Arquivo | Cultura

Manel Cruz é o convidado do próximo Lado B

Publicado em 03 Maio 2021 por RUA FM

O auditório Francisco Vargas Mogo, em São Bartolomeu de Messines, irá receber a próxima sessão do Lado B que levará Manel Cruz àquele espaço, no próximo dia 14 de maio, às 21h00. A iniciativa é promovida pela Câmara Municipal de Silves e conta com o apoio do Crédito Agrícola de SB Messines.

Neste espetáculo, o ex-vocalista dos Ornatos Violeta apresenta-se a solo com o seu trabalho “Vida Nova”, considerado pela crítica como um dos melhores álbuns lançados em 2019.

Com um custo associado de 8 euros, os ingressos para este espetáculo poderão ser adquiridos através da bilheteira online BOL, em https://cmsilves.bol.pt/Comprar/Bilhetes/95436-lado_b_com_manel_cruz-aud_francisco_vargas_mogo/, ou nos locais habituais de venda (FNAC, Worten, CTT, EI Corte Inglês e Pousadas de Juventude). Poderão, ainda, ser adquiridos no próprio dia do espetáculo, no local, a partir das 19h00, caso haja disponibilidade de bilheteira.

Relembramos que a rúbrica Lado B procura apresentar ao público uma versão mais descontraída e intimista dos artistas. Ao concerto, por norma, associa-se uma breve conversa como forma de aproximar o público ao artista.

De salientar que, devido à atual crise sanitária, o concerto tem lotação reduzida, cumprindo as orientações da DGS.

O telefone 282 440 800 e o endereço de correio eletrónico cultura@cm-silves.pt são os contactos do sector de Cultura do Município de Silves para o fornecimento de informações adicionais sobre este concerto.

 

+ info sobre Manel Cruz

“Vida Nova” marca o regresso do ex-vocalista dos Ornatos Violeta, Pluto, Foge Foge Bandido e Supernada. Este trabalho teve como singles “Ainda Não Acabei”, “Beija Flor”, “Cães e Ossos” e “O Navio Dela”, com letra, música e imagem de Manel Cruz, é composto por 12 músicas e acompanhado por um livro cujo conteúdo é complemento da obra artística.

Consequência da vontade de voltar ao estúdio e aos palcos, depois de um hiato criativo, o regresso às origens agradou Manel Cruz e resultou numa mão-cheia de canções que lhe permitem antecipar a edição de novos discos.

 

Atendendo ao período que se atravessa, o Município de Silves adverte que, fazendo-se cumprir as orientações da DGS, deverão ser cumpridas as seguintes indicações:

  1. Acesso à sala onde decorre o evento é reservado aos titulares de bilhete;
  2. Os bilhetes devem ser preferencialmente comprados antecipada e remotamente;
  3. Na receção, o atendimento será realizado com distanciamento de 2 metros;
  4. Os espectadores devem higienizar as mãos à entrada e à saída, assim como antes e depois de eventual aquisição de bilhete no local;
  5. Qualquer objeto que seja entregue ao espectador, deve permanecer com este até ao final e não deve ser partilhado;
  6. Período de entrada e saída de público alargado;
  7. Entrada e saída de público desfasada com circuitos independentes de entrada e de saída, cumprindo as regras de distanciamento;
  8. A lotação máxima definida de acordo com as Orientações 23 e 28/2020 e decisão final das autoridades locais de saúde;
  9. Lugares sentados com distanciamento físico de acordo com as orientações da DGS;
  10. Obrigatório o uso de máscara;
  11. Não é permitido mudar de lugar;
  12. Os espaços, equipamentos, objetos e superfícies são limpos e desinfetados periodicamente, conforme a sua frequência de utilização, de acordo com a Orientação 014/2020 da DGS.

(Conferir orientações no Plano de Contingência do evento que pode ser consultado no local)

Comentários fechados em Manel Cruz é o convidado do próximo Lado B

10.ª Mostra da Juventude de Olhão com agenda repleta de atividades

Publicado em 03 Maio 2021 por RUA FM

Teve início este sábado, dia 1 de maio, a 10.ª edição do Mostra-te. A Mostra de Juventude de Olhão, uma iniciativa do Município, através da Casa da Juventude, apresenta uma agenda cheia de atividades, que decorrem ao longo de todo o mês online, com transmissão em direto na página do Facebook da Casa da Juventude.

Sob o lema Olhão não pára, a dinâmica do concelho intensifica-se ao longo do mês, com atividades diárias como espetáculos, exposições, ou mostras, em áreas tão diversas como dança, música, workshops, pintura, magia, ginástica, histórias, ambiente, desporto, promovidas pelos jovens e entidades olhanenses vocacionadas para a juventude.

O programa da edição de 2021 do Mostra-te pode ser consultado aqui.

Comentários fechados em 10.ª Mostra da Juventude de Olhão com agenda repleta de atividades

“Lucía”, uma homenagem às Mães e um tributo a Paco de Lucía  

Publicado em 28 Abril 2021 por RUA FM

Paco de Lucía (natural da vizinha Andalucia – Algeciras), reconhecido como um dos melhores compositores e guitarristas do mundo, tinha em Castro Marim as suas raízes, mais concretamente em Monte Francisco, terra que viu a sua mãe, Lucía Gomes, nascer. A sua forte ligação às raízes maternas perpetua-se no seu nome artístico e Francisco Gustavo Sánchez Gomes torna-se Paco de Lucía. Com o mesmo intuito de homenagear o semblante lusitano que sempre o orgulhou, lança os álbuns Castro Marín” (1981) e “Luzia” (1998).

