ao Algarve.

Os projetos musicais do Algarve sempre tiveram alguma dificuldade em ganhar dimensão fora da região. Ciente desta realidade, a organização decidiu empenhar-se em encurtar as distâncias através da criação de um circuito de comunicação fluido, começando pelo convite aos profissionais do sector musical para se deslocarem a Faro e conhecerem alguns destes projetos. Deste modo, o SOUTH MUSIC  irá contribuir para dotar os artistas de ferramentas práticas que complementem o seu talento e os ajudem a alcançar a visibilidade necessária à integração no circuito musical nacional.

Para se candidatarem ao SOUTH MUSIC, os artistas, a solo ou em banda, deverão cumprir alguns requisitos, desde logo, apresentar criações originais e ser algarvios ou residentes no Algarve, sendo valorizada a ligação dos projetos a Faro. As candidaturas devem ser submetidas até ao dia 30 de Abril de 2021, através do preenchimento do formulário no site www.southmusic.eu, onde poderá ser consultado o regulamento completo.

Os projetos serão avaliados por um painel de júri constituído pelos jornalistas Inês Meneses e Rui Miguel Abreu; pelo animador de rádio Fernando Alvim; pelo director do Teatro das Figuras Gil Silva; pela promotora, agente, manager e presidente da direcção da APEFE Sandra Faria; pelo compositor, músico e produtor Renato Júnior; por Paulo Silva, programador do Festival Med e do Cineteatro Louletano; e por Nuno Saraiva, presidente da AMAEI.

Os projetos seleccionados terão oportunidade de se apresentar em formato showcase aos participantes no SOUTH MUSIC e frequentar ações de formação preparatórias, em áreas fulcrais para o desenvolvimento do seu percurso artístico.

Após o evento, o SOUTH MUSIC continuará como uma plataforma alojando vídeos, áudios, informações e contactos das bandas participantes, funcionando como um agregador de conteúdos e veículo de comunicação com a indústria musical.

O SOUTH MUSIC é uma iniciativa da Câmara Municipal de Faro, Teatro Municipal de Faro e Faro2027, relevante no processo de candidatura de Faro a Capital Europeia da Cultura, que tem procurado capacitar os agentes culturais. Nesse contexto, o SOUTH MUSIC pretende afirmar-se como um exemplo da forma como o sector cultural e criativo pode ser apoiado e incentivado. É também um modelo de cooperação regional, ao extrapolar as fronteiras do Município de Faro para abrir as candidaturas a todo os músicos e bandas do Algarve. A região tem respondido com o total apoio a este processo de candidatura através do envolvimento, desde a primeira hora, das principais entidades regionais, nomeadamente da AMAL, Universidade do Algarve e Região de Turismo do Algarve que se assumiram como co-produtoras da candidatura mas também da DRCultura, CCDR Algarve e IPDJ que confirmaram o seu interesse colaborativo. Importa ainda referir que o aumento da exportação da criatividade regional (interna e externa) é fundamental para dar a conhecer e expandir a produção cultural algarvia. No contexto específico do SOUTH MUSIC, além dos objetivos centrais da iniciativa, a Faro2027 irá apresentar a iniciativa SOUTH MUSIC Geração Cápsula, que procura chegar a jovens criativos dos 14 aos 18 anos, através de um processo de curadoria que irá permitir lançar uma nova geração de músicos de Faro e do Algarve.

O SOUTH MUSIC tem como parceiros a APEFE, SPA, GDA, AudiogestAMAEI, Aporfest e a AEAPP – Associação Espectáculo.

Mais informação, relativa ao projecto e candidatura, disponível em www.southmusic.eu, ou através do mail info@southmusic.eu.

