Arquivo | Cultura

Direção Regional de Cultura do Algarve associa-se à comemoração do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios

Publicado em 17 Abril 2018 por RUA

A Direção Regional de Cultura do Algarve associa-se à comemoração do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios (DIMS) 2018, com o tema “Património: de geração para geração” através de uma programação cultural diversificada a decorrer em alguns dos monumentos que lhe estão afetos.

As Ruínas Romanas deMilreu, os Monumentos Megalíticos de Alcalar e a Fortaleza de Sagres irão acolher um conjunto de atividades que visam evocar e celebrar a dimensão patrimonial material e imaterial de cada monumento e ainda relembrar que salvaguardar o que nos é legado é também promover o diálogo entre os saberes ancestrais, a tradição e a contemporaneidade e a vanguarda, utilizando a herança comum como força motora para um futuro mais consciente, mais justo e mais enriquecedor para todos.

Conhecer e dar a conhecer a importância da Cultura que nos é legada, sejam as técnicas ancestrais e modus vivendi em Alcalar de há 5000 anos, sejam as personagens e mitos da Antiguidade Clássica inspiradores das artes da contemporaneidade, ou ainda o legado pessoano pouco conhecido do grande público, como este “Un Soir a Lima” é também reforçar o papel fundamental da cultura e do património enquanto forças vivas da sociedade e de fortalecimento dos laços de identidade e de coesão das suas comunidades.

A comemoração inicia-se no dia 20 de abril, pelas 18h, nas Ruínas Romanas de Milreu (Estoi-Faro) com a palestra “Temas da Antiguidade na música contemporânea”, proferida por Adriana Freire Nogueira, Professora da Universidade do Algarve. Uma das palestras integradas no ciclo “Clássicos emMilreu”, em parceria com a Faculdade de Ciências Humanas e Sociais da Universidade do Algarve, que promove um novo olhar sobre o Mundo Antigo através da literatura, da arte, filosofia e arqueologia.

Nos Monumentos Megalíticos de Alcalar (Mexilhoeira Grande – Portimão), no dia 21 de abril acontece “Um Dia na Pré-História” (das 10h às 19h), um evento de referência para a região, de recriação do quotidiano das populações pré-históricas através de um conjunto diversificado de ateliers práticos e didáticos representativos das atividades de caça, olaria, tecelagem, fabrico de ferramentas, processos de talhe, preparação e cozedura de alimentos, fabrico de cerveja pré-histórica, fabrico de instrumentos agrícolas e adornos, transporte de grandes monolíticos e moagem. Este ano haverá também uma oficina de gravura com base nos padrões gráficos das placas de xisto, bem como um novo atelier exemplificando processos de fundição do cobre. Esta iniciativa é uma organização do Museu Municipal de Portimão e da Direção Regional de Cultura do Algarve, e conta com o apoio do Grupo de Amigos do Museu de Portimão.

A Fortaleza de Sagres (Sagres -Vila do Bispo) acolhe o projeto “Un Soir a Lima – Pessoa e a lembrança materna através da música”, no dia 21 de abril, às 16 horas. Renato Aires interpreta este poema onde Fernando Pessoa, no ano de sua morte, divaga sobre lembranças dos serões na casa onde viveu a sua infância e adolescência com a mãe, o padrasto e os irmãos, em Durban, África do Sul.

A memória da mãe ao piano é provocada pela transmissão da peça Un Soir a Lima, de Félix Godefroid, uma das preferidas da sua mãe pianista. Trata-se de uma vívida e realista descrição de momentos carregados de genuína emoção em lembranças familiares como o luar que aclarava a paisagem que via da varanda, o fumo do charuto do padrasto, a irmã pequenina a dormitar enrolada num cadeirão da sala de estar. A interpretação ao piano é de Marcelo Montes e o Roteiro e Encenação de Tela Leão.

Comentários (0)

SCROLL’ sobe ao palco do Teatro Ibérico em Lisboa

Publicado em 12 Abril 2018 por RUA

Sete atores, um palco sem cenário e a capacidade de improvisar sobre a vida, o tudo e o nada. Assim é o Scroll.