Também Castro Marim vivia esta vontade de promover o “mestre absoluto do flamenco”, ampliando a relação umbilical que Paco de Lucía transportava na sua música.  Assim nasceu, em 2017, o Festival de Lucía, uma homenagem a Paco de Lucía, mas também às mulheres, resgatando e reconhecendo a memória da mãe de Paco e dando-lhe uma nova e viva voz, trazida pela nossa fadista Mariza, madrinha e embaixadora da iniciativa.

Esta merecida homenagem às mulheres e às mães, cujos legados nos guiam e inspiram, ganha agora uma nova expressão no livro infantil “Luzia”, uma obra inspirada na mãe de Paco de Lucía, construída pelo escritor Pedro Seromenho e ilustrada por Elias Gato. A apresentação decorre já no dia 2 de maio, Dia da Mãe, pelas 17h00, no Memorial Paco de Lucía, em Monte Francisco (Largo Manuel Gomes).

Produzido como recurso pedagógico de um projeto cultural e recreativo, “Luzía” será depois levado aos agentes educativos e aos alunos, procurando levar as heranças e enlaces culturais que Paco de Lucía imprimiu na sua musicalidade, mas também criando um lugar de reflexão sobre o plano da igualdade de género e a importância e o lugar da maternidade na nossa sociedade.

O livro “Luzia” é uma iniciativa enquadrada no Plano de Ação de Desenvolvimento de Recursos Endógenos (PADRE), aprovado no âmbito do PO CRESC ALGARVE 2020, sendo apoiado por Portugal e União Europeia e cofinanciado a 70% pelo FEDER.

Neste mesmo local, após a apresentação do livro, decorre outro tributo a Paco de Lucía, desta feita à obra, com o concerto de Pedro Jóia Trio, uma homenagem que cruza a guitarra de Pedro Jóia, ele próprio um discípulo de Paco, o acordeão de João Frade e Norton Daiello no contrabaixo. Devido à atual situação pandémica, este concerto será acessível ao público apenas online, através da transmissão em direto no facebook do Município de Castro Marim (www.facebook.com/municipio.castromarim) e no facebook do programa cultural Bezaranha (https://www.facebook.com/bezaranha).

O “Bezaranha – Há Ventos que vem por bem!” é promovido pelos 16 municípios do Algarve em parceria com a Direção Regional da Cultura e resulta de uma candidatura da Comunidade Intermunicipal do Algarve (AMAL) ao Programa Operacional Regional do Algarve (CRESC Algarve 2020). Abrangendo um conjunto de iniciativas e eventos culturais em todo o Algarve, o projeto tem a missão de apoiar os artistas locais de cada município, realizando também itinerâncias entre concelhos. Para além disso, tem como objetivo a valorização do território, nomeadamente com a promoção de eventos ao ar livre, o que permite adaptar os eventos às condicionantes da pandemia e ainda programar a atividade cultural em locais não convencionais, como os monumentos.

Comentários fechados em “Lucía”, uma homenagem às Mães e um tributo a Paco de Lucía  

Festival “Algarve é União” com cartaz fechado e convite à fusão solidária de Cultura e Sociedade

Publicado em 28 Abril 2021 por RUA FM

Está fechado o cartaz do festival Algarve é União que acontece nos dias 8 e 9 de maio, em formato live streaming, no canal de youtube e nas plataformas de comunicação da União Audiovisual.

A iniciativa é organizada pela União Audiovisual, com apoio da Câmara Municipal de Faro, Associação Recreativa e Cultural de Músicos, Direção Regional de Cultura do Algarve, entre muitos outros.

São dois dias, em que várias artes se unem em prol de uma causa solidária, com o objetivo de apoiar os profissionais da cultura, através da angariação de fundos, de bens de primeira necessidade e de bens alimentares não perecíveis, ao mesmo tempo que lhes “dá palco” novamente.

No sábado, dia 8 de maio sobem ao palco do festival: Academia de Dança do Algarve; Urban Xpression; As Histórias da Rosa Curiosa; VATe; Mákina de Cena; Plasticine; The Black Teddys; Fuza Flowz; Daniel Kemish; Dj Deelight e Bubba Brothers.

Domingo, 9 de maio, a programação está a cargo de: Leon Baldesberger; Gaveta da Pedra; Kilavra; Macadamia Acoustic experience; Nanook; Stone Breaker; 8000 Comedy Show; LUM; Teresa Aleixo.

O encerramento do festival é feito por Wilson Honrado, numa atuação marcada para as 22h00, acompanhada pela performance visual de Vj Draft, que também marca presença nos sets de Dj Deelight e de Bubba Brothers.

Nos dois dias do “Algarve é União”, os espetáculos têm início às 14h00 e a transmissão pode ser acompanhada aqui.

O acesso ao festival é gratuito, sendo possível contribuir para o mesmo (mínimo 1€), nos dias em que decorre aqui.

Também é possível realizar donativos para esta causa, sempre que se deseje, na página da União Audiovisual.

Com um cartaz bastante eclético, o festival conta também com o apoio de nomes bem conhecidos do setor cultural, que se assumem como Embaixadores desta causa: Viviane, Luís Vicente, Eliseu Correia, SEN, Moçê dum Cabréste, Tim, Fernando Júdice, Wilson Honrado, entre muitos outros.

Para além dos artistas que sobem ao palco, são muitos os técnicos que marcam presença neste “Algarve é União”, um evento que é realizado também para estes profissionais, mas que, acima de tudo, só é possível, pelo trabalho único que realizam.