Comentários fechados em South Music junta músicos do Algarve e profissionais da indústria musical em Faro, nos dias 15 e 16 de junho de 2021

Mákina de Cena/ MdC Jazz e Cine Teatro Louletano assinalam o Dia Internacional do Jazz com “CAL Jazz Collective”

Publicado em 14 Abril 2021 por RUA FM

No âmbito das comemorações oficiais do 10º Dia Internacional do Jazz, a 30 de abril de 2021, o projeto CAL Jazz Collective apresenta-se, em estreia absoluta, no Cineteatro Louletano, com a participação especial de Zé Eduardo – um dos grandes mestres do Jazz Português –, combinando tradição e contemporaneidade ao melhor ritmo jazzístico, num momento inesquecível para os amantes deste género musical.

CAL (Central Algarve) Jazz Collective é um projeto assinado pela Mákina de Cena, tendo em vista a estimulação da criação de conteúdos jazzísticos no Algarve e a agregação de músicos de vários pontos da região, numa formação inédita. Nas palavras de Marco Martins, director artístico do projecto, “Este CAL representa mais um passo no caminho da emancipação do Algarve enquanto território de criação, não só a nível do jazz, mas das artes performativas em geral. Num momento em que as formações são cada vez mais pequenas, por razões económicas, poder juntar uma equipa deste tamanho e desta qualidade é, sem dúvida, uma vitória para o jazz algarvio.”

Contando com Marco Martins na direção artística e no baixo, Sara Badalo na voz, Leon Baldesberger no trompete, Luís Domingos Miguel no saxofone, Alexandre Dahmen no piano e Maximiliano Llanos na bateria – músicos com percursos estabelecidos nacional e internacionalmente –, o CAL Jazz Collective reflecte na sua música a maturidade e cruzamento de linguagens de cada um dos seus membros, valorizando a composição e criação de temas originais, bem como a reinterpretação e arranjo de jazz standards.

“São os primeiros passos para a criação de um coletivo profissional de Jazz, sediado em Loulé pela mão da Mákina de Cena, com um formato aberto, vocacionado não apenas para a criação, mas também para a formação, promovendo a rotatividade e inclusão de novos músicos e convidados, adaptando-se e renovando-se a cada desafio”, acrescenta, ainda, Marco Martins.

 

UNESCO’s International Jazz Day | #JazzDay

Em novembro de 2011, a UNESCO designou oficialmente o dia 30 de abril como Dia Internacional do Jazz, a fim de destacar o jazz e o seu papel diplomático na união das pessoas pelo mundo inteiro. Todos os anos, nesta data, esta forma de arte internacional é reconhecida por promover a paz, o diálogo entre culturas, a diversidade e o respeito pelos direitos humanos e a dignidade humana; por contribuir na erradicação da discriminação e promover a liberdade de expressão, reforçando o papel da juventude na promulgação da mudança social.

 

MdC Jazz

A MdC Jazz é uma secção da Mákina de Cena, responsável por todos os projetos realizados na área da música, tais como as West Sessions I & II, as Oficinas de Jazz e Música Improvisada, os Workshops de Música, bem como pela programação do MdC Jazz Club e o estabelecimento de uma série de colaborações e parcerias com músicos locais, nacionais e internacionais (Drama & Bass, Sangha, etc.).

Comentários fechados em Mákina de Cena/ MdC Jazz e Cine Teatro Louletano assinalam o Dia Internacional do Jazz com “CAL Jazz Collective”

Festival de Glastonbury anuncia edição mundial online, dia 22 de Maio, com concertos de Coldplay, Damon Albarn, IDLES, entre muitos outros

Publicado em 01 Abril 2021 por RUA FM

Perante a obrigação de cancelar o festival pelo segundo ano consecutivo, Glastonbury decidiu organizar uma transmissão mundial ao vivo, a partir de Worthy Farm, no dia 22 de Maio. Pela primeira vez na sua história permitirá que os fãs de música, em qualquer lugar do mundo, se juntem e partilhem a experiência do Festival e o seu ambiente natural e idílico.

