Arquivo | Cultura

LAMA convida espectadores a (re)descobrir dois espectáculos e a conhecer o seu Clube

Publicado em 08 Abril 2020 por RUA FM

O LAMA Teatro, sediado em Faro, à semelhança de todas as outras estruturas artísticas, viu-se obrigado a adiar a sua programação, em virtude das medidas de contenção impostas devido ao surto de COVID-19.

Este está a ser um momento para repensar o futuro e, ao mesmo tempo, olhar para o passado. Um passado que, no caso do LAMA, é já de uma década, que está a ser assinalada este ano.

Queremos aproveitar estes dias para convidar o espectador a descobrir ou a redescobrir dois dos nossos espectáculos, e a conhecer o Clube LAMA, sem sair de casa.

Espectáculo familiar online até dia 11 de Abril

«O que é que é Novo? O que é que é provisório? Por uma fracção de segundo, entre perda de tudo aquilo que sabia e o que experimentei depois, consegui abraçar num único pensamento o mundo das coisas como elas são e o mundo das coisas como elas podiam também ser?».

Foi sob estas premissas que, em 2015, nasceu o ‘Novo_Título Provisório’, uma co-produção LAMA e Culturgest – Fundação CGD, com o apoio da Direcção Regional de Cultura do Algarve.

‘Novo_Título Provisório’ é um espectáculo familiar, pensado para público a partir dos 6 anos, que foi a muitas cidades e que está em todas até domingo, dia 11 de Abril, no website do LAMA: www.lamateatro.com

 

Um livro e um CD para companhia

Em 2019, o público do LAMA assistiu ao reencontro de quatro amigos que tinham uma banda chamada Elastic, que dá nome à peça-concerto criada e encenada por João de Brito. Com interpretações de Diogo Valsassina, Inês Monstro, Jorge Albuquerque e Luís Simões, Elastic fala dos contrastes geográficos do território português e interroga sobre a capacidade de a amizade sobreviver à mudança.

Em 2020, recordamos esta peça-concerto para nos agarrarmos à ideia de que somos capazes de sobreviver à mudança e que, em breve, vamos poder reencontrar-nos. Enquanto esse dia não chega, os que podem vão ficando por casa, trabalhando, vendo filmes, lendo, ouvindo música.

Para que a espera se torne menos longa, o LAMA sugere precisamente o livro e CD Elastic. O livro contém a peça de teatro em português e em inglês. O CD inclui as músicas apresentadas em palco, que foram compostas pelos intérpretes com poemas de poetas algarvios, sob a consultoria de The Legendary Tigerman.

Os interessados em adquirir este livro e CD, poderão enviar um e-mail para producao.lama@gmail.com, para saber mais pormenores.

Quarenta amigos, para começar

No início deste ano, criámos o Clube LAMA, para estarmos ainda mais próximos de todos. Desde então, já se juntaram a nós cerca de 40 amigos.

Quem faz parte do Clube LAMA beneficia de descontos nos nossos espectáculos, oficinas e restante programação, mas também pode partilhar ideias, provocar, criticar, levantar questões ou elogiar, em encontros periódicos.

Fazer parte do Clube LAMA custa apenas 17 euros por ano. Devido ao momento extraordinário que vivemos, quem se juntar a nós em 2020, verá a anuidade de 2021 automaticamente renovada.

Mais detalhes em: lamateatro.com/clube-lama

Projectos adiados, não cancelados

O ‘À Babuja’ e o ‘Estojo’ foram dois dos projectos do LAMA que tiveram de ser adiados.

O espectáculo itinerante ‘À Babuja’, que faz parte da 4.ª edição do programa 365 Algarve, foi apresentado em 5 das 13 localidades previstas. Quem não teve a oportunidade de ver, poderá fazê-lo quando tivermos luz verde para arrancar, porque ainda há muito Algarve para percorrer.

O ‘Estojo’ é um projecto educativo levado a cabo com três grupos juvenis de Faro: Grupo de Leitores, Paná Paná e Teatro Improviso, e em parceria com o IPDJ de Faro. A estreia estava prevista para 27 de Março, dia Mundial do Teatro. Era um dia especial e há muito ansiado pelos cerca de 31 jovens envolvidos. Esse dia especial há-de chegar, mas numa outra data, que certamente ficará na memória de todos e que constituirá como um dos grandes momentos desta nova década que o LAMA agora inicia.