Para Inês Sales, da União Audiovisual, “Quando as forças se unem… nada é obstáculo! E assim nasceu mais um projecto… Algarve é União!”.

A responsável pela comunicação da associação, reforçou também a ideia de que “é com muita vontade em apoiar os profissionais do sector cultural e em dar-lhes voz, que mais uma vez a União Audiovisual se organizou e produziu, um evento cultural dando visibilidade a artistas algarvios de diversas áreas artísticas como o teatro, a dança, a poesia, a música e o stand up comedy”.

Segundo Inês Sales “o maior apoio que poderemos dar a estes artistas e técnicos, para além dos alimentos e dos bens de 1ª necessidade, são as palmas, é a presença e os sorrisos de os recebermos de braços abertos, onde eles mais amam estar… num palco!”. E termina com um apelo, “apoiem esta iniciativa com a vossa presença, seja física ou virtual!”.

E fazendo jus ao lema “Ninguém Fica para Trás”, nos dias em que acontece o festival, também vai ser possível contribuir para o sucesso desta causa, com a entrega de bens alimentares não perecíveis e bens de primeira necessidade, sendo que tudo o que for angariado reverte inteiramente a favor da União Audiovisual.

Durante os dois dias do festival e na semana em que acontece, vão ser vários os pontos de recolha, estando os mesmos a funcionar nos seguintes locais:

– Associação Recreativa e Cultural de Músicos – Faro: dia 5 de maio, entre as 10h00 e as 19h00; dias 8 e 9 entre as 9h00 e as 18h00 (inclusive bens alimentares perecíveis)

– Associação Cultural Re-Criativa República 14 – Olhão:  dia 5 de maio, entre as 10h00 e as 14h00; dia 7, entre as 17h30 e as 23h00; dias 8 e 9, entre as 10h00 e as 23h00

– ETIC_Algarve – Faro: dias 8 e 9 de maio, entre as 9h00 e as 18h00

– Postos de Turismo da Região de Turismo do Algarve – Faro, São Brás, Olhão e Loulé: de 3 a 9 de maio, entre as 9h00 e as 18h00

Mais pontos de recolha fixos no país aqui.

 

O festival “Algarve é União” conta ainda com os seguintes apoios:

General Sponsor: Associação Cultural Re-Criativa República 14; Escola de Tecnologias, Inovação e Criação do Algarve (ETIC); Hotel Eva;  Ideias Frescas; PassMúsica;  Região de Turismo do Algarve; União das Freguesias de Faro

Sponsor:  Algarpalcos; Rise; Sala *SIGA*; Sons da Fortuna; Stage Team; Subsolo; Take5

Product Sponsor: Agrivabe; Círculopalino; Dedicated Store Lisboa; Doma; Madre Fruta; Mendes Gonçalves; Printhink; Super Bock

Media Sponsor: Barlavento; Cultugarve; Dirty Sock; Correio de Lagos; Litoralgarve; Rádio Foia; Rádio Gilão; Rádio Portimão; Rádio Solar; Região Sul; RUA FM; Sul Informação

 

Na certeza de que, com união ninguém fica para trás, a União Audiovisual convida todos a fazer parte deste “Algarve é União” e a apoiar os profissionais da cultura.

Porque a Cultura é segura!

 

Mais informações em www.uniaoaudiovisual.pt

 

O evento cumpre todas as normas impostas pela Direcção-Geral da Saúde [DGS].

 

Sobre a União Audiovisual

Somos uma associação sem fins lucrativos que surgiu em abril de 2020, com o objetivo de ajudar os profissionais do espetáculo, uns dos mais afetados pela pandemia.

Prestamos apoio através da entrega de bens alimentares e de primeira necessidade e estamos distribuídos em vários polos, espalhados pelo país e também nos Açores.

Neste momento apoiamos uma média de 900 pessoas por semana no país inteiro, sendo que no Algarve são cerca de 23 pessoas que recebem ajuda todas as semanas.

 

Website

https://uniaoaudiovisual.pt

Youtube

https://www.youtube.com/channel/UCHK_rcidISfUR64n3FXnzqQ

Facebook:

https://www.facebook.com/AudiovisualUniao

Instagram

https://www.instagram.com/audiovisual.uniao/

Comentários fechados em Festival “Algarve é União” com cartaz fechado e convite à fusão solidária de Cultura e Sociedade

ArQuente apresenta RE-FLUXUS em edição online

Publicado em 21 Abril 2021 por RUA FM

Depois de dois anos de pausa, em parte devido à pandemia, o RE-FLUXUS está de regresso. A segunda edição da iniciativa decorre dias 24 e 25 de abril, em formato online, no YouTube da ArQuente, entre as 21h30 e as 22h30.

Ao todo vão ser apresentados seis momentos performáticos, três por dia, da autoria de diferentes artistas, que aceitaram o desafio proposto pela ArQuente. As obras, de curta duração, têm temas distintos e são o reflexo da liberdade criativa dos seus criadores.

“Não há um tema definido. A ideia é que cada um expresse o que sente necessidade de expressar. Essa liberdade resulta num ciclo de grande riqueza artística e estética, que promete surpreender do princípio ao fim”, refere a associação cultural.

Quem quiser assistir à segunda edição do RE-FLUXUS deve aceder ao Youtube da ArQuente à hora marcada, através dos links disponibilizados, em breve, nas páginas de Facebook e Instagram da associação, onde pode, igualmente, encontrar o programa completo. O acesso é livre e gratuito.