Filmado em Worthy Farm, o histórico recinto do festival, em locais como Pyramid Field e Stone Circle, esta transmissão online de Glastonbury contará com concertos de artistas como Coldplay, Damon Albarn, HAIM, IDLES, Jorja Smith, Kano, Michael Kiwanuka, Wolf Alice ou DJ Honey Dijon, que actuarão numa produção ininterrupta, realizada como se de um filme se tratasse, e ainda com várias performances surpresa.

O evento apoiará os três principais parceiros de solidariedade de Glastonbury, Oxfam, Greenpeace e WaterAid, e ajudará a garantir o regresso do Festival ao vivo em 2022.

Esta experiência inovadora com cinco horas de duração será intercalada por uma história, escrita e narrada por alguns convidados muito especiais, guiando o público numa jornada pelo vale sagrado de Somerset.

Acessível apenas aos portadores de bilhetes, o evento online será transmitido na íntegra em quatro fusos horários distintos: (1) no Reino Unido, Europa, África e Médio Oriente; (2) na Costa Leste da América do Norte, na América Central e na América do Sul; (3) na Costa Oeste da América do Norte; (4) na Austrália, Nova Zelândia e Ásia.

Os bilhetes já se encontram à venda pelo preço único de €23 em worthyfarm.live

Está também disponível o cartaz do evento, de edição limitada, com a verba arrecadada a ser destinada ao Stagehand, fundo que angaria verbas para ajudar as equipas de produção de eventos que perderam o apoio financeiro do governo durante a pandemia.

 

  • Transmissão ao vivo nº 1 – Reino Unido, Europa, África e Médio Oriente: 19h00 BST / 20h00 CEST e SAST / 21h00 MSK e EEST / 22h00 GST
  • Transmissão ao vivo nº 2 – América do Norte (Costa Leste) e América Central e Sul: 18h00 CDT / 19h00 EDT / 20h00 ART e BRT
  • Transmissão ao vivo nº 3 – América do Norte (Costa Oeste): 19h00 PDT
  • Transmissão ao vivo nº 4 – Austrália, Nova Zelândia e Ásia (domingo, 23 de maio) : 16h00 ICT / 17h00 HKT e PHST / 18h00 JST e KST / 19h00 AEST / 21h00 NZST

Comentários fechados em Festival de Glastonbury anuncia edição mundial online, dia 22 de Maio, com concertos de Coldplay, Damon Albarn, IDLES, entre muitos outros

“Bandas ao Figuras” de regresso ao Teatro das Figuras

Publicado em 29 Março 2021 por RUA FM

Fruto da situação de pandemia que o país enfrenta, o Teatro das Figuras mantém-se encerrado, estando prevista a sua abertura no dia 19 de abril, com o retomar da sua programação cultural.
Durante o período de confinamento, o Município de Faro em conjunto com o Teatro das Figuras, lançaram algumas medidas extraordinárias de apoio ao setor cultural e criativo.

Uma delas foi o Bandas ao Figuras – 2º Ciclo que consiste num programa de concertos realizados com recurso a todas as condições técnicas do grande auditório, com transmissão em streaming
através da página de Facebook e YouTube do Teatro das Figuras. Depois do sucesso da primeira edição, o ciclo Bandas ao Figuras regressa em 2021 ao Teatro das Figuras, para dar palco à
vibrante cena musical da região.

O arranque do Bandas ao Figuras – 2º ciclo tem lugar dia 30 de março, terça-feira às 21h30 com a transmissão do concerto de Mateus Verde, seguido do Trio Amar Guitarra, no dia 1 de
abril e de Paulinho Lêmos no sábado, dia 3, sempre à mesma hora.

Informação sobre a programação do Teatro das Figuras está disponível no sítio de Internet e nas redes sociais do Teatro das Figuras.