Comentários fechados em LAMA convida espectadores a (re)descobrir dois espectáculos e a conhecer o seu Clube

“Faro Consigo na Cultura” com medidas excepcionais de apoio à arte e ao associativismo

Publicado em 07 Abril 2020 por RUA FM

O Município de Faro ciente do seu papel e da sua responsabilidade no contexto do setor cultural e criativo, lança um conjunto de apoios e iniciativas específicas para o setor da cultura que, a par de outros, está a sofrer um forte abalo devido às medidas decretadas com vista à contenção e mitigação do novo coronavírus.

Este conjunto de iniciativas será levado a cabo pelo Município de Faro, pelo Teatro das Figuras e pela equipa de projeto da Candidatura de Faro a Capital Europeia da Cultura 2027.

Deste programa Faro Consigo na Cultura fazem parte oito medidas de apoio financeiro ao associativismo, aos artistas e aos agentes culturais do concelho.

No âmbito do programa de apoio ao associativismo, o município irá manter a totalidade dos apoios previstos para 2020 e dilatar o prazo para a entrega das candidaturas. Irá ainda lançar um programa de apoio extraordinário ao associativismo do concelho de Faro.

O município irá ainda manter os compromissos estabelecidos com as entidades organizadoras que tenham sido forçadas a adiar eventos ou iniciativas previstas até ao fim do mês de junho e entendam adiar as mesmas até um ano da sua programação inicial.

Será antecipada, para o segundo semestre de 2020, a implementação de um conjunto de projetos-piloto previsto realizar no primeiro semestre de 2021 no âmbito da candidatura de Faro a Capital Europeia da Cultura.

O município reforça o compromisso com a criação local através do reforço de parcerias com artistas e agentes culturais locais.

Abertura de candidaturas para o ciclo Emergente, residências artísticas realizadas na própria casa ou ateliê do artista, cujo resultado será apresentado em 2021 no Teatro das Figuras, nos espaços expositivos do município de Faro ou seus parceiros, em espaço público ou em iniciativas organizadas pelo Município de Faro.

Abertura de candidaturas para o Figuras em Casa, um ciclo de espetáculos e performances, realizados a partir da casa dos artistas e transmitidos em direto através das plataformas digitais do Município de Faro e do Teatro das Figuras. O lançamento deste projeto com um concerto de artista Nelson Conceição terá lugar na 5ª feira, dia 9 às 21h30, na página de Facebook do Teatro das Figuras.

Abertura de candidaturas para o projeto cultural O papel da arte em tempo de crise!, que pretende através da arte ajudar a comunidade a entender e ganhar uma nova perspectiva sobre o momento de crise que vivemos. Toda a informação sobre o programa de apoio Faro Consigo na Cultura está disponível no sítio de internet do Município de Faro.

Informação adicional relativa aos ciclos Emergente e Figuras em Casa, bem como formulários de candidatura, estão disponíveis no sítio de internet do Teatro das Figuras.

No caso do programa artístico O papel da arte em tempo de crise! será disponibilizada informação adicional no sítio de internet da equipa de projeto Faro Capital Europeia da Cultura.

Comentários fechados em “Faro Consigo na Cultura” com medidas excepcionais de apoio à arte e ao associativismo

Programação Cultural do Teatro Lethes suspensa até 5 de abril

Publicado em 12 Março 2020 por RUA FM

No âmbito da orientação emitida a 10 de Março, pela Direção-Geral de Saúde (DGS), relativa ao risco de eventos de massas no contexto do surto de COVID-19, o Teatro Lethes anunciou a suspensão da sua programação, até ao dia 5 de Abril.

A partir dessa data a situação será reavaliada em função da evolução epidemiológica e das orientações dadas pela DGS.

Os bilhetes adquiridos serão válidos para as datas posteriores a anunciar mediante confirmação para a bilheteira do Teatro Lethes. Os espectadores que pretendam ser reembolsados, deverão fazê-lo juntos dos pontos de venda em que realizaram a compra dos bilhetes.