O título deste ciclo tem por inspiração o Movimento Fluxus que marcou as artes das décadas de 1960 e 1970 e que valorizava a criação coletiva através da integração de diferentes linguagens, como música, cinema e dança, manifestando-se principalmente através de performances, happenings, instalações, entre outros suportes inovadores.

O evento, organizado pela ArQuente, conta com a parceria e participação das associações Mákina de Cena e Fungo Azul. Para além disso, tem o apoio da Câmara Municipal de Faro e do Leroy Merlin. Como parceiros de comunicação, o RE-FLUXUS conta com o Sul Informação, a RUA FM e a Rádio Solar.

 

PROGRAMA:

Dia 24 de abril:

Título: Fair Dinkum

Autoria: Joana F. Costa

Duração: 07’10

Início: 21h30

 

Título: Torso

Autoria: António António

Duração: 04’41

Início: 21h45

 

Título: Psicose

Autoria: Mákina de Cena

Duração: 25’38

Início: 21h50

 

Dia 25 de abril:

 

Título: Zorro On The Beach

Autoria: Ricardo Mendonça

Duração: 21

Início: 21h30

 

Título: Pensamentos Palavras Atos e Omissões

Autoria: Teresa Pereira da Silva

Duração: 15’38

Início: 21h55

 

Título: Som e Silêncio

Autoria: Fungo Azul

Duração: 07’54

Início: 22h15

Comentários fechados em ArQuente apresenta RE-FLUXUS em edição online

Monchique cria programa de apoio à criação artística para apoio a artistas e artesãos locais

Publicado em 16 Abril 2021 por RUA FM

Integrado no Projeto “Algarve – Programação em Rede” e no Programa Operacional CRESC ALGARVE 2020, conduzido pela AMAL, o Município de Monchique, criou um programa original de apoio às artes, aos artistas e artesãos do concelho a que chama “Saberes em Rede”.

No âmbito da sua área de atuação e das medidas implementadas no combate aos efeitos económicos da pandemia Covid 19 e, do consequente apoio social a diversos níveis, o Município de Monchique pretende assim aproveitar o apoio financeiro deste projeto para promover a criação artística local e estimular a criatividade e potenciar o arranque de atividade neste período pós confinamento, apoiando o maior número possível de artistas do concelho e de toda a comunidade artística local.

Tendo como ponto de partida o “Prémio Artístico e Literário” realizado em 2020, o Município pretende estimular a criação em rede e, o conto vencedor da primeira edição deste prémio “O Fantasma Hortelão”, da autoria de Paulo Rosa, irá servir de base à criação artística para este novo projeto. Serão, portanto, “Saberes em rede” e será esta a designação deste programa. Toda a essência do projeto intermunicipal ficará portanto espelhado neste projeto de Monchique, numa criação em rede. Serão teias de saberes, redes de conhecimento e conexões de criações artísticas que irão resultar numa Mostra/Exposição, apresentada no dia 28 de maio e com itinerâncias por outros municípios.

O presente Programa tem como principal objetivo o apoio à criação artística nas suas diferentes áreas e pretende estimular a criatividade e a produção artística; promover um apoio económico e social nesta época excecional; estimular as diversas áreas artísticas que fazem parte do território local e consolidar atividades de expressão artística no concelho.

Pode concorrer ao Programa “Saberes em rede” toda a comunidade artística local.

As áreas a concurso serão:

– Artesanato:

◦ Rendas, Bordados e Outras Artes de Agulha

◦ Entrelaçados c/ Fibras Vegetais

◦ Olaria e Cerâmica

◦ Tecelagem

◦ Trabalhos em Cortiça

◦ Trabalhos em Madeira

◦ Trabalhos em Metal

◦ Trabalhos em Pele

– Música: participação individual ou em grupos

– Prosa e Poesia

– Fotografia

– Pintura

– Escultura

Cada participante só poderá concorrer a 1 área, com um limite de 6 participantes por categoria

As propostas deverão ser entregues até às 14h do dia 27 de abril de 2021, nos Paços do Concelho, caso os trabalhos sejam enviados por correio ou de outra forma que não garanta a sua chegada nesta data, os mesmos deverão ser enviados até dia 23 de abril.

Serão escolhidos um ou mais trabalhos de cada categoria, cujo autor será convidado a desenvolver a ideia proposta, cujo orçamento será aprovado mediante orçamento global deste programa e atendendo a uma distribuição pelo maior número de participantes.

Em maio será realizada uma exposição com todos os trabalhos escolhidos pelo júri e serão realizadas itinerâncias, sobre o formato de Mostras e Exposições, em Castro Marim e Alcoutim.

O Município de Monchique garante o zelo dos trabalhos recebidos, e em caso de manifesta fragilidade dos mesmos ou se assim o desejarem, os concorrentes poderão por sua conta e responsabilidade, assegurar qualquer tipo de seguro adequado à situação.

Numa ótica de apoio à criação artística, em época pós confinamento, o Município garante o pagamento do serviço para apresentação de uma maqueta no valor de 50€, como forma de incentivo à participação e à criação, valor esse mediante apresentação de recibo ou fatura.

Na primeira fase todos os candidatos terão de apresentar uma maqueta da sua proposta de trabalho, com base no texto vencedor do Prémio Artístico e Literário de 2020 – “O Fantasma Hortelão”. Os candidatos deverão manifestar a sua intenção de participação para receberem o respetivo formulário de inscrição e um exemplar do texto que servirá de inspiração para os trabalhos a realizar. Os trabalhos escolhidos para a segunda fase, que será a fase de criação, deverão elaborar o seu trabalho e executar a sua proposta.

