Arquivo | Cultura

Anjos e Calema na XXII Feira do Presunto

Publicado em 05 Julho 2019 por RUA

Monchique prepara-se para ser palco de mais uma edição da Feira do Presunto, que decorrerá nos dias 20 e 21 de julho, no Parque de S. Sebastião.

Durante todo o fim-de-semana vai ser dado a conhecer o genuíno e exclusivo presunto tradicional da Serra de Monchique. Para além deste ícone gastronómico, o artesanato tem também uma forte presença, havendo ainda stands dedicados à doçaria, pão, medronho e outros produtos.

Nesta edição, a animação musical vai ser uma constante, com a atuação dos Anjos no sábado às 22h00 e, no domingo, com a atuação dos Calema, pelas 22h00.

Os Anjos são umas das bandas de maior sucesso em Portugal.

Ao celebrar 20 anos de carreira, os Anjos deram a conhecer o tema original “Eterno” uma balada com letra e música de Sérgio Rosado, que se tornou num verdadeiro sucesso.

Fradique e António Mendes Ferreira, nasceram em São Tomé e Príncipe, respetivamente na Roça Ribeira-Peixe no sul do país (1987) e na capital São Tomé (1992).

Com a mesma mestiçagem que carateriza o povo Santomense, descendem de Cabo-verdianos, portugueses e angolares transportando em si uma diversa herança cultural que os conduziu à paixão pela música.

Desde muito cedo participaram em vários concursos vencendo Lusartist e onde começaram a trabalhar o disco de estreia “Bomu Kêlê” (Vamos acreditar em crioulo). Disco repleto de surpresas em crioulo e em português, onde os Calema desafiaram-se compondo todos os temas do disco.

Os sabores, o programa e a animação musical irão certamente constituir um bom motivo para uma visita a Monchique.

Comentários fechados em Anjos e Calema na XXII Feira do Presunto

Criatividade continua a ser a palavra de ordem para o próximo Festival MED

Publicado em 03 Julho 2019 por RUA

Excelente cartaz, um novo palco com uma envolvente fantástica, animações surpreendentes, uma preocupação notória com cada detalhe, um ambiente único. Estes foram alguns dos muitos elogios que o 16º Festival MED recebeu por parte do numeroso público que, de 27 a 30 de junho, acorreu à Zona Histórica de Loulé para experienciar uma panóplia de propostas artísticas, com especial destaque para as músicas do mundo.

Durante quatro dias, o coração medieval desta cidade, onde a herança islâmica está bem presente e onde se respira um ambiente verdadeiramente mediterrânico, voltou a ser o local de encontro de pessoas vindas de várias partes do mundo, das suas sonoridades e estilos diferentes que deslumbraram a todos.

Foram 80 horas de música que ecoaram nos 10 palcos por onde este ano passaram artistas vindos de paragens tão distintas como Haiti e Trindade e Tobago – dois países estreantes no MED – ou Níger, México, Turquia e Cabo Verde.

No que toca aos nomes que mais impressionaram quem assistiu a este espetáculo multicultural, destaca-se, naturalmente, Marcelo D2, considerado logo à partida um dos momentos fortes desta edição, mas também Dino D’Santiago, que atuou perante o “seu” público, o tobaguenho Anthony Joseph, o portentoso projeto franco-congolês Tshegue, as sonoridades mariachi da Orkesta Mendoza, a melodia lusitana de Ricardo Ribeiro, a beleza artística de Camané e Mário Laginha juntos em palco ou o furor dos Cais do Sodré Funk Connection que estiveram no Palco Chafariz, um novo espaço que constituiu uma das novidades desta 16ª edição e que surpreendeu de forma bastante positiva o público.

No programa deste Festival MED de realçar também outros palcos, menores em tamanho mas igualmente grandes pela qualidade artística, como é o caso do MED Classic, marcado pela atuação de agrupamentos de música clássica no interior da Igreja Matriz e que voltou a reunir um público apreciador deste estilo erudito; o Palco Calcinha, que juntou música e poesia; o Palco Bica, onde projetos inovadores da região, sobretudo na área do indie, marcaram presença; ou o MED Fado, que voltou a dar voz aos fadistas algarvios.

A animação de rua com dezenas de artistas como os elementos da Satori, o grupo Rhakatta, grupos de cante alentejano ou os ranchos folclóricos do Concelho andou por cada recanto do recinto numa constante interação com o visitante.