Segundo as directrizes da DGS deverão os promotores de eventos e salas de espectáculo “adiar ou cancelar todos os eventos que, ainda que com uma concentração de menos de 1.000 pessoas, impliquem ou possam implicar a participação de pessoas que estiveram presentes, nos últimos 14 dias, em áreas onde existe transmissão comunitária ativa e sustentada do vírus […] atualizáveis conforme a evolução epidemiológica” situação esta que não é passível de ser aferida a esta data.

Neste contexto, não serão apresentados todos os espectáculos agendados a partir de 14 de Março e até 5 de Abril; bem como outras iniciativas, tais como: as anunciadas para o Dia Mundial do Teatro (27 de Março), a inauguração da exposição relativa aos 175 anos do Teatro Lethes (4 de Abril) e ainda todas as acções do Serviço Educativo.

Oportunamente, consoante a evolução da situação e as medidas apontadas pelas autoridades competentes, daremos conta do reagendamento dos espectáculos e iniciativas cancelados/as. Esta informação será dada através dos canais de comunicação do Teatro Lethes – sítio de Internet e páginas das redes sociais.                                                 .

Comentários fechados em Programação Cultural do Teatro Lethes suspensa até 5 de abril

Canceladas as primeiras datas do festival “Encontros do DeVIR”

Publicado em 12 Março 2020 por RUA FM

Sendo os “encontros do DeVIR” um festival internacional, coproduzido e apresentado em diversas salas de espetáculos, que estão preventivamente encerradas de acordo com as recomendações da Direção-Geral de Saúde, expressas no Despacho 2836-A/2020, devido ao COVID-19, foi a sua organização forçada a tomar a decisão de cancelar a apresentação de todos os espetáculos agendados até ao dia 27 de março (inclusive).

A edição deste ano, que deveria ter início no próximo dia 13, envolve um conjunto muito significativo de criadores oriundos de um número expressivo de países estrangeiros, o que torna pertinente tomadas de decisão atempadas e ajustadas, de forma a minimizar impactos negativos no presente, que ponham em causa a futura reprogramação deste festival.

Comentários fechados em Canceladas as primeiras datas do festival “Encontros do DeVIR”

Programação do Teatro das Figuras suspensa até 3 de abril

Publicado em 11 Março 2020 por RUA FM

No âmbito da orientação emitida a 10 de março, pela Direção-geral de Saúde (DGS), relativa ao risco de eventos de massas no contexto do surto de COVID-19, o Teatro das Figuras anuncia a suspensão da sua programação, até ao dia 3 de abril. A partir dessa data a situação será reavaliada em função da evolução epidemiológica e das orientações dadas pela DGS.

Segundo as diretrizes da DGS deverão os promotores de eventos e salas de espetáculo “adiar ou cancelar todos os eventos que, ainda que com uma concentração de menos de 1.000 pessoas, impliquem ou possam implicar a participação de pessoas que estiveram presentes, nos últimos 14 dias, em áreas onde existe transmissão comunitária ativa e sustentada do vírus […] atualizáveis conforme a evolução epidemiológica” situação esta que não é passível de aferir.

Neste contexto não serão apresentados os espetáculos e formações agendados a partir de 12 de março, nomeadamente Fit (IN), Carminho, O Meu Amigo Robô, Romeu & Julieta, Atelier de Construção de Máscaras, Palavras à Solta, A Criada Zerlina, Festival Encontros do DeVIR e A Flauta Mágica

Os eventos 17º Dançarte, Ideias em Palco, Teatro de Vizinhos e Herido Barrio serão igualmente adiados, uma vez que implicam a deslocação internacional de uma quantidade considerável de participantes e intérpretes.

Os restantes espetáculos previstos mantêm-se agendados, sendo a sua apresentação definida em função da evolução do surto e até indicação em contrário. As datas dos espetáculos que forem reagendados serão divulgadas, assim que possível.

Os bilhetes adquiridos serão válidos para as datas posteriores a anunciar. Os espetadores que pretendam ser reembolsados, deverão fazê-lo juntos dos pontos de venda em que realizaram a compra dos bilhetes para os espetáculos abrangidos.