Numa terceira fase serão apurados três trabalhos/projetos, que irão representar Monchique na Mostra “Saberes em Rede” que será dinamizada em Monchique, Alcoutim e Castro Marim.

Todos os participantes deverão ter atividade aberta há pelo menos 1 ano, e estar inscritos nas finanças no código de atividade (CAE) respetivo, e possuir cartão de artesão (no caso da respetiva categoria) e todas as questões legais e financeiras válidas.

Os trabalhos a concurso deverão ser acompanhados da respetiva ficha de inscrição, disponível no site municipal a partir de dia 19 de abril e entregues em mão própria ou enviadas por email: infos@cm-monchique.pt ou pelo correio para a seguinte morada:

Programa de apoio à criação artística “Saberes em Rede”
Paços do Concelho – 8550 Monchique

Junto à ficha de inscrição deverá constar, igualmente, titulo/nome do trabalho e respetiva memória descritiva, orçamento, materiais e técnicas adotadas (no caso dos trabalhos artísticos) e dimensão.

Os trabalhos literários devem, por sua vez, respeitar as seguintes caraterísticas:

  1. a) Poesia: 1 conjunto entre 4 poemas, com espaço e meio entre linhas, em letra “Verdana”, tamanho 12.
  2. b) Prosa (conto): mínimo de 4 páginas e máximo de 10 páginas, com espaço e meio entre linhas, em letra “Verdana”, tamanho 12.

Calendarização/fases do concurso:

1º Fase:

– Até 27 de abril: Apresentação de proposta/maqueta

– Até 30 de abril: Divulgação da decisão do júri / seleção das maquetas para a fase seguinte

2º Fase:

– Até 24 de maio: Entrega dos trabalhos

– A partir de 28 de maio: Exposição dos trabalhos

 

Comentários fechados em Monchique cria programa de apoio à criação artística para apoio a artistas e artesãos locais

Cineteatro Louletano reabre com concerto inédito de Teresa Salgueiro

Publicado em 16 Abril 2021 por RUA FM

Após o encerramento devido às regras do Estado de Emergência, o Cineteatro Louletano vai reabrir as portas com um concerto único protagonizado por Teresa Salgueiro. A ex-vocalista dos Madredeus, que se tornou independente enquanto cantora e produtora após a saída da banda em 2007, traz a Loulé um concerto exclusivo, encomendado pela Câmara Municipal de Loulé e Cineteatro Louletano para celebrar Abril, no ano em que se comemoram os 47 anos da “Revolução dos Cravos”.

“Para uma ocasião tão especial, como será sempre a celebração do 25 de Abril de 1974, tão marcante para a nossa história coletiva, a artista preparou, a convite da Câmara Municipal de Loulé, um espetáculo cujo alinhamento presta homenagem a autores que com o seu talento, a beleza e a força da sua música, da sua poesia e a sua capacidade de intervenção, marcaram decisivamente o nascimento da democracia em Portugal”, adianta o produtor da artista, Francisco Costa.

Refira-se que ao longo de mais de 30 anos, Teresa Salgueiro tem sido uma figura artística ímpar e uma das imagens emblemáticas de Portugal no mundo, ao nível da música.

Nomes tão distintos como José Carreras, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Carlos Núnez, Angelo Branduardi ou Zbigniew Preisner reconheceram Teresa como uma das grandes cantoras contemporâneas. Os últimos 13 anos correspondem ao período em que Teresa se dedicou à carreira a solo como intérprete e produtora.

O concerto de 19 de abril assinala um marco importante para a sala que acolhe Teresa Salgueiro: a comemoração dos 91 anos do Cineteatro Louletano, sala que abriu ao público em 1930, precisamente a 19 de abril. No âmbito dessas comemorações – e celebrando a possibilidade de realizar espetáculos presenciais – o mês de abril trará outros grandes espetáculos: a 23 de abril, três peças de dança contemporânea, pela Companhia In Tranz Yt; a 24, o primeiro Festival de Harpa do Algarve; a 25, um concerto inédito com Francisco Fanhais e Manuel Freire, dois grandes “Cantautores” de Abril; a 27, a despedida de palco da atriz Eunice Muñoz; a 29 de novo Dança, com a peça “Dias Contados” de Elizabete Francisca (estreou no D. Maria II); e a 30 de abril, CAL Jazz Collective no Dia Internacional do Jazz.

O Cineteatro tem o selo Clean & Safe e é uma estrutura cultural no domínio das artes performativas da Câmara Municipal de Loulé, integrado na Rede Azul – Rede de Teatros do Algarve e na Rede 5 Sentidos.

Comentários fechados em Cineteatro Louletano reabre com concerto inédito de Teresa Salgueiro

Mia Couto nos 20 anos da Biblioteca Municipal de Faro António Ramos Rosa

Publicado em 16 Abril 2021 por RUA FM

A Biblioteca Municipal de Faro António Ramos Rosa assinala, no próximo dia 23 de abril, o seu 20.º aniversário, que coincide com a comemoração do Dia Mundial do Livro, efeméride que tem como objetivo chamar a atenção para a importância do livro e da leitura, enquanto bens culturais e essenciais ao desenvolvimento da sociedade.

Do programa de aniversário destaca-se:

Pelas 14h00 – Liberdade –uma viagem ao 25 de abril, avivando histórias de liberdade, e pelos direitos conquistados pelo povo português. Esta atividade é destinada a alunos do 1º ciclo e acontece em formato online.