Depois de ter sido apresentado em Faro e Loulé, a mais recente produção da ArQuente sobe ao palco do Teatro Ibérico, em Lisboa, dias 13 e 14 de abril, às 21h30.

Inusitado e arriscado, Scroll é um espetáculo que se aventura pelos territórios da performance e do happening, “quebrando” fronteiras, limites e ideias instaladas, que levam o público a entrar no mundo dos outros mas simultaneamente no seu.

“Muitas vezes damos por nós a fazer scroll no computador. Passa-nos o tempo por entre as mãos, somos voyeurs de vidas alheias, das últimas novidades, de frivolidades.”, refere a ArQuente.

Em Scroll o momento é quem dita as regras e tudo nasce ali, desde a trama, passando pelas luzes, até à música… nada está programado e a única rede é a forte relação que os atores têm entre si, criada ao longo de meses de ensaios. Atores e público estão sentados numa roda de cadeiras e é aí que se desenrola toda a cena, num ambiente informal e intimista.

A direção do espetáculo é da responsabilidade de Gil Silva, com Teresa Silva no apoio à direção. O desenho de luz é assinado por Jorge Pereira e a sonoplastia cabe a Cláudio Felisberto, com interpretações de Alejandra Rodrigues, Ana Nunes, Armando Batista, Fúlvia Almeida, Henrique Prudêncio, Milai Miu e Tatá Regala.

A performance tem a duração aproximada de 60 minutos, dirige-se a maiores de 16 anos (sendo a lotação limitada a 60 pessoas).

 

Comentários (0)

“Clássicos em Milreu” – Ciclo de palestras nas Ruínas Romanas

Publicado em 10 Abril 2018 por RUA

No próximo dia 13 de abril, às 18h, realiza-se nas ruínas romanas de Milreu, a primeira palestra do ciclo «Clássicos em Milreu», intitulada «Na cama e à mesa no Império Romano: o Satyricon de Petrónio e os escândalos dos “Césares” de Suetónio», e que será proferida por Delfim Ferreira Leão e José Luís Brandão, professores da Universidade de Coimbra.

Marcado por forte carga erótica, o Satyricon de Petrónio, em especial o episódio conhecido como Festim de Trimalquião, constitui uma preciosa fonte de informação sobre o imaginário popular citadino da época neroniana, bem como sobre a tensão entre o ambiente (pretensamente) civilizado e as marcas de uma existência agreste que teimam em emergir no contexto convivial. Apesar de ser uma obra de ficção, estabelece frequentes conexões históricas com a Roma do séc. I, através da paródia de situações e eventos e da caricatura a imperadores e outras figuras públicas. O cruzamento com a obra de Suetónio permite, assim, uma vívida recomposição dos bastidores do poder, seja no domínio da intimidade, seja ainda na animada descrição de banquetes e de outras formas de exprimir uma cultura vibrante e intensa.

Esta iniciativa resulta da colaboração entre a Direcção Regional de Cultura do Algarve, a Universidade do Algarve, a Associação Portuguesa de Estudos Clássicos e a CIVIS, e é coordenada pela Professora Doutora Adriana Nogueira, da FCHS/UAlg.

A participação é gratuita, condicionada às vagas existentes e por ordem de chegada.

Comentários (0)

Biblioteca Municipal comemora aniversário com 2.ª edição de Primavera Literária

Publicado em 04 Abril 2018 por RUA

O Município de Faro irá promover a 2º edição de Primavera Literária, que decorrerá de 21 a 28 de abril. Este evento assinala o 17º aniversário da Biblioteca Municipal de Faro António Ramos Rosa, a 23 de abril, num conceito que leva a Biblioteca para fora do seu espaço, promovendo os seus serviços, a leitura e o livro na cidade.

O programa terá início no dia 21, pelas 15h30, com a sessão inaugural no Auditório da Biblioteca e seguir-se-á, às 16h, no mesmo local, Estórias com Asas, um exercício teatral para pais e filhos.