A gastronomia e o artesanato invadiram esta Zona Histórica com muita cor, cheiros e os sabores de uma cozinha do mundo onde não faltaram os burritos, as tapas, o shoarma, o caril e, naturalmente, os petiscos portugueses ou o Folhado de Loulé, candidato às 7 Maravilhas Doces de Portugal®.

Destaque ainda para o Cinema MED que este ano passou a integrar o programa do Festival, com curtas-metragens e a estreia de “Gabriel e a Montanha”, de Fellipe Barbosa. Com a curadoria de Rui Tendinha, esta foi mais uma aposta ganha até porque houve bastante interesse da parte do público, sobretudo na sessão de apresentação do filme do realizador brasileiro, no âmbito do “Open Day”, num espaço descontraído na Alcaidaria do Castelo.

A título de balanço, Vítor Aleixo, presidente da Câmara Municipal de Loulé, sublinhou o facto de esta ter sido uma das edições de maior sucesso. “Estamos todos de parabéns porque esta é talvez a edição do MED com a maior assistência que alguma vez tivemos. Vimos espetáculos maravilhosos nos diversos palcos, sempre com grandes assistências. A festa num país e num festival mediterrânico, com noites destas, só pode atrair as pessoas e fazê-las felizes”, afirmou o autarca, em mais um ano de excelência da história do Festival MED.

Vítor Aleixo sublinhou a preocupação ambiental por parte do Município que esteve bastante presente em 2019, com ações como o copo ecológico, os bebedouros com água da rede pública (“uma água de excelência”), as papeleiras inteligentes e compactadoras ou os painéis solares que deram “energia limpa” às tasquinhas da restauração.

Também em matéria de segurança e socorro de pessoas e bens, tema que está na ordem do dia no contexto dos grandes eventos, é de enaltecer o 16º Festival MED, destacando-se a atuação exemplar de todas as entidades que estiveram a colaborar com a organização.

De olhos postos em 2010, Vítor Aleixo acredita que a inovação e criatividade poderão continuar a ser a chave para o sucesso do Festival MED em próximas edições. “Hoje vivemos numa sociedade de consumo em que os modelos, os formatos, os gostos, se consomem muito rapidamente. O que eu peço aos organizadores deste evento é que procurem ser criativos, tragam novidades não só ao nível das expressões musicais, mas de outras manifestações artísticas, ao nível do que é exposto nas bancas de artesanato, e até nas propostas gastronómicas. Tenho a certeza que o staff criativo e organizador do MED está muito atento a isso”, concluiu.

Comentários fechados em Criatividade continua a ser a palavra de ordem para o próximo Festival MED

Alameda Beer Fest regressa com 140 variedades de cerveja

Publicado em 01 Julho 2019 por RUA

Faro irá receber, de 04 a 06 de julho, a quinta edição do evento “Alameda Beer Fest- Festival Internacional de Cervejas e Cervejeiros Artesanais”, um formato de evento inovador e mediático, organizado pelo Município de Faro, OG & Associados e Ambifaro- Gestão de Equipamentos Municipais.

Este ano, a iniciativa contará com a presença de 29 cervejeiros e os visitantes poderão degustar 140 variedades de cerveja artesanal. A capital do Algarve volta a ser, com o “Alameda Beer Fest”, a referência mais mediática, a sul da Península Ibérica, atraindo grandes cervejeiros e projetos já consolidados.

Além das cervejas artesanais, haverá ainda street food, música e performances artísticas.

O festival abre as suas portas das 18h00 às 01h00 na quinta-feira e das 18h00 às 02h00 na sexta e sábado, contando com uma vasta programação, marcadamente virada para a ligação com a cerveja e o empreendedorismo crafter em estreita harmonia com o local do evento, o Jardim da Alameda – um ícone da capital e dos farenses.

Bandas em arruada e dj’s darão o tom musical transversal a todas as idades.

Estes são os ingredientes de um grande evento que marcará a agenda algarvia, tal como definição da cerveja artesanal: de qualidade elevada, pura e alegre, com personalidade e caráter próprios e uma motivação de empreender enorme. Serão, novamente, 3 dias inesquecíveis que ficarão na memória dos visitantes.