Às 17h30, Bruno Batista estará na biblioteca para uma sessão de contos, presencial, dirigida a famílias e a todos os que gostam de histórias de encantar e às 18h00 cantam-se os parabéns à Biblioteca. O dia terminará com uma conversa com Mia Couto, pelas 19h00, moderada por Ana Isabel Soares, no canal Youtube do Município de Faro.

Do restante programa de abril, destaca-se ainda o Ciclo de Palestras Investigar, Conhecer e Valorizar, que prosseguirá, no dia 19, pelas 18h30, com Contributos para o inventário dos Jardins Históricos do Algarve, por Maria Filipa Rabaça, palestra que poderá ser acompanhada no canal de Youtube do Município de Faro.

No dia 21, pelas 18h00, em sessão online, Ana Isabel Soares modera um encontro com a escritora Julieta Monginho, e, no dia 28, à mesma hora, mas em sessão presencial, no auditório da Biblioteca, está agendada a sessão de apresentação do livro Os outros que somos nós, de Rita Guapo.

Ao longo destes 20 anos, a BMF tem desenvolvido uma importante ação cultural no nosso concelho, através da sua programação própria, e como um local de acolhimento de atividades de divulgação sociocultural. No tempo presente, e face à situação sanitária, readaptamos todo o nosso trabalho, recorrendo ao on line e publicações nas páginas do facebook, de forma a prosseguirmos o contacto com os nossos leitores, e a nossa afirmação como um equipamento cultural em permanente reinvenção, atuante e indispensável na promoção do livro e da leitura.

Desde o início do mês a Biblioteca Municipal retomou o seu habitual horário, das 09h30 às 19h30, de segunda a sexta-feira, e das 14h00 às 19h30, às segundas-feiras e sábados, com atendimento presencial e todos os serviços disponíveis aos leitores.

Comentários fechados em Mia Couto nos 20 anos da Biblioteca Municipal de Faro António Ramos Rosa

Tags: , ,

Festival “Algarve é União” junta Artes e Solidariedade em Faro

Publicado em 15 Abril 2021 por RUA FM

Nos dias 8 e 9 de maio, Faro recebe a 1ª edição do Festival “Algarve é União”, numa organização da União Audiovisual, com apoio da Câmara Municipal de Faro.

O festival vai ser realizado exclusivamente em formato live stream, com todos os eventos transmitidos na página do Youtube da União Audiovisual.

Artistas algarvios, das mais variadas áreas juntam-se em prol de uma causa solidária: angariar fundos e bens alimentares para esta associação de cariz social e cultural, de apoio aos profissionais técnicos e artistas da cultura, espetáculos e eventos.

O Festival “Algarve é União” surge também com o intuito de dar novamente “palco” aos artistas e técnicos da região que, devido à pandemia, há mais de um ano têm a sua atividade profissional suspensa, o que colocou muitos numa situação de emergência social.

É por isso urgente a união e a ajuda de todos, de forma a dignificar o trabalho destes profissionais, que tanto contribuem para que todos possam viver com acesso à Cultura.

Fuza Flowz, Tércio Nannok, Gaveta da Pedra e Kilavra, João Lum, VATe e Teresa Aleixo, são alguns dos projetos que abraçam esta iniciativa solidária.

Durante 2 dias, sempre a partir das 14 horas,16 espetáculos espalham-se por 2 palcos da cidade, numa programação para toda a família, que passa pela música, teatro, poesia, stand-up, dança, entre outras áreas.

O encerramento do festival está a cargo de um DJ de renome nacional, numa atuação que acontece no dia 9, às 22:30.

Todos os bens alimentares, assim como a totalidade do valor angariado no festival, revertem inteiramente a favor da União Audiovisual.

A União Audiovisual convida todos a juntarem-se a esta iniciativa.

Com união, ninguém fica para trás!

 

O evento cumpre todas as normas impostas pela Direcção-Geral da Saúde [DGS].

 

 Mais informações em www.uniaoaudiovisual.pt

Sobre a UA – União Audiovisual

Somos uma associação de cariz social e cultural, de apoio aos profissionais técnicos e artistas da cultura, espetáculos e eventos.

Em 2020, nascemos, a partir de várias consciências.

Começámos como um grupo informal que se uniu no início da pandemia, organizando recolha de bens alimentares e de primeira necessidade, para colmatar as dificuldades pelas quais muitos de nós não tiveram capacidade de dar resposta.

É nesse espírito de entreajuda que continuamos hoje.

Crescemos, pois não estamos sozinhos.

Fazemo-lo, sem fins lucrativos, com uma posição apartidária, laica e sem preferências futebolísticas.

Na UA –União Audiovisual, o objetivo da nossa ação é apoiar o profissional do audiovisual, valorizar o seu percurso técnico/artístico, atenuando o presente e alavancando o futuro. Transmitindo à sociedade, o conhecimento das dificuldades em que muitos de nós nos encontramos.

Existimos, por uma classe de profissionais destas áreas que precisam de apoio.

Desde 11 de Abril de 2020, que a União Audiovisual apoia o sector cultural. Neste momento, estamos a ajudar famílias de Norte a Sul do país, incluindo nos Açores.

Estamos distribuídos por vários polos: Porto, Coimbra, Oeste, Lisboa, Margem Sul, Alentejo, Algarve e São Miguel.

Já ajudámos cerca de 265 famílias em todo o território nacional, sendo o polo de Lisboa, o que mais tem recebido pedidos, apoiando 130 famílias por mês.

Em 2021 a nossa força, a nossa extensão, sonhos, atitude irão continuar….