O Teatro das Figuras tem ainda em vigor, desde o dia 9 de março o Plano de Contingência para o COVID-19, que congrega as orientações estratégicas para a sua implementação na estrutura interna do Teatro Municipal de Faro, S.M.

A informação será atualizada nos canais de comunicação do Teatro das Figuras, nomeadamente no sítio de Internet e nas páginas das redes sociais.

Comentários fechados em Programação do Teatro das Figuras suspensa até 3 de abril

Monchique prepara-se para mais uma Feira dos Enchidos

Publicado em 02 Março 2020 por RUA FM

Monchique é terra de muitas tradições. Quem visita o concelho, quer voltar e por isso a proposta para mais uma edição da Feira dos Enchidos é homenagear a tradição, os usos e os costumes.

Em busca da tradição e, através de unidades especialmente concebidas para este certame, os visitantes terão a oportunidade de apreciar os mais típicos sabores da gastronomia local.

A presença de várias Unidades de Produção de Enchidos e de Cozinhas Tradicionais conferem ao evento a genuinidade de sabores e saberes.

Para além da gastronomia, o artesanato tem também uma forte presença, havendo ainda stands dedicados à doçaria, medronho, pão e outros produtos, gerando assim um evento que agrega outras atividades económicas.

O público infantil terá uma zona privilegiada nesta 27ª edição. O “Espaço Bolota”, especialmente criado a pensar nos mais pequenos, proporcionará atelieres sobre o porco.
Estas oficinas, de carácter expressivo e criativo, permitirão que a criança integre estes conhecimentos de uma forma lúdica trabalhando criativamente.

O certame conta com a “Praça Sabores, a área de restauração que reúne diversas propostas gastronómicas.

O visitante poderá, ainda, assistir e participar no “Laboratório de Cozinha – Partilha de Saberes e Sabores” dinamizados pela Tertúlia Algarvia, tendo como principal foco de criação e confeção, os enchidos de Monchique. Terão lugar, em ambos os dias, às 11h00.

Em termos de animação musical, a edição deste ano oferece um cartaz com o Concerto de Fernando Daniel  no dia 7 de março, às 22h00 e com o Concerto de Nelson Freitas  no dia 8 de março, às 19h00.

Irá decorrer, durante o certame, o Prémio Lima Duque atribuído a um produtor de enchidos, com o intuito de perpetuar a lembrança do Dr. Luís Fernando Maia de Lima Duque, médico veterinário e pessoa desde sempre ligada a esta feira.

Um dos pontos fortes desta edição será a realização do programa “Aqui Portugal” da RTP, no dia 7. Este programa que promove as maiores festas populares, irá conferir ainda mais música e animação à Feira dos Enchidos

Organizado pelo Município de Monchique, o certame decorre das 10h00 às 23h00, no dia 7, e das 10h00 às 21h00 no dia 8, no Heliporto Municipal e tem entrada livre.

Comentários fechados em Monchique prepara-se para mais uma Feira dos Enchidos

Ricardo Neves-Neves e Filipe Raposo apresentam “A Reconquista de Olivenza” no Cineteatro Louletano

Publicado em 10 Fevereiro 2020 por RUA FM

Num exercício fantasioso com muito humor e pouco nacionalismo, e depois da auspiciosa estreia em Lisboa, a prestigiada dupla Ricardo Neves-Neves e Filipe Raposo apresenta o espetáculo “A Reconquista de Olivenza”, no Cineteatro Louletano, com duas sessões, respetivamente, nos dia 21 e 22 de fevereiro, às 21h30. Esta nova criação teatral conta com música ao vivo, em formação orquestral, dirigida pelo reconhecido Maestro Cesário Costa.

A “Reconquista de Olivenza” é o novo espetáculo que junta o dramaturgo e encenador Ricardo Neves-Neves e o pianista e compositor Filipe Raposo, depois de “Banda Sonora”. A história de Olivenza, parcela alentejana do território português ocupada em 1801 por Espanha, conta-se em palco num exercício pleno de fantasia e humor sobre o Poder e a Política. Uma comédia, comandada por sete bolas de cristal e onde não faltam uma Rainha-Mãe de Portugal materialista-reducionista, um dragão voador profético, gémeos herdeiros, bolas de Berlim do Califa, infantes espanhóis, uma enviada especial chinesa, Mary Poppins e até Nossas Senhoras que leem tarot. Como se diz em cena, “tragam os canhões, as baionetas, as bestas e as catapultas. Estamos de partida! Todos pela Ponte 25 de Abril, seguindo pelo Alentejo até Olivenza”.