Programa do evento:

04 julho

Arruada Funkarmonica – 19h30;21h30;23h00

Dj Nuno Silva- 18h00 às 22h00

Clube dos Solteiros Histéricos (Dj’s)- 22h00 às 01h00 

05 julho

Arruada Al-Fanfare – 19h30;21h30;23h00

Dj André Salgueiro- 18h00 às 22h00

Dj Vitor Torpedo – 22h00 às 02h00

06 julho

Arruada Funkyoubrassband- 19h30;21h30;23h00

Dj Nuno Silva – 18h00 às 22h00

Dj Rodrigo da Mata – 22h00 às 02h00

Comentários fechados em Alameda Beer Fest regressa com 140 variedades de cerveja

Alamedadosoulna substituem Los de Abajo no Festival Med

Publicado em 26 Junho 2019 por RUA

Por motivos alheios à organização, a participação da banda mexicana Los de Abajo, agendada para o dia de encerramento do 16º Festival MED, 29 de junho, foi cancelada. Assim, irão subir ao Palco Matriz, pelas 00h30, para fechar da melhor forma este palco, os espanhóis Alamedadosoulna.

A banda de “nuestros hermanos” regressa, assim, a Loulé após ter atuado em 2015, com um espetáculo verdadeiramente eletrizante.

Depois de quase três anos sob um profundo processo de criogenização, Alamedadosoulna recarrega o seu armamento. Todo o seu arsenal de ska-reggae-soul prepara-se para explodir novamente no palco uma imensa bateria de projéteis diretos para fazer os pés e as gargantas do público moverem-se. A câmara está mais carregada do que nunca, com balas intermináveis ​​de dança e coreable dentro e fora do palco. O seu espetáculo único é renovado para integrar todo o seu repertório de hits com seus míticos elementos visuais e cénicos.

Com todos os seus circuitos e curtos circuitos bem lubrificados, os Alamedadosoulna – a banda com um dos espetáculos mais energéticos do planeta – fará com que o MED volte a tremer.

Os bilhetes estão à venda em www.bol.pt.

Mais informações em www.festivalmed.pt ou em https://www.facebook.com/festivalmedloule/

Comentários fechados em Alamedadosoulna substituem Los de Abajo no Festival Med

16º Festival MED: propostas musicais diferenciadoras para além da world music e muita animação de rua

Publicado em 25 Junho 2019 por RUA

As músicas do mundo continuam a ser o grande destaque do Festival MED naquela que será a sua 16ª edição, de regresso à Zona Histórica de Loulé entre os dias 27 e 30 de junho, até porque este é um dos eventos que integra a rota europeia de festivais de world music. No entanto, a organização volta a dar espaço a outros géneros musicais alternativos e tão díspares como o indie, o fado, a música clássica, o cante alentejano ou o folclore.

Assim, o Palco Bica promete voltar a surpreender e por aqui irão passar diferentes artistas sediados na região algarvia, com propostas musicais “fora da caixa”. A programação do espaço contará com a colaboração da Casa da Cultura de Loulé. Todas as noites irão pisar este palco um artista/banda e um DJ (com sets que terão curadoria de Sylva Drums).

Assim, no dia de arranque do Festival, 27, quinta-feira, sobem ao palco Teresa Aleixo (22h30) e os DJs Charlie Spot & Bruno Zarra com o espetáculo “Mediterranic Soul” (00h30).

Na sexta-feira, dia 28, é a vez dos farenses Sangah (22h30) darem-se a conhecer neste palco, enquanto que Henrique Pontes b2b Sylva Drums encerram a noite com “The Call of the Rhythms”.

Para sábado, 29 de junho, os Mundopardo (22h30) regressam ao MED, enquanto que DJ China&Gil Abrantes levam ao quintalão onde se encontra o Palco Bica o espetáculo “Moyo”.

Neste palco, diariamente, às 20h30, haverá a teatralização de alguns poemas da obra “Os Contos do Gin Tonic” de Mário Henrique Leiria. À semelhança da obra deste autor, os atores do Teatro Análise da Casa da Cultura de Loulé irão proporcionar um espetáculo onde irá imperar o humor e o sarcasmo.

Já no “Open Day”, domingo, 30 de junho, a partir das 22h00, as atenções voltam-se para a apresentação de mais uma edição do Festival de Jazz de Loulé. Para abrir o apetite para este evento que decorrerá de 25 a 28 de julho, o público poderá assistir a “The West Sessions”.

Num estilo mais intimista e também com uma envolvente gastronómica (espaço de restauração), os músicos Nanook e Marco Cristovam serão os protagonistas do Palco Arco, com a interpretação de temas intemporais, sempre com o conceito da música enquanto elemento de união dos povos.

É nos mesmos moldes, e dentro do mesmo espírito, que a voz doce da jovem Catarina Cavaco e o duo Amar Guitarra estarão no Palco Mercado para animar quem passa junto a este ex-líbris da cidade.