 

Website

https://uniaoaudiovisual.pt

Youtube

https://www.youtube.com/channel/UCHK_rcidISfUR64n3FXnzqQ

Facebook:

https://www.facebook.com/groups/520683981891724

https://www.facebook.com/events/489107582119652

Comentários fechados em Festival “Algarve é União” junta Artes e Solidariedade em Faro

Faro é uma das cidades a integrar a BoCA- Prove You’re Human é o desafio da 3ª Bienal

Publicado em 12 Abril 2021 por RUA FM

De 3 de setembro a 17 de outubro de 2021, a bienal BoCA mantém viva a sua missão no apoio a novas linguagens, novas comissões de artistas portugueses e estrangeiros, implementando projetos que propõem sinergias entre práticas artísticas. O diálogo transdisciplinar segue também o esforço de descentralização, pelo que a programação decorre nas cidades de Lisboa, Almada e Faro.

Como (re)pensar a nossa presença no mundo ou como desafiar novas humanidades? Questionando convenções e o limite da nossa condição humana, a 3ª edição da bienal BoCA tem como título Prove You’re Human.

A pandemia veio expor as abissais desigualdades sociais, políticas ou ecológicas do planeta que não podem ser mais sustentadas. Provarmos que somos humanos não é uma ação que se resume a um clique no computador mas é um dever cívico que nos implica a todos enquanto cidadãos e artistas.

Neste sentido, a primeira grande confirmação recai sobre a estreia mundial da peça Andy, do aclamado realizador norte-americano Gus Van Sant. Comissionado e produzido pela BoCA, este é um espectáculo inspirado em Andy Warhol e que marca a estreia do realizador de Mala Noche, Elephant ou My Own Private Idaho na escrita e criação de palco. Com uma equipa artística portuguesa, o elenco é composto por adolescentes e jovens, e a direção musical cabe a Paulo Furtado / The Legendary Tigerman. As apresentações decorrem no Teatro Nacional D. Maria II (Lisboa) e no Teatro das Figuras (Faro).

Na Praça do Carvão, no MAAT – Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia, ao longo das 7 semanas da bienal, será possível descobrir ainda O Barco, da artista portuguesa radicada em Berlim, Grada Kilomba. Esta instalação de grande escala revela não o barco ‘glorioso’ dos séculos passados mas os barcos criados para acomodar os corpos de milhões de escravos africanos.

Andreia Santana, uma das mais promissoras jovens artistas portuguesas, estreia Overlapses, Riddles & Spells, uma instalação performativa inédita composta por peças de vidro e ferro, que serão ativadas através do corpo, da palavra e do som por três colaboradores (António Poppe, Vânia Doutel Vaz e João Polido Valente).

A BoCA celebra ainda nesta edição os 100 anos do nascimento de Joseph Beuys (1921-1986), como motor para um novo projeto desenvolvido ao longo de vários anos, que alia criação e sustentabilidade.

A programação completa e abertura de bilheteiras serão anunciadas durante o mês de junho.

Nas palavras de John Romão, diretor artístico, “este novo tempo é uma oportunidade para a cultura e as práticas artísticas mobilizarem o mais profundo sentido de coletivo e de provarem a sua humanidade através de projetos que, na BoCA, reescrevem a história e os seus símbolos (Grada Kilomba), reavivam a crença de nos juntarmos e de formarmos um novo movimento (Gus Van Sant) ou implicam uma interdependência entre diferentes seres e formas de vida (Andreia Santana).”

Nas palavras da Vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Lisboa, Catarina Vaz Pinto, “a bienal BoCA é um projecto ambicioso que já provou merecer um lugar de destaque na oferta cultural de Lisboa. Em poucos anos, impôs-se como espaço de criação e apresentação de artes contemporâneas, que prima pela originalidade das propostas e o carácter global dos artistas nacionais e internacionais incluídos na sua programação.”

Cristina Pais, Diretora do Departamento de Cultura da Câmara Municipal de Almada afirma que “é com grande entusiasmo que Almada se junta à bienal BoCA, que acompanhamos desde os primeiros passos. Acreditamos no forte impacto que este projeto cultural terá, quer junto da comunidade artística do município, quer junto da sua população.”

Já Rogério Bacalhau, Presidente da Câmara Municipal de Faro destaca que “receber este importante momento de encontro e partilha das artes em Portugal nos deixa particularmente satisfeitos porque é também o sinal que cada vez mais o Sul de forma geral, e Faro em particular, estão a produzir resultados num caminho de mais e melhor produção artística. A BoCA não é “apenas” uma mostra do melhor que se faz em Portugal na área a arte contemporânea. É um espaço de pensamento e reflexão que convida a um urgente debate de temas da actualidade e promove uma tão necessária transdisciplinaridade, interligando cidades, territórios artísticos e públicos. E a incursão da BoCA pelas temáticas ambientais é igualmente algo que merece o nosso apoio e reconhecimento.”

Em parceria estratégica com a Câmara Municipal de Lisboa, a Câmara Municipal de Almada e a Câmara Municipal de Faro, o programa da bienal BoCA 2021 é financiado pela Direção-Geral das Artes/Ministério da Cultura, a Fundação Calouste Gulbenkian e a Fundação Millennium BCP.

A bienal BoCA 2021 conta com identidade visual assinada por The Royal Studio e acontece de 3 de setembro a 17 de outubro, em Lisboa, Almada e Faro.

