Calendar

Mai
7
Sex
Festival “Os dias do Jazz” – Jazzafari @ Teatro Lethes - Faro
Mai 7@19:00_20:30

Sexta-feira, o Festival “Os dias do Jazz” leva ao Teatro Lethes Jazzafari.

Trata-se de um projeto que funde dois mundos, o orgânico que surge dos instrumentos, assim como sons ambientes captados e o digital através da música eletrónica, num registo altamente inovador, sem esquecer os campos harmónicos e melódicos do Jazz e da música portuguesa.

Com um potencial incrível e já reconhecido pelo meio como uma grande revelação do Jazz vocal, Jazzafari é não só um cantor, produtor e compositor de exceção como uma das novas e raras vozes portuguesas.

Para ver e ouvir sexta-feira, às 19h no Teatro Lethes em Faro, Jazzafari.

“Biografia não Autorizada” de Bruno Aleixo @ Teatro das Figuras - Faro
Mai 7@19:30_20:45

Sexta-feira, o Teatro das Figuras recebe “Biografia não Autorizada” de Bruno Aleixo.

Os dois principais assessores do magnata do audiovisual Bruno Aleixo (Pedro Santo e João Moreira) entraram em rota de colisão com o ex-patrão.

Resolvem contar os seus podres em ambiente controlado, ao vivo, como se de um grande espetáculo se tratasse.

Uma retrospetiva biográfica pelos principais momentos da vida de Bruno Aleixo, com vídeos inéditos, vídeos antigos (onde o seu mau feitio seja evidente) e ainda depoimentos de amigos, familiares e personalidades oprimidas.

Mas há, também, o direito ao contraditório: os testemunhos abonatórios (talvez comprados, quem sabe?) têm o seu espaço, para que seja o público, ele mesmo a decidir qual partido tomar.

Para ver sexta-feira, às 19h30, no Teatro das Figuras em Faro, “Biografia não Autorizada” de Bruno Aleixo.

 

Mai
8
Sáb
Monstrare 2021 – “Submissão” de Leonardo António @ Cineteatro Louletano
Mai 8@17:00_18:30

Sábado, a Monstrare 2021 leva a Loulé “Submissão”, de Leonardo António.

Lúcia é violada pelo seu marido e faz queixa. Enquanto luta contra o sistema legal português para colocar o seu marido em Tribunal, descobre que está grávida.

O caso é trabalhado em sessão fechada onde Lúcia representa a mulher num mundo de homens – o assunto é a violação e prostituição no casamento.

Para Leonardo António, realizador que tem raízes no Algarve, “Submissão” é um filme sobre relacionamentos e escolhas de vida em relação ao casamento e apegos emocionais.

“Submissão” é apresentado em antestreia no Algarve, no sábado, às 17h, no Cineteatro Louletano, com entrada gratuita.

 

 

Mai
9
Dom
“Faces do Acordeão” no Cineteatro Louletano @ Cineteatro Louletano
Mai 9@17:00_18:30

Domingo, o Cineteatro Louletano recebe “Faces do Acordeão”.

Este é um espetáculo no âmbito do segundo aniversário da Associação de Acordeão Garvefole e também das comemorações do Dia Mundial do Acordeão.

Criado em torno do acordeão, conta com a participação de vários jovens laureados em concursos nacionais e internacionais, incluindo o louletano João Palma, campeão do mundo em 2018.

Este momento musical, sob a direção de Nelson Conceição, promete muita emoção pelas mãos dos jovens, onde predomina o brilhantismo fónico do acordeão aliado aos sons da guitarra clássica, baixo, percussões e vozes, num ambiente orquestral nos diferentes géneros musicais que se apresentam.

“Faces do Acordeão” para ver e ouvir domingo, às 17h, no Cineteatro Louletano.

Mai
13
Qui
“Women Make Film” parte 1 – Cineclube de Tavira @ Cinemas do Gran Plaza - Tavira
Mai 13@20:00_21:30

“Women Make Film” parte 1, é o filme que o Cineclube de Tavira apresenta quinta-feira.

Este é um documentário do cineasta e crítico britânico-irlandês Mark Cousins, que faz uma visita guiada pelo cinema.

Recorrendo a cerca de 1.000 excertos de filmes ao longo de 13 décadas, pelos 5 continentes, o cineasta questiona como os filmes são feitos, filmados e montados; como as histórias são moldadas e como os filmes retratam a vida, o amor, a política, o humor e a morte. Uma exploração épica da história do cinema através da lente de algumas das melhores realizadoras do mundo.

Cousins, reconhecido crítico e historiador de cinema, usa cerca de mil excertos de obras de 183 realizadoras.

Para ver quinta-feira, às 20h nos Cinemas do Gran Plaza, em Tavira, “Women Make Film” parte 1.

Mai
14
Sex
Noiserv no Teatro das Figuras @ Teatro das Figuras - Faro
Mai 14@19:30_21:00

Sexta-feira o Teatro das Figuras recebe em concerto Noiserv.

O músico conta no currículo com o disco de estreia “One Hundred miles from thoughtlessness”, o EP “A day in the day of the days”, o álbum “Almost Visible Orchestra” e ainda o longa-duração “00:00:00:00”.

O multi-instrumentista regressou em 2020 às edições com um trabalho escrito inteiramente em português. “Uma Palavra Começada Por N” assume um tom mais confessional que os registos anteriores e aproxima-se mais do ouvinte através da sua sonoridade aliada à língua materna.

É este trabalho que Noiserv apresenta sexta-feira, às 19h30, no Teatro das Figuras em Faro.

“Le Poulain” – Filme Francês do Mês de maio @ Biblioteca Municipal de Faro
Mai 14@21:00_22:30

“Le Poulain” é o filme francês do mês de maio

Frances é uma jovem mulher cuja mãe acabou de falecer.

Acabando de se mudar para Manhattan e cheia de problemas com o pai, ela forma uma amizade improvável com Greta, uma viúva bem mais velha que ela.

Porém, conforme as duas se tornam melhores amigas, as atenções da viúva se mostram muito mais sinistras do que ela imaginava.

“Le Poulain” é uma obra que embarca nos bastidores da campanha política em França, com Finnegan Oldfield e Alexandra Lamy a cruzarem-se no grande ecrã entre a comédia, o drama e o suspense.

Para ver sexta-feira, às 21h, na Biblioteca Municipal de Faro, com entrada livre.

Mai
15
Sáb
“A Noite de Molly Bloom” no Cineteatro Louletano @ Cineteatro Louletano
Mai 15@21:00_22:00

Sábado, o Cineteatro Louletano recebe “A Noite de Molly Bloom” pela ACTA, A Companhia de Teatro do Algarve.

No último capítulo do Ulisses, de Joyce, o senhor Leopold Bloom, depois de deambular vinte horas por lugares de Dublin regressa a casa a fim de se deitar com a sua esposa.

Pois, deita-se e logo adormece. É durante o sono do senhor Bloom que a esposa, Molly, desvenda facetas da personalidade dele e da sua própria. É um monólogo fragmentado, com frases ligadas ininterruptamente por associações de pensamentos, sonhos e fantasias eróticas que assolam esta mulher durante a insónia.

Na peça aborda a metáfora de Penélope no plano existencial.

Para ver sábado, às 21h, no Cineteatro Louletano, “A Noite de Molly Bloom” pela ACTA.

 
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
 
Newsletter
  1. Aguardamos os teus comentários e Sugestões