Anos após ano, há um número crescente de espetadores do MED que não perdem a proposta musical no interior da Igreja Matriz: o MED Classic. Num evento de world music não deixa de ser surpreendente concertos de música clássica realizados naquele que é um dos principais elementos do património eclesiástico do Concelho de Loulé, o que, de resto, tem merecido o aplauso do público. Este ano o programa do MED Classic inclui Udjat (27 de junho), F3 (28 de junho), Os Músicos do Tejo (29 de junho) e ainda o Ensemble de Flautas de Loulé (30 de junho). Os concertos têm início às 19h30.

O fado, Património Imaterial da Humanidade, volta a ter um espaço muito especial neste Festival. O MED Fado, pretende recriar a típica casa de fados lisboeta onde não faltam os petiscos tradicionais e, naturalmente, espetáculos com fadistas, neste caso oriundos da região algarvia mas com o fado a correr-lhes no sangue: Vânia Rodrigues e Pedro Viola (27 de junho), André Catarino e Helena Candeias (28 de junho) e Isa de Brito e Marta Sousa (29 de junho).

Outro Património Imaterial da Humanidade classificado pela UNESCO é o Cante Alentejano que estará representado no MED de Loulé, através de uma parceria com a Câmara Municipal de Almodôvar, pelo Grupo Coral Mondadeiras de Santa Cruz, Grupo Coral Estevas em Flôr, Grupo Coral Vozes da Aldeia, Grupo Coral Flores do Campo, Grupo Coral Vozes de Almodôvar, Grupo Coral Flores do Campo, Grupo Coral Vozes de Almodôvar, Grupo Coral Andorinhas do Rosário e Grupo Coral Amigos do Rosário.

Os ranchos do Concelho de Loulé trazem as tradições do corridinho a esta festa do mundo, mostrando a quem de fora visita o MED esta componente tão emblemática da cultura algarvia. Assim, irão dançar e cantar pelo recinto o Grupo Etnográfico da Serra do Caldeirão, Rancho Folclórico da Casa do Povo de Boliqueime, Rancho Folclórico e Etnográfico de S. Sebastião e Rancho Folclórico Infantil e Juvenil de Loulé

O histórico Café Calcinha que assinalou recentemente 90 anos de existência receberá diariamente um momento de “Poesias do Mundo” trazidas por João Tapé. Mas é neste espaço que nos remete para a figura do poeta António Aleixo que também irão passar o cantautor Afonso Dias, o “tocador de castanholas” João Manuel Ferreira e o surpreendente acordeonista João Palma (este último, com uma atuação exclusiva no “Open  Day”).

De resto, em cada canto e recanto, em cada beco e em cada praceta da Zona Histórica de Loulé a animação de rua será uma constante e a ideia é que haja uma interação permanente com o público que por aqui anda. Al-Fanfare, Ao Luar Teatro, Associação Artística Satori, Rhakatta, Eduardo Ramos ou a Música Suspensa são alguns dos performers que prometem surpreender.

Toda a programação em www.festivalmed.pt ou https://www.facebook.com/festivalmedloule/

Os bilhetes para o Festival MED já estão à venda em www.bol.pt

Comentários fechados em 16º Festival MED: propostas musicais diferenciadoras para além da world music e muita animação de rua

Sunset Secrets – Quintas do Castelo com a Orquestra de Jazz do Algarve

Publicado em 19 Junho 2019 por RUA

Quinta-feira, 27 de junho, Silves recebe mais uma sessão das Sunset Secrets – Quintas do Castelo.

Desta vez o som que se ouve é o da Orquestra de Jazz do Algarve.

Para além dos apontamentos musicais, há ainda massagem, momentos de dança oriental e com fogo com Mónica Pereira.

Gastronomia e produtos da terra também marcam presença nestes finais de dia.

Sunset Secrets – Quintas do Castelo, com Orquestra de Jazz do Algarve, quinta-feira, 27 de junho, às 17h00 no Castelo de Silves.

Comentários fechados em Sunset Secrets – Quintas do Castelo com a Orquestra de Jazz do Algarve

Faro recebe a primeira edição do “Açoteia – Faro Rooftop Festival”

Publicado em 12 Junho 2019 por RUA

É já este mês, nos próximos dias 20, 21 e 22 de Junho que acontece o AÇOTEIA – Faro Rooftop Festival, um evento cultural pioneiro em Portugal, que terá como palco dezenas de Açoteias da cidade e cujo programa abordará três grandes vertentes: arte, sustentabilidade e comunidade.

