CCMAR e CIBIO descodificam genoma da sardinha

Publicado em 12 Outubro 2018 por RUA

O genoma da sardinha foi descodificado e está accessível aos interessados.

Uma equipa de cientistas do CCMAR e do CIBIO descodificou o genoma da sardinha, uma espécie de grande interesse comercial e cultural em Portugal, e disponibilizou-o na Internet, abrindo caminho para novas abordagens para a sua gestão e conservação.

O projeto do Genoma da Sardinha foi desenvolvido por uma equipa de investigadores do CCMAR (Centro de Ciências do Mar) da Universidade do Algarve, e do CIBIO (Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos) da Universidade do Porto. Os investigadores descodificaram o genoma da espécie Sardina pilchardus – a sardinha que se pesca na nossa costa – e disponibilizaram toda a informação em bases de dados públicas para que as partes interessadas, nomeadamente a comunidade científica, as empresas e a administração púbica, possam utilizar livremente aquela informação.

Este é também um exemplo de ciência aberta, em que os investigadores em vez de reterem os dados para si, os disponibilizam para que a comunidade científica os possam utilizar de imediato, acelerando assim o processo de descoberta. “Estamos satisfeitos com os resultados deste trabalho porque sabemos que irá permitir estudos de gestão e conservação da sardinha que até agora não eram possíveis” refere Gianluca De Moro, investigador do CCMAR e um dos autores do estudo.

A sardinha é um recurso que tem sido alvo de importantes e necessárias restrições de pesca de modo a acautelar a sua sustentabilidade e conservação. Para Bruno Louro, investigador do CCMAR e outro autor deste estudo, “a importância estratégica da sardinha justifica um trabalho mais avançado que garanta uma gestão mais eficaz das suas populações.

Estes resultados permitem, por exemplo, vir a definir com um rigor muito elevado os limites de cada população de sardinha, o que não era possível até agora. Nesse sentido, a esta equipa do CCMAR e CIBIO juntaram-se investigadores do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) e da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (FCUP) para pôr em marcha um grande projecto da variação do genoma da sardinha e da sua aplicação na gestão dos seus mananciais de pesca.”

  • twitter
  • facebook
  • myspace
  • google
  • aim
  • blinklist
  • blogger
  • blogmarks
  • buzz
  • connotea
  • delicious
  • digg
  • diigo
  • fark
  • friendfeed
  • furl
  • linkedin
  • live
  • livejournal
  • magnolia
  • mixx
  • netvibes
  • netvouz
  • newsvine
  • propeller
  • reddit
  • slashdot
  • stumbleupon
  • technorati
  • yahoo

Deixa um Comentário

 
 
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
 
Newsletter
  1. Aguardamos os teus comentários e Sugestões