Comentários fechados em “Bandas ao Figuras” de regresso ao Teatro das Figuras

“Sangue” é o terceiro vídeo extraído dos concertos de Sam The Kid nos Coliseus

Publicado em 23 Março 2021 por RUA FM

Corria o ano de 2019 e os Coliseus de Lisboa e Porto receberam duas das noites mais memoráveis da música nacional dos últimos anos, quando Sam The Kid, Orelha Negra e Orquestra subiram a palco para passar em revista, parte da carreira do rapper de Chelas. Desde então, Samuel Mira tem vindo a publicar alguns pedaços de memória desses dois concertos. Primeiro “Retrospetiva de um amor profundo”, depois “Hereditário”, agora sai “Sangue”, música muito especial e emotiva, já que conta com a participação do avô de Sam The Kid.

Estas partilhas, para além de celebrar estes momentos únicos e de proporcionar aos que não conseguiram estar presentes, uma ideia do que aconteceu, servem também para preparar uma nova Tour, onde Sam The Kid, os amigos de sempre, Orelha Negra e Orquestra irão percorrer o país com este espetáculo, não deixando ninguém de parte.

Por agora, enquanto o mundo não retoma a sua vida normal, apenas resta viver da memória e aguardar por dias melhores. O vídeo de “Sangue” já está disponível no Canal de Youtube TV Chelas e pode ser visto, aqui

Comentários fechados em “Sangue” é o terceiro vídeo extraído dos concertos de Sam The Kid nos Coliseus

“Santa Casa Portugal ao vivo” com novas datas em abril e maio de 2021

Publicado em 23 Março 2021 por RUA FM

Na sequência do Estado de Emergência decretado pelo Governo, que prevê o confinamento geral e por consequência, o encerramento das atividades culturais, a Everything is New e a PEV Entertainment, em conjunto com os artistas, decidiram adiar os seguintes espetáculos:

– Aurea dia 22 de abril no Campo Pequeno às 20h00;

– Camané e Mário Laginha dia 23 de abril no Campo Pequeno às 20h00;

– Rui Veloso dia 23 de abril no Super Bock Arena Pavilhão Rosa Mota às 20h00;

– Camané e Mário Laginha dia 29 de abril no Super Bock Arena Pavilhão Rosa Mota às 20h00;

– The Gift dia 7 de maio no Campo Pequeno às 20h00;

– Xutos & Pontapés dia 14 de maio no Super Bock Arena Pavilhão Rosa Mota às 20h00;

– David Carreira dia 14 de maio no Campo Pequeno às 20h00

– David Carreira dia 15 de maio no Super Bock Arena Pavilhão Rosa Mota às 20h00;

Junta-se à programação os The Black Mamba dia 8 de maio no Campo Pequeno e dia 28 de maio no Super Bock Arena Pavilhão Rosa Mota.

Os espetáculos do Mishlawi no Porto e em Lisboa estão cancelados devido ao artista se encontrar fora do país, por motivos profissionais.

Os bilhetes já adquiridos mantêm-se válidos para a nova data (não será́ necessário proceder à troca dos bilhetes). Para quem ainda não adquiriu os bilhetes, poderá encontrá-los em ticketline.pt

Para mais informações sobre os espetáculos do Porto, contactar através do email: info@peventertaiment.pt.

Para mais informações sobre os espetáculos em Lisboa, contactar através do email: ticketing@everythingisnew.pt.

Comentários fechados em “Santa Casa Portugal ao vivo” com novas datas em abril e maio de 2021

Música de “Sol Posto” dos Capitão Fausto chega às plataformas digitais

Publicado em 19 Março 2021 por RUA FM

Sexta-feira, 19 de março, o áudio do filme concerto “SOL POSTO”, dos Capitão Fausto, passará a estar disponível em todas as plataformas digitais. Ouvir aqui: 

‘SOL POSTO’ estreou nas salas de cinema em todo o país, sendo posteriormente exibido em streaming (Ticketline Live Stage), numa sessão única. Até 15 de Abril, estará disponível no Videoclube (video-on-demand / VOD) nas quatro grelhas da TV por cabo.