A programação promete ser muito variada, oferecendo música, dança, performances, cinema, exposições, teatro e actividades para famílias entre outras. Embora toda a programação ainda não esteja acessível, são já conhecidas algumas Açoteias que decerto vão cativar a curiosidade do público. No Mercado Municipal de Faro irá nascer uma Horta Urbana, com diversos workshops a acontecer nos dias do festival que visam dar a conhecer este projecto que será para manter após o término do Açoteia, através da exploração pela  Associação Algarvia de Pais e Amigos das Crianças Diminuídas Mentais. As açoteias da Ermida de Santo António prometem ser outro ponto a não perder durante o festival, não só para conhecer o magnífico espaço, bem como as histórias e estórias das gentes daquele lugar. A açoteia da Biblioteca de Faro também ganhará vida e letras nos dias do festival e ainda os espaços comerciais como o Hotel Faro, Hotel Eva e Lab Terrace oferecem uma programação especial, destacando a música neste último com a apresentação de um projecto de Galopim e Pau Alabajos de Barcelona.

Depois da Realização do 1º Encontro Europeu de Rooftops que teve lugar em Janeiro e que reuniu um conjunto de pessoas de Faro e do Algarve, bem como responsáveis por festivais de rooftops noutras cidades da Europa; a Câmara Municipal de Faro lança agora um novo desafio para redescobrir as Açoteias da cidade, outrora usadas para a secagem de frutos, a coleta de água da chuva ou para convívio das vizinhas: “As Açoteias fazem parte de uma cultura do Sul e os seus usos foram diversos ao longo dos tempos, contudo as novas dinâmicas da vida urbana fizeram com que as Açoteias perdessem estes usos. Nos dias de hoje, cidades de todo o mundo procuram soluções ambientalmente responsáveis e energeticamente sustentáveis para estes espaços e este é também o objectivo do Açoteia, levar os cidadãos a olharem para as açoteias do ponto de vista da sua potencialidade cultural.” – conta Paulo Santos, Vice Presidente da Autarquia de Faro com o Pelouro da Cultura.

Brevemente toda a programação do Açoteia – Faro Rooftop Festival estará disponível online no site e redes sociais oficiais do evento, bem como a venda de bilhetes que terá um preço especial considerando que se trata da primeira edição.

Comentários fechados em Faro recebe a primeira edição do “Açoteia – Faro Rooftop Festival”

Sunset Secrets – Quintas do Castelo regressam a 27 de junho

Publicado em 04 Junho 2019 por RUA

Os Sunset Secrets – Quintas do Castelo regressam em mais uma edição que terá início no próximo dia 27 de junho, terminando a 01 de agosto. Esta iniciativa da Câmara Municipal de Silves, que tem lugar pelo sexto ano consecutivo, decorrerá às quintas-feiras, entre as 17h00 e as 23h00, no Castelo de Silves.

Diversos estilos musicais, entre os quais o fado, jazz, country ou blues, irão passar por este espaço emblemático da cidade nestes finais de tarde, refletindo-se na seguinte programação:

27.junho: Orquestra de Jazz do Algarve | Jazz clássico

4.julho: Ricardo Martins convida Sara Gonçalves | Fado

11.julho: Deep:Her | Indie / Trip Hop

18.julho: Nanook plays the Blues | Blues & Rock

25.julho: Daniel Kemish | Folk / Country

1.agosto: SENZA | Fusão lusófona / Músicas do Mundo

Como é já habitual, a gastronomia e os produtos da terra – com destaque para a Laranja de “Silves Capital da Laranja” e para os “Vinhos de Silves” – marcarão presença nestes serões com momentos de promoção de produtos locais e demonstrações gastronómicas de inovação na tradição, aos quais os visitantes não ficarão indiferentes. Todos os momentos musicais serão complementados com massagens relaxantes e um espetáculo de dança oriental, com a bailarina Mónica Pereira.

Os bilhetes de entrada nos Sunset Secrets têm um custo de 5,00 euros para o público em geral, podendo ser adquiridos antecipadamente na plataforma BOL em https://cmsilves.bol.pt/ ou num dos seguintes locais: FNAC, Worten, El Corte Inglés, CTT Correios, Pousadas da Juventude, Quiosques Serveasy. Os bilhetes para a primeira sessão estarão disponíveis para venda a partir de dia 21 de junho. Também poderão ser adquiridos na portaria do Castelo, no próprio dia do evento. Os residentes no concelho beneficiam de um preço especial de 2,00 euros, devendo adquirir o seu bilhete no local (mediante apresentação de comprovativo de residência). Crianças até aos 10 anos (inclusive) terão entrada grátis. A lotação máxima é de 500 pessoas.

