Comissão Europeia toma medidas para lutar contra a radicalização através do sistema de justiça penal

Publicado em 19 Outubro 2015 por RUA

 A 19 de Outubro, a Comissão Europeia acolhe com a Presidência luxemburguesa a primeira conferência de alto nível sobre a resposta da justiça penal à radicalização, reunindo os Ministros da Justiça, deputados do Parlamento Europeu, funcionários do governo, o Coordenador da Luta Antiterrorista, profissionais do Eurojust e no terreno (por exemplo, profissionais da justiça e diretores de estabelecimentos prisionais). A abordagem do problema da radicalização é uma pedra angular da Agenda Europeia para a Segurança, que expõe a resposta coletiva da União Europeia ao terrorismo.

A Comissária da Justiça, Consumidores e Igualdade de Género, Věra Jourová, conduzirá os debates sobre a forma de melhor lidar com a radicalização e encontrar boas respostas de justiça penal a este desafio comum. Declarou: «A radicalização constitui uma ameaça crescente em toda a Europa. A radicalização em linha e a questão dos combatentes estrangeiros são novos desafios surgidos nos últimos anos. A radicalização nas prisões constitui um motivo importante de preocupação. Os Estados‑Membros começaram a desenvolver iniciativas para enfrentar este desafio, mas subsistem muitas questões sobre a melhor forma de abordar este problema. Juntar todas estas experiências ajudará a chegar a uma resposta eficaz da justiça penal. A Comissão está empenhada em apoiar os Estados-Membros através do financiamento de projetos neste domínio e da formação de pessoas no sistema da justiça penal que lidam com pessoas radicalizadas.»

Na conferência, o Comissário da Migração, Assuntos Internos e Cidadania, Dimitris Avramopoulos, declarou: «Fazer face à radicalização com determinação é uma prioridade decisiva na luta contra o terrorismo. A nossa Agenda Europeia para a Segurança deixou isto bem claro. Trata‑se de um desafio que ultrapassa as fronteiras nacionais, que exige um esforço coletivo de todos os Estados-Membros, a diferentes níveis da administração, bem como das agências e dos diversos setores. É por isso que estamos a reforçar a nossa atual Rede de Sensibilização para a Radicalização com um centro de excelência no âmbito da Europol, a fim de melhorar a partilha de informações e boas práticas com mais de 2000 peritos e profissionais reconhecidos em toda a Europa. É também por esta razão que pretendo lançar o Fórum Internet este ano, com importantes intervenientes do setor a fim de reforçar a nossa resposta coletiva na luta contra a radicalização em linha. É uma luta que a Europa ­— a nossa sociedade, a nossa cultura, a nossa União — não se pode dar ao luxo de perder.»

O debate dos ministros e profissionais incidirá numa série de temas:

Como evitar a radicalização nas prisões e melhorar a avaliação dos riscos — representantes das administrações prisionais e outros peritos discutirão as respostas que adotaram até à data, em especial as condições de alojamento dos presos (separados ou integrados na população prisional geral) e a forma de detetar sinais de radicalização nas prisões;

Novos desafios para os juízes e os magistrados do Ministério Público nos sistemas de justiça penal nacionais quando se trata de combatentes estrangeiros aspirantes e retornados; averiguar, por exemplo, a viabilidade dos programas de reabilitação durante o processo penal.

As conclusões da conferência serão apresentadas pela Comissária Věra Jourová e a Presidência luxemburguesa, com o apoio dos Estados-Membros mais implicados na reunião de dezembro do Conselho «Justiça e Assuntos Internos».

A resposta ao extremismo e à radicalização também se deve basear em valores europeus comuns e fazer integrar uma dimensão societal nas ações de segurança. Na sequência de um colóquio sobre direitos fundamentais dedicado a combater o ódio antissemita e antimuçulmano, a Comissão apresentou ações concretas para a UE, as autoridades nacionais e locais, a sociedade civil, os meios de comunicação social e os líderes comunitários. Estas ações podem ir da educação, da não discriminação e do diálogo interconfessional e intercultural até às medidas de luta contra os crimes de ódio e de incitamento ao ódio.

  • twitter
  • facebook
  • myspace
  • google
  • aim
  • blinklist
  • blogger
  • blogmarks
  • buzz
  • connotea
  • delicious
  • digg
  • diigo
  • fark
  • friendfeed
  • furl
  • linkedin
  • live
  • livejournal
  • magnolia
  • mixx
  • netvibes
  • netvouz
  • newsvine
  • propeller
  • reddit
  • slashdot
  • stumbleupon
  • technorati
  • yahoo

Deixa um Comentário

 
 
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
 
Newsletter
  1. Aguardamos os teus comentários e Sugestões