De acordo com os dados do ICA, ‘SOL POSTO’ foi o filme mais visto em Portugal na semana em que estreou (20 de Novembro de 2020) em 77 salas de cinema, de norte a sul do país e ilhas, o que o coloca no top 10 dos filmes portugueses mais vistos em 2020.

Na banda sonora deste filme concerto dos CAPITÃO FAUSTO ouvimos máquinas de construção civil num estaleiro que se revela afinal sala de concerto; o som do vento a sacudir as copas dos pinheiros mansos, testemunhas impassíveis de dias de preparativos, espectadores imóveis, silenciosos e figurantes omnipresentes do filme; e claro, as canções, numa antologia discográfica cinematografada do mais estimulante repertório da música portuguesa contemporânea.

‘SOL POSTO’ mostra uma Banda que não procura o estado de graça nem se sente angustiada com o futuro. Está sobretudo em paz com o presente, com a sua primeira década de existência e com a sua obra.

Quando o tempo de tudo o que conhecemos está em suspenso, chega-nos serenidade e um convite à contemplação. Afinal é possível sorrir ou mesmo ser positivo no meio da desordem, sem sentimento de culpa. E é permitido.

 

«Vimos passar 2020 com olhos atentos, focados, mas à distância. De dentro das nossas casas imaginámos o que poderia ter acontecido e foi travado, e impotentes para resolver a fonte do impedimento, conformámo-nos com a espera. Os músicos continuaram a tocar música, e os espectadores continuaram a querer ouvi-la, mas deixaram de existir lugares para o fazer.

Sol Posto é uma proposta. Se por um lado pretende evocar os mais verosímeis aspetos da experiência de um concerto, torna-se também numa oportunidade de quebrar a barreira física do tradicional palco/plateia. Pelas palavras do Realizador: ‘que através da lente do cinema se permita aproximar o espetáculo do espectador, não só trazendo este para dentro do palco, mas colocando-o a uma distância que permita uma intimidade quase exagerada’.

O filme traz-nos uma reflexão sobre a passagem do tempo e sobre a sua perceção, e assim como enfrentamos a ideia de um período de ponderação em vez de ação, e de suspensão em vez de concretização, acontece durante as horas de Sol Posto, palco do descanso, da reclusão, dos sonhos e dos planos, da escuridão, da espera e do desconhecido.»

CAPITÃO FAUSTO

 

 

SINOPSE

Composto por versões inéditas do repertório da banda, SOL POSTO integra três performances gravadas ao vivo e em exclusivo para o filme. As atuações ocorrem em três momentos distintos do dia: crepúsculo, noite e alvorada. Tal como na vida quotidiana recente, o filme enfrenta a ideia de um período de ponderação em vez de ação, e de suspensão em vez de concretização.

As horas de SOL POSTO são palco do descanso, da reclusão, dos sonhos e dos planos, da escuridão, da espera e do desconhecido. Se por um lado pretende evocar os mais verossímeis aspetos da experiência de um concerto, torna-se também numa oportunidade de quebrar a barreira física do tradicional palco/plateia, aproximando o espetáculo do espectador, trazendo-o para dentro do palco e colocando-o a uma distância de cumplicidade com os músicos.

O som e imagem foram gravados ao vivo, no decurso de uma semana em setembro de 2020, em Melides.

Comentários fechados em Música de “Sol Posto” dos Capitão Fausto chega às plataformas digitais

Samuel Úria anuncia concertos a solo e edição especial de Canções do Pós-Guerra

Publicado em 19 Março 2021 por RUA FM

Há cerca de um ano, Samuel anunciava “Canções do Pós-Guerra”, o álbum que havia preparado para o início de 2020. A situação pandémica obrigou-o a adiá-lo para Setembro e assim foi: Samuel apresentou o disco rodeado dos seus músicos em espectáculos esgotados no Teatro Tivoli BBVA e na Casa da Música.

Meses mais tarde, eis que a pandemia e o consequente confinamento condicionou-o novamente. Desta vez com vantagem nossa já que Samuel se propôs olhar para o repertório de “Canções do Pós-Guerra”, mas não só, em registo solitário.