Esta criação é uma coprodução do Cineteatro Louletano, Teatro do Eléctrico, Culturproject e São Luiz Teatro Municipal. O Teatro do Eléctrico é uma estrutura financiada por República Portuguesa – Ministério da Cultura / Direção-Geral das Artes e pelo Município de Loulé.

O espetáculo tem a duração de 90 minutos, dirige-se a maiores de 12 anos e o ingresso tem um custo associado de 10 euros, passando para 8 euros no caso dos maiores de 65 e menores de 30 anos, com Cartão de Amigo aplicável.

Para mais informações e reservas os interessados podem contactar o Cineteatro Louletano pelo telefone 289 414 604 (terça a sexta-feira, das 13h00 às 18h00) ou pelo email cinereservas@cm-loule.pt. Além disso, podem consultar a sua página de facebook – www.facebook.com/cineteatrolouletano ou o seu renovado website http://cineteatro.cm-loule.pt, ambos em permanente atualização, bem como a sua conta no instagram (cineteatrolouletano), existindo também a possibilidade de compra de ingressos nos locais aderentes ou on-line através da plataforma BOL, em https://cineteatrolouletano.bol.pt/

O Cineteatro Louletano é uma estrutura cultural no domínio das artes performativas do Município de Loulé e está integrado na Rede Azul – Rede de Teatros do Algarve e na Rede 5 Sentidos.

Comentários fechados em Ricardo Neves-Neves e Filipe Raposo apresentam “A Reconquista de Olivenza” no Cineteatro Louletano

Teatro das Figuras celebra 15ª aniversário com “15 Anos, 15 Momentos”

Publicado em 04 Fevereiro 2020 por RUA FM

Em 2020, o Teatro das Figuras completa 15 anos de existência.

Para assinalar este percurso o mote da programação para 2020 é precisamente os 15 anos do Teatro.

15 momentos programáticos que dada a sua especificidade ou a sua exclusividade vão servir de âncora a toda a programação do ano.

Neste primeiro quadrimestre destaque para o concerto de Tindersticks, o projeto de teatro/dança FiT (IN), uma coprodução do Teatro com o LAMA, companhia teatral de Faro, o bailado Romeu e Julieta uma coprodução do Teatro com o Quorum Ballet e a Orquestra Clássica do Sul que vai ter a sua estreia absoluta em março de 2020, o concerto com a cantora Gal Costa e um projeto de teatro comunitário, que vai ter a sua estreia absoluta em abril.

Da programação faz igualmente parte o ciclo “Às Quintas no Teatro” e, durante 2020, a aposta vai também para o ciclo de fado cujos nomes deste quadrimestre vão ser Carminho e Camané com Mário Laginha.

Dos 15 momentos que, durante o ano de 2020, vão assinalar os 15 anos do Teatro das Figuras, destaca-se: Tindersticks, FIT (In); Romeu e Julieta pelo Quorum Ballet & Orquestra Clássica do Sul, Gal Costa, Teatro de Vizinhos; Filipe Raposo & Orquestra Clássica do Sul; Mica Paprika; As Cortes de Faro, comemorações do 15º aniversário com a atuação da London Symphony Orchestra; Festival Dance, Dance, Dance; Integral das sinfonias de Beethoven; Atlântico de Tiago Cadete; Circo Contemporâneo; programação infantojuvenil e programação paralela.

Comentários fechados em Teatro das Figuras celebra 15ª aniversário com “15 Anos, 15 Momentos”

Festival encontros do DeVIR regressa a 13 de março

Publicado em 03 Fevereiro 2020 por RUA FM

A 6ª edição dos Encontros do DeVir, que se realiza entre 13 de março e 30 de maio, apresenta 24 atividades, entre espetáculos, exposições, colóquios e performances em vários espaços dos concelhos de Faro, Loulé e Lagos. Este ano a programação do festival é concebida em torno do tema “resgate”, uma vez que recupera obras e criadores que são marcos da história da dança contemporânea nacional e internacional, presta homenagem à coreógrafa alemã Pina Bausch e ainda propõe uma reflexão sobre diferentes caminhos para resgate do Planeta.