O horário previsto para estas sessões é o seguinte:

17h00  Início da venda de ingressos

19h00  Massagens relaxantes com Roberta & Ana

19h45  Concerto – 1ª parte

20h30  Promoção de produtos locais e Demonstrações Gastronómicas (inovação na tradição)

21h00  Dança Oriental, com Mónica Pereira

21h15  Concerto – 2ª parte

22h00  Dança com fogo, com Mónica Pereira

Para mais informações os interessados poderão contactar o sector de Cultura da Câmara Municipal de Silves através do telefone 282 440 800 (ext.2742) ou do endereço de correio eletrónico cultura@cm-silves.pt.

Comentários fechados em Sunset Secrets – Quintas do Castelo regressam a 27 de junho

XVI Feira Medieval de Silves conta história de Al-Gazalī

Publicado em 04 Junho 2019 por RUA

O Município de Silves apresenta hoje nos seus canais de comunicação a imagem da XVI Feira Medieval de Silves. Criada mais uma vez pelo fotógrafo André Boto, reflete a história que este ano será retratada no evento e que dá a conhecer a partida do porto de Silves de Al-Gazalī, embaixador muçulmano que parte em missão diplomática à terra dos Majus (Vikings), no ano de 844 e a sua permanência junto deste povo do norte da Europa.

Esta história representa a mais antiga fonte escrita relativa a esta que foi uma das mais distintas cidades do Gharb al-Andalus.

«Nesta edição da Feira Medieval de Silves trazemos, novamente, a todo o público um evento forte e com uma dinâmica única na região.», revela a Presidente da Câmara Municipal de Silves, Rosa Palma e prossegue: «Em 2019 vamos dar a conhecer algo que se calhar poucos sabem, mas que faz parte desta história tão rica do nosso concelho: a relação que Silves teve com os Vikings, que ameaçaram o Gharb no século IX, e, por isso, saiu de Silves (Xilb) uma embaixada liderada por um astuto diplomata e poeta, chamado Yahya b. Ḥakam al-Bakrī, melhor conhecido por Al-Gazalī (A Gazela), que ao serviço de Abd al-Rahman II se dirigiu ao norte da Europa, ao encontro dos Vikings, para negociar a paz, que acabou por durar aproximadamente um século». Rosa Palma destaca que dar a conhecer «toda esta história é já uma novidade, mas teremos mais pontos de animação e surpresas no fantástico cenário natural da cidade, que é perfeito para a realização deste evento e que contribuirão para cimentar o prestígio que o certame granjeou ao longo destes anos no Algarve, no país e até mesmo na Europa».

Para a XVI Feira Medieval de Silves procurou-se criar uma imagem vívida e dramática dos personagens principais: Al-Gazalī descrito como poeta e hábil diplomata, homem de reconhecida formosura, mas também dotado de subtileza, audácia, coragem, perseverança, habilidade para a réplica clara e contundente; e dos dois personagens vikings de que a história fala, o Rei e a sua Esposa, a Rainha Nur.

A intensidade das luzes, das cores e das sombras revela a relação intensa que estabeleceram e o olhar dos modelos, marcado e profundamente dirigido ao espetador, permite a compreensão dos dilemas interiores que certamente viveram estes personagens.

André Boto é, mais uma vez, o fotógrafo escolhido para a criação desta imagem. Com origens em Silves, o seu currículo inclui inúmeras distinções entre as quais, a última, recebida há poucos dias, a Medalha de prata no concurso MIFA – Moscow Internacional Foto Awards 2019, Rússia.

As personagens são retratadas por voluntários e não por modelos profissionais, pessoas que conhecem e que visitam a feira habitualmente.

Jose Rocio é quem representa Al-Gazalī. «Sempre tive uma atração por tudo o que envolvesse a temática da cultura árabe, quiçá pela partilha de raízes ibérico-andaluzas que me correm no sangue ou talvez pelo exotismo e misticismo que associamos à ocupação árabe», conta e relembra que o seu primeiro contacto com a Feira Medieval foi no início dos anos 2000 e que, desde então, não tem perdido uma edição.

O Rei viking será retratado por Bruno Parello Almeida, que viveu em Barcelona durante 26 anos e aí realizou diversos trabalhos como ator, figurante, duplo, especialista. Agora, de regresso ao Algarve, de onde é natural e encantado com a Feira Medieval de Silves, marca presença na edição deste ano.