O resultado é “Canções do Pós-Guerra – Solo”, um EP de 6 temas que integrará a edição especial do registo homónimo que chegará às plataformas digitais no próximo dia 26 de Março. No seguimento, a criação de uma apresentação de características únicas para datas no mês de Maio em Lisboa e Porto: a 3 e 4 no Teatro Maria Matos e a 6 e 7 no Auditório CCOP, respectivamente. E, em exclusivo, a edição deste EP em formato de cassete áudio, apenas disponível para venda nos concertos num pack “analógico” com o vinil de “Canções do Pós-Guerra”.
«Talvez a lógica pareça retorcida, mas para escapar à solidão do confinamento entreguei-me à solidão do estúdio. Em cada faixa gravada, só uma voz, só um instrumento nas mãos – canções tal como no dia em que nasceram, ou tal como nos tempos em que me povoavam os concertos a solo. Foi sempre nessa fórmula solitária que encontrei o público mais solidário. Agora em cada faixa gravada, só uma voz, só um instrumento nas mãos, só a perspectiva de muitos ouvidos.» – Samuel Úria

Este novo registo a divulgar na próxima semana, inclui versões de “Guerra e Paz”, “Fica Aquém” e “A Contenção”, algumas canções âncora de “Canções do Pós-Guerra” e que ganham neste formato, uma dimensão ainda mais dramática. A estas, Samuel juntou interpretações inéditas de “Cantiga de Abrigo”, um original seu composto para Ana Moura e publicado no álbum “Moura”; “Sinais”, a parceria com Hélder Gonçalves para os Clã e publicada no último álbum da banda “Véspera”; e, ainda, uma versão de “Amor Conforme” de Márcia.

«A escolha dos temas não esconde grande segredo (e ainda menos me esconde). Como mote, atiro-me a 3 versões de canções do meu último disco. Mas desta missa isso é só metade: para além dos exemplares dum repertório recente, há outras tantas versões – uma canção que fiz para outra artista, uma canção cuja letra escrevi para outra banda, e ainda uma canção que gostaria de ter sido eu a fazer. A ligar tudo, escuta-se a melancolia real dos primeiros dias de 2021. Em contraponto, nada como um conjunto de cantigas para avivar a esperança de dias melhores.» – Samuel Úria.
Para palco, Samuel levará o universo musical de “Canções do Pós-Guerra” mas trará também a estas apresentações temas que fazem parte da sua discografia e que nos irá mostrar no seu estado mais puro de composição. A história deste EP faz ainda adivinhar que tomará como suas, pelo menos nestas noites, algumas que foram criadas para outras vozes ou até mesmo, compostas por pares que admira.

Momentos especiais para um tête-à-tête com o mais talentoso dos cantautores da sua geração. A não perder.

Os bilhetes encontram-se já à venda com o preço único de 15€:

Lisboa / 3 e 4 de Maio / Teatro Maria Matos / 20H
Porto / 6 e 7 de Maio / Auditório CCOP / 20H30

Comentários fechados em Samuel Úria anuncia concertos a solo e edição especial de Canções do Pós-Guerra