A maior parte dos espetáculos são apresentados em dupla.

Este festival temático tem o propósito de pensar o nosso território, aliando o social ao cultural, o ecológico, o científico e político ao artístico, recorrendo ao trabalho de investigadores e cientistas e a encomendas de criação a escritores, a artistas das Artes Visuais e a criadores das Artes do Espectáculo, afirma José Laginha, diretor artístico dos encontros do DeVIR.

 

A Sagração da Primavera

A abrir o festival no dia 13 de março, no Centro de Artes Performartivas em Faro, vão ser apresentadas duas versões de Sagração da Primavera, célebre tema do compositor Igor Stravinsky: uma pelo conceituado coreógrafo francês Xavier Le Roy, cuja estreia decorreu na Bienal de Veneza em 2018; e outra pelo criador espanhol Roger Bernat, em que os espectadores são os protagonistas do espectáculo.

No dia 2 de maio, no Teatro Municipal de Faro, é apresentado SACRE, uma versão atípica do coreógrafo israelita Emanuel Gat, que prova que é possível dançar salsa com a música de Stravinsky.

Este espectáculo é constituído por SACRE e mais 3 duetos: Milena & Michael, Sara & Thomas e Geneviève & Karolina, três reflexões sobre o acto de dançar.

 

A homenagem a Pina Bausch

O ciclo Pina Bausch é uma homenagem a uma das maiores coreógrafas e bailarinas do século XX.

Deste ciclo faz parte Nelken Line, um workshop dirigido à comunidade onde todos, com ou sem experiência, podem experimentar dançar Pina Bausch. Esta é uma acção realizada em espaços públicos de Faro, Loulé e Quarteira, que aproveita as paisagens urbanas e rurais, transformando-as em cenários de criação, cujo resultado final será apresentado no dia 14 de março no Cine-Teatro Louletano, em Loulé.

 

Seguidamente, Raphaëlle Delaunay, ex-bailarina do Tanztheater Wuppertal Pina Bausch, apresenta Debout!, uma obra com claras referências ao trabalho com Bausch enquanto sua intérprete, que levanta questões como: qual o papel do bailarino/intérprete no trabalho desenvolvido com os coreógrafos?

A bailarina vai ainda encontrar-se com o público antes do espetáculo.

Para melhor conhecer o trabalho da coreógrafa alemã desaparecida em 2009, vão ainda ser exibidos os filmes “Sagração da Primavera” e “Pina”, filme realizado por Wim Wenders.

O resgate de obras icónicas da dança contemporânea de diferentes países

No dia 27 de março no Teatro das Figuras, em Faro, Vera Mantero regressa ao festival para apresentar Talvez ela pudesse dançar primeiro e pensar depois, um espetáculo de 1991 que marcou decisivamente o percurso da coreógrafa portuguesa.

Logo de seguida o libanês Bassam Abou Diab apresenta Under the Flesh, obra que narra as vivências de um povo em guerra desde 1993 e que questiona os movimentos migratórios políticos que têm como destino a Europa.

Doze anos depois da sua primeira apresentação em Portugal, é apresentado Beautiful Me, um solo do coreógrafo e bailarino sul-africano Gregory Maqoma, que partilha palco com quatro músicos que prometem contagiar o público com a sua música africana. Este espetáculo conta ainda com a leitura de um texto inédito de João Tordo sobre o resgate em resposta a uma encomenda destes encontros, com ilustração de Bruno Mantraste em tempo real. Beautiful Me é um espetáculo para ver nos dias 3 de abril em Loulé e no dia 4 de abril em Lagos.

Do Brasil chega-nos Entre contenções, um solo de Eduardo Fukushima, ele que é um dos mais premiados coreógrafos da dança contemporânea brasileira. Depois Francisco Camacho apresenta O Rei no exílio — remake, a reposição de um solo marcante da dança contemporânea portuguesa, que se centra na figura de D. Manuel II, o último Rei de Portugal, e que faz o retrato dum país por vezes irónico, por vezes controverso, mas onde a solidão é permanente.