A Rainha Nur terá o rosto de Solomiya Mykhaylyshyn, conhecida entre os amigos por Mia. Esta jovem de origem ucraniana reside em Portugal desde 2005, mais precisamente em Armação de Pêra e tem os traços que se associam a uma nórdica. Participar nesta sessão fotográfica «foi uma experiência maravilhosa, pois sempre quis experimentar o papel de uma mulher desses anos», revela.

Ricardo Percheiro é o rosto menos visível da imagem deste ano, mas ainda assim determinante para que esta história se perceba. Funcionário da autarquia e habitualmente um dos que trabalha na Feira Medieval de Silves, um alentejano desde sempre ligado às artes e ao desporto, confidencia que a sua «série preferida é a Guerra dos Tronos» e que esta aventura de participar na criação da imagem da feira o fez sentir como as personagens da sua história preferida.

Anita Oliveira (do salão de cabeleireiro Anita, em Silves) realizou, também por mais um ano, a caracterização dos personagens – cabelo e make up -, com grande qualidade. Esta técnica formou-se na Alemanha e exerce a profissão há mais de 30 anos, realizando formações constantes, para aperfeiçoamento da técnica.

Comentários fechados em XVI Feira Medieval de Silves conta história de Al-Gazalī

Photo Ark de Joel Sartore: exposição com selo da National Geographic em Vilamoura

Publicado em 29 Maio 2019 por RUA

A partir de 1 de junho, Vilamoura prepara-se para receber um evento cultural único, de grande impacto e projeção nacional e internacional: a Photo ARK – A Nova Arca de Noé, de Joel Sartore, exposição com a chancela da National Geographic.

Numa organização conjunta da Câmara Municipal de Loulé e da Inframoura, esta é uma exposição da National Geographic composta por dezenas de fotografias de animais da autoria do fotógrafo Joel Sartore. Trata-se de um projeto que pretende fotografar todas as 12 mil espécies que existem em cativeiro, para criar um enorme arquivo, capaz de sensibilizar o público para a conservação das espécies animais: uma espécie de Arca de Noé fotográfica. O autor estipulou o prazo de 25 anos (de 2005 a 2010) para levar por diante este projeto. Nos últimos dez anos, Joel Sartore captou mais de 7 mil espécies, sendo que 12 das fotos foram tiradas em Portugal.

Depois da sua passagem pelo Porto e Lisboa, com mais de 150 mil visitantes, Vilamoura acolhe agora esta mostra fotográfica num recinto com 400m², num ambiente privilegiado na envolvente da prestigiada Marina.

Para o presidente da Câmara Municipal de Loulé “é um prazer, enquanto autarca mas também como cidadão, acolher no Concelho de Loulé uma iniciativa com o cunho da National Geographic, sobretudo por tratar-se de um projeto de vai ao encontro dos valores que também este Município partilha: a preservação da espécie animal e sustentabilidade do Planeta”.

A exposição poderá ser visitada a partir de 2 de junho até ao dia 30 de setembro na Marina de Vilamoura (Av. Cerro da Vila, junto ao Hotel The Lake Resort), entre as 14h30 e as 23h30.

Comentários fechados em Photo Ark de Joel Sartore: exposição com selo da National Geographic em Vilamoura