 

SOBRE a BoCA

Desde 2016, a BoCA estrutura uma série de atividades continuadas, compostas por residências artísticas, programação, produção, circulação nacional e internacional, e programa educativo, colocando em diálogo as artes visuais, as artes cénicas, a performance e a música. A 1ª edição da bienal BoCA teve lugar no Porto e em Lisboa, em 2017. A 2ª edição aconteceu em 2019 nas cidades de Lisboa, Porto e Braga. No início de 2020, em resposta à paralisia mundial causada pela pandemia da Covid-19, a BoCA iniciou uma programação online e apresentou um inovador programa diário de atividades artísticas e culturais, durante 55 dias.

No seu conjunto, já contou com a participação de mais de 140 artistas nacionais e internacionais, mais de 50 estreias mundiais e nacionais. Da sua programação já fizeram parte nomes como Marina Abramovic, Meg Stuart, Marlene Monteiro Freitas, Vhils, Jérôme Bel, Angélica Liddell, Tania Bruguera, Tânia Carvalho, Diana Policarpo, entre muitos outros.

 

 

Comentários fechados em Faro é uma das cidades a integrar a BoCA- Prove You’re Human é o desafio da 3ª Bienal

 
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
 
Mai
7
Sex
19:00 Festival “Os dias do Jazz” – Jaz... @ Teatro Lethes - Faro
Festival “Os dias do Jazz” – Jaz... @ Teatro Lethes - Faro
Mai 7@19:00_20:30
Festival “Os dias do Jazz” - Jazzafari @ Teatro Lethes - Faro
Sexta-feira, o Festival “Os dias do Jazz” leva ao Teatro Lethes Jazzafari. Trata-se de um projeto que funde dois mundos, o orgânico que surge dos instrumentos, assim como sons ambientes captados e o digital através[...]
19:30 “Biografia não Autorizada” de Br... @ Teatro das Figuras - Faro
“Biografia não Autorizada” de Br... @ Teatro das Figuras - Faro
Mai 7@19:30_20:45
“Biografia não Autorizada” de Bruno Aleixo @ Teatro das Figuras - Faro
Sexta-feira, o Teatro das Figuras recebe “Biografia não Autorizada” de Bruno Aleixo. Os dois principais assessores do magnata do audiovisual Bruno Aleixo (Pedro Santo e João Moreira) entraram em rota de colisão com o ex-patrão.[...]
Mai
8
Sáb
17:00 Monstrare 2021 – “Submissão” de ... @ Cineteatro Louletano
Monstrare 2021 – “Submissão” de ... @ Cineteatro Louletano
Mai 8@17:00_18:30
Monstrare 2021 - “Submissão” de Leonardo António @ Cineteatro Louletano
Sábado, a Monstrare 2021 leva a Loulé “Submissão”, de Leonardo António. Lúcia é violada pelo seu marido e faz queixa. Enquanto luta contra o sistema legal português para colocar o seu marido em Tribunal, descobre[...]
Mai
9
Dom
17:00 “Faces do Acordeão” no Cineteatr... @ Cineteatro Louletano
“Faces do Acordeão” no Cineteatr... @ Cineteatro Louletano
Mai 9@17:00_18:30
“Faces do Acordeão” no Cineteatro Louletano @ Cineteatro Louletano
Domingo, o Cineteatro Louletano recebe “Faces do Acordeão”. Este é um espetáculo no âmbito do segundo aniversário da Associação de Acordeão Garvefole e também das comemorações do Dia Mundial do Acordeão. Criado em torno do[...]
Mai
13
Qui
20:00 “Women Make Film” parte 1 – Cine... @ Cinemas do Gran Plaza - Tavira
“Women Make Film” parte 1 – Cine... @ Cinemas do Gran Plaza - Tavira
Mai 13@20:00_21:30
“Women Make Film” parte 1 - Cineclube de Tavira @ Cinemas do Gran Plaza - Tavira
“Women Make Film” parte 1, é o filme que o Cineclube de Tavira apresenta quinta-feira. Este é um documentário do cineasta e crítico britânico-irlandês Mark Cousins, que faz uma visita guiada pelo cinema. Recorrendo a[...]
Mai
14
Sex
19:30 Noiserv no Teatro das Figuras @ Teatro das Figuras - Faro
Noiserv no Teatro das Figuras @ Teatro das Figuras - Faro
Mai 14@19:30_21:00
Noiserv no Teatro das Figuras @ Teatro das Figuras - Faro
Sexta-feira o Teatro das Figuras recebe em concerto Noiserv. O músico conta no currículo com o disco de estreia “One Hundred miles from thoughtlessness”, o EP “A day in the day of the days”, o[...]
21:00 “Le Poulain” – Filme Francês do ... @ Biblioteca Municipal de Faro
“Le Poulain” – Filme Francês do ... @ Biblioteca Municipal de Faro
Mai 14@21:00_22:30
“Le Poulain” - Filme Francês do Mês de maio @ Biblioteca Municipal de Faro
“Le Poulain” é o filme francês do mês de maio Frances é uma jovem mulher cuja mãe acabou de falecer. Acabando de se mudar para Manhattan e cheia de problemas com o pai, ela forma[...]
Mai
15
Sáb
21:00 “A Noite de Molly Bloom” no Cine... @ Cineteatro Louletano
“A Noite de Molly Bloom” no Cine... @ Cineteatro Louletano
Mai 15@21:00_22:00
“A Noite de Molly Bloom” no Cineteatro Louletano @ Cineteatro Louletano
Sábado, o Cineteatro Louletano recebe “A Noite de Molly Bloom” pela ACTA, A Companhia de Teatro do Algarve. No último capítulo do Ulisses, de Joyce, o senhor Leopold Bloom, depois de deambular vinte horas por[...]
Newsletter
  1. Aguardamos os teus comentários e Sugestões