No dia 9 de maio, no Cine-Teatro Louletano, é apresentado ANIMALE, uma obra que estreou no Festival de Veneza em 2018 e com a qual Francesca Foscarini recebeu o prémio de coreógrafa emergente. Animale é o resgate da natureza e do humano no que tem de sublime e de animalesco, é a dança no absoluto. No mesmo dia, a coreógrafa suíça Tabea Martin apresenta Dueto para dois bailarinos, uma criação sobre a liberdade de escolha, onde dois homens procuram encontrar-se nas muitas perguntas que assaltam os intérpretes de dança contemporânea.

 

A era do Antropoceno: caminhos de transformação para o resgate do Planeta

No dia 21 de março vai ser apresentado em Faro Retrospective, de Jérôme Bel, um dos mais desconcertantes e surpreendentes criadores do nosso tempo. Este espetáculo, que estreou no Festival de Outono 2019, em Paris, é um manifesto contra as alterações climáticas e conta ainda com a leitura de um texto inédito de Jacinto Lucas Pires sobre o tema do festival e com a ilustração em tempo real de Marc Parchow.

 

Ainda neste contexto, vai realizar-se um colóquio e um atelier para reflectir sobre a era do Antropoceno e mostrar caminhos de transformação para o resgate do Planeta, particularmente no território português, envolvendo o público, investigadores, cientistas e fotógrafos.

 

As atividades paralelas

Paralelamente à apresentação dos espectáculos, vão ser desenvolvidas um conjunto de acções de formação, encontros/conversas com criadores, colóquios, percursos e visitas acompanhadas na Serra do Caldeirão e na Ilha da Culatra, e eventos onde se analisará, sob diversos pontos de vista, o tema do Festival.

Programação completa no site oficial do festival.

Comentários fechados em Festival encontros do DeVIR regressa a 13 de março

4ª edição das Jornadas do Contrabando realizam-se dia 14 de fevereiro em Alcoutim

Publicado em 23 Janeiro 2020 por RUA FM

No próximo dia 14 de fevereiro, das 10h000 às 18h00, os municípios de Alcoutim e de Sanlúcar de Guadiana irão organizar as quartas jornadas do contrabando em Alcoutim, tendo-se alargado o tema às memórias de fronteira, mas também aos estudos do património rural edificado e imaterial.

Alcoutim é uma vila raiana localizada na serra algarvia, frente a Sanlúcar de Guadiana (Andaluzia – Espanha). Esta fronteira luso-espanhola é uma das mais antigas da Europa e conta com séculos de história que marcam a identidade das populações locais.

O contrabando foi a “arte” de comercializar às escondidas da lei e entendido pelas populações como um mundo de oportunidades, que dava resposta às necessidades e dificuldades das gentes da raia. Com a abertura da fronteira este contrabando “tradicional” deixou de fazer sentido, fechando-se um ciclo. Nos nossos dias urge registar memórias, conhecer e estudar um vasto espólio imaterial ligado a este fenómeno. As gerações que viveram o contrabando “tradicional” estão a desaparecer. Com eles perdemos um manancial de conhecimentos, passados entre gerações, de pais para filhos e de avôs para netos, que fazem parte da cultura das gentes.

Entre as ideias que irão ser debatidas estarão o reconhecimento e a valorização de uma identidade local própria com ligação à fronteira, entender as necessidades locais e o contributo do contrabando para a sobrevivência das populações, a importância de uma rede de contatos e relações familiares na ligação entre margens e a valorização das memórias e do património do contrabando na perspetiva da promoção turística do território.

As jornadas este ano irão realizar – se um mês e meio antes do Festival do Contrabando e servirão de lançamento do programa do evento. No dia 14 às 21h30, será apresentado o espetáculo de Lançamento do Festival do Contrabando “Evaristo, Um Clássico nunca Visto”, pela Companhia Profissional de Teatro de Improviso Instantâneos, 21h30, no Espaço Guadiana, na vila de Alcoutim.

Comentários fechados em 4ª edição das Jornadas do Contrabando realizam-se dia 14 de fevereiro em Alcoutim

 
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
 
Newsletter
  1. Aguardamos os teus comentários e Sugestões