 
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
 
Mai
7
Sex
19:00 Festival “Os dias do Jazz” – Jaz... @ Teatro Lethes - Faro
Festival “Os dias do Jazz” – Jaz... @ Teatro Lethes - Faro
Mai 7@19:00_20:30
Festival “Os dias do Jazz” - Jazzafari @ Teatro Lethes - Faro
Sexta-feira, o Festival “Os dias do Jazz” leva ao Teatro Lethes Jazzafari. Trata-se de um projeto que funde dois mundos, o orgânico que surge dos instrumentos, assim como sons ambientes captados e o digital através[...]
19:30 “Biografia não Autorizada” de Br... @ Teatro das Figuras - Faro
“Biografia não Autorizada” de Br... @ Teatro das Figuras - Faro
Mai 7@19:30_20:45
“Biografia não Autorizada” de Bruno Aleixo @ Teatro das Figuras - Faro
Sexta-feira, o Teatro das Figuras recebe “Biografia não Autorizada” de Bruno Aleixo. Os dois principais assessores do magnata do audiovisual Bruno Aleixo (Pedro Santo e João Moreira) entraram em rota de colisão com o ex-patrão.[...]
Mai
8
Sáb
17:00 Monstrare 2021 – “Submissão” de ... @ Cineteatro Louletano
Monstrare 2021 – “Submissão” de ... @ Cineteatro Louletano
Mai 8@17:00_18:30
Monstrare 2021 - “Submissão” de Leonardo António @ Cineteatro Louletano
Sábado, a Monstrare 2021 leva a Loulé “Submissão”, de Leonardo António. Lúcia é violada pelo seu marido e faz queixa. Enquanto luta contra o sistema legal português para colocar o seu marido em Tribunal, descobre[...]
Mai
9
Dom
17:00 “Faces do Acordeão” no Cineteatr... @ Cineteatro Louletano
“Faces do Acordeão” no Cineteatr... @ Cineteatro Louletano
Mai 9@17:00_18:30
“Faces do Acordeão” no Cineteatro Louletano @ Cineteatro Louletano
Domingo, o Cineteatro Louletano recebe “Faces do Acordeão”. Este é um espetáculo no âmbito do segundo aniversário da Associação de Acordeão Garvefole e também das comemorações do Dia Mundial do Acordeão. Criado em torno do[...]
Mai
13
Qui
20:00 “Women Make Film” parte 1 – Cine... @ Cinemas do Gran Plaza - Tavira
“Women Make Film” parte 1 – Cine... @ Cinemas do Gran Plaza - Tavira
Mai 13@20:00_21:30
“Women Make Film” parte 1 - Cineclube de Tavira @ Cinemas do Gran Plaza - Tavira
“Women Make Film” parte 1, é o filme que o Cineclube de Tavira apresenta quinta-feira. Este é um documentário do cineasta e crítico britânico-irlandês Mark Cousins, que faz uma visita guiada pelo cinema. Recorrendo a[...]
Mai
14
Sex
19:30 Noiserv no Teatro das Figuras @ Teatro das Figuras - Faro
Noiserv no Teatro das Figuras @ Teatro das Figuras - Faro
Mai 14@19:30_21:00
Noiserv no Teatro das Figuras @ Teatro das Figuras - Faro
Sexta-feira o Teatro das Figuras recebe em concerto Noiserv. O músico conta no currículo com o disco de estreia “One Hundred miles from thoughtlessness”, o EP “A day in the day of the days”, o[...]
21:00 “Le Poulain” – Filme Francês do ... @ Biblioteca Municipal de Faro
“Le Poulain” – Filme Francês do ... @ Biblioteca Municipal de Faro
Mai 14@21:00_22:30
“Le Poulain” - Filme Francês do Mês de maio @ Biblioteca Municipal de Faro
“Le Poulain” é o filme francês do mês de maio Frances é uma jovem mulher cuja mãe acabou de falecer. Acabando de se mudar para Manhattan e cheia de problemas com o pai, ela forma[...]
Mai
15
Sáb
21:00 “A Noite de Molly Bloom” no Cine... @ Cineteatro Louletano
“A Noite de Molly Bloom” no Cine... @ Cineteatro Louletano
Mai 15@21:00_22:00
“A Noite de Molly Bloom” no Cineteatro Louletano @ Cineteatro Louletano
Sábado, o Cineteatro Louletano recebe “A Noite de Molly Bloom” pela ACTA, A Companhia de Teatro do Algarve. No último capítulo do Ulisses, de Joyce, o senhor Leopold Bloom, depois de deambular vinte horas por[...]
Newsletter
  1. Aguardamos os teus comentários e Sugestões