 
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
 
Nov
17
Dom
17:00 “A Menina do Mar” no Cine-Teatr... @ Cine-Teatro Louletano
“A Menina do Mar” no Cine-Teatr... @ Cine-Teatro Louletano
Nov 17@17:00_18:30
“A Menina do Mar” no  Cine-Teatro Louletano @ Cine-Teatro Louletano
Domingo o Cine-Teatro Louletano recebe “A Menina do Mar”. Um dos títulos mais amados de Sophia transforma-se em conto musical, com atores e músicos a percorrer a história de uma menina que vive no mar[...]
18:00 IV Festival internacional de Pia... @ Teatro das Figuras - Faro e TEMPO - Portimão
IV Festival internacional de Pia... @ Teatro das Figuras - Faro e TEMPO - Portimão
Nov 17@18:00_23:00
IV Festival internacional de Piano do Algarve - Orquestra Sinfónica de Zheijang @ Teatro das Figuras - Faro e TEMPO - Portimão
Sábado e Domingo, o TEMPO e o Teatro das Figuras recebem o IV Festival internacional de Piano do Algarve com o espetáculo “Moonlight Over Oceans & Nations”, pela Orquestra Sinfónica de Zheijang. Os seus 74[...]
18:30 Pedro Madaleno e Zé Eduardo no C... @ Cantaloupe Café - Mercados de Olhão
Pedro Madaleno e Zé Eduardo no C... @ Cantaloupe Café - Mercados de Olhão
Nov 17@18:30_20:00
Pedro Madaleno e Zé Eduardo no Cantaloupe Café @ Cantaloupe Café - Mercados de Olhão
Domingo, o Cantaloupe Café recebe em concerto Pedro Madaleno e Zé Eduardo. Pedro Madaleno é considerado um dos músicos de Jazz mais ativos em Portugal. Para além de bom instrumentista e compositor de jazz, compõe[...]
21:00 “Filme do Desassossego” – Cinecl... @ Cine-Teatro António Pinheiro - Tavira
“Filme do Desassossego” – Cinecl... @ Cine-Teatro António Pinheiro - Tavira
Nov 17@21:00_22:15
“Filme do Desassossego” - Cineclube de Tavira @ Cine-Teatro António Pinheiro - Tavira
Domingo, o Cineclube de Tavira exibe “Filme do Desassossego”. A acção decorre em três dias e três noites, num quarto de uma casa na Rua dos Douradores, em Lisboa. Bernardo Soares, ajudante de guarda-livros, é[...]
Nov
19
Ter
21:30 “A Portuguesa” – Cineclube de Faro @ IPDJ - Faro
“A Portuguesa” – Cineclube de Faro @ IPDJ - Faro
Nov 19@21:30_22:45
“A Portuguesa” - Cineclube de Faro @ IPDJ - Faro
Terça-Feira o Cineclube de Faro exibe o filme “A Portuguesa”. Durante a disputa dos von Ketten pelo domínio do Principado Episcopal de Trento, no norte de Itália, o senhor von Ketten viaja até Portugal para[...]
Nov
21
Qui
21:00 “Amazing Grace” – Cineclube de T... @ Cine.Teatro António Pinheiro - Tavira
“Amazing Grace” – Cineclube de T... @ Cine.Teatro António Pinheiro - Tavira
Nov 21@21:00_22:30
“Amazing Grace” - Cineclube de Tavira @ Cine.Teatro António Pinheiro - Tavira
Quinta-feira, o Cineclube de Tavira exibe o filme “Amazing Grace”. Com um nome tirado do hino cristão com letra de John Newton, “Amazing Grace” é um disco ao vivo de Aretha Franklin, gravado na New[...]
Nov
23
Sáb
10:30 Madagáscar, uma Aventura Musical... @ Teatro das Figuras - Faro
Madagáscar, uma Aventura Musical... @ Teatro das Figuras - Faro
Nov 23@10:30_17:30
Madagáscar, uma Aventura Musical no Teatro das Figuras @ Teatro das Figuras - Faro
Sábado, o Teatro das Figuras apresenta Madagáscar, uma Aventura Musical. Baseado no filme de animação da DreamWorks ,Madagáscar, uma Aventura Musical conta a história de um grupo de amigos inseparáveis que escapam da sua casa[...]
21:30 Jack Broadbent no Cine-Teatro Lo... @ Cine-Teatro Louletano
Jack Broadbent no Cine-Teatro Lo... @ Cine-Teatro Louletano
Nov 23@21:30_23:00
Jack Broadbent no Cine-Teatro Louletano @ Cine-Teatro Louletano
Sábado o Cine-Teatro Louletano recebe Jack Broadbent. O cantor e compositor com o seu estilo inigualável de tocar slide guitar regressa a Portugal e agora em estreia absoluta a sul do país. Nascido em Inglaterra[...]
22:30 Bruto and The Cannibals no Bafo ... @ Bafo de Baco - Loulé
Bruto and The Cannibals no Bafo ... @ Bafo de Baco - Loulé
Nov 23@22:30_23:45
Bruto and The Cannibals no Bafo de Baco @ Bafo de Baco - Loulé
Sábado, o Bafo de Baco em Loulé recebe em concerto, Bruto and The Cannibals. O Reverendo Bruto após anos de demanda encontrou três discípulos, juntos prometeram espalhar a Palavra do Senhor. Mário Ayres o diabólico[...]
Nov
24
Dom
21:00 “Campo” – Cineclube de Tavira @ Cine-Teatro António Pinheiro - Tavira
“Campo” – Cineclube de Tavira @ Cine-Teatro António Pinheiro - Tavira
Nov 24@21:00_22:30
“Campo” - Cineclube de Tavira @ Cine-Teatro António Pinheiro - Tavira
Domingo, o Cineclube de Tavira exibe “Campo”. Com assinatura de Tiago Hespanha, um documentário que joga numa série de patamares de simbologia e referência que vão da mitologia clássica à astronomia, sem nunca perder de[...]
Newsletter
  1. Aguardamos os teus comentários e Sugestões