No dia 23, dia do aniversário da Biblioteca, Afonso Dias levará às escolas do 1º ciclo, Histórias, cantigas, poesia e demais bizarrias; às 18h, Encontro marcado com a fantasia – hora do Conto por Ana Arnedo e Sandra Soares, e, pelas 21h30, a Associação Andante apresentará o seu espectáculo Quem Quer ser Saramago? 

No dia 24, na Biblioteca, às 10h, 14h e 18h, Ana Arnedo e Sandra Soares apresentarão Alice entre as gravuras, porquê? No dia 26, às 10h e às 14h, será a vez de As aventuras de GuruRock e a sua banda – Concerto Literário por Richard Towers, para alunos do 1º ciclo, e Afonso Dias voltará às escolas com Histórias, cantigas e demais bizarrias.

No dia 27, pelas 10h e 14h terá lugar L.E.R. Cãofiante- Projeto de Leitura Assistida por Animais da responsabilidade de Maria José Mackaaij; Cristina Taquelim dirigirá, em escolas do 2º e 3º ciclo, Pequeno Armazém de Coleções – uma oficina de leitura e escrita, em escolas do 2º e 3º ciclo do concelho, e, às 18h, Sandra Soares apresentará Histórias ao Colo, na Bebeteca da biblioteca Municipal.

Primavera Literária culminará no dia 28, com a oficina de mediação da leitura Contar de livro na mão, por Cristina Taquelim, pelas 10h; Às 15h30 terá início, com partida do Arco da Vila e chegada à BMF, o Percurso Literário António Ramos Rosa, uma viagem pelos “lugares” do Poeta em Faro, a que se seguirá Dia Claro, Recital de Poesia por Sónia Pereira.

São muitas as sugestões para passar uma semana primaveril em torno do livro e da leitura. Participe neste aniversário da Biblioteca Municipal de Faro.

Comentários (0)

“Há Festa na República” marca lançamento da Associação Cultural Re-Criativa República 14

Publicado em 04 Abril 2018 por RUA

“Há Festa na República”, é com esta designação que a anuncia a sua festa oficial de lançamento a realizar-se nos dias 13 e 14 de Abril na sua sede em Olhão.

A associação deu-se a conhecer no final de 2017 com a abertura do velho edifício da antiga Recreativa Rica para o 1º Mercado de Natal – Porta Aberta na República. Logo no início de Janeiro iniciou as actividades regulares com as aulas de Português para Estrangeiros que são já frequentadas por cerca de três dezenas de interessados em aprender e melhor comunicar na língua de Camões. Seguiram-se-lhe outras actividades regulares como Yoga, Danças Circulares, Meditação Activa e, mais recentemente, Biodanza e as aulas de desenho com modelo. Em meados de Fevereiro abriu o Bar Taberna República 14 onde se servem bebidas e excelentes tapas, e se podem fazer, através de marcação, almoços, jantares e festas de grupo. Além disto a associação está aberta à participação cívica, a lançamentos de livros e acções de sensibilização social e ambiental, e acolhe exposições de artistas locais nacionais e estrangeiros.

Apesar de toda a actividade em marcha a associação decidiu fazer agora a sua abertura e apresentação oficial com uma Festa de Inauguração nos próximos dias 13 e 14 de Abril. Esta festa será um verdadeiro pontapé de saída da programação da Re-Criativa. Nestes dois dias os visitantes, sócios ou não, terão a oportunidade de conhecer mais de perto as áreas de actuação em que de futuro a associação centrará a sua actividade. Realizar-se-ão ao longo dos dois dias concertos de Jazz, Folk e Fado, workshops variados, uma oficina de expressão dramática para crianças dos 7 aos 12 anos, um espectáculo de marionetas, stand-up comedy, teatro e muitas surpresas.

Durante a Festa será também divulgada a programação dos próximos meses.

A participação nesta festa está sujeita à entrega de um donativo que será de 8€ ou 12€ para sócios consoante optem por ir os dois dias ou só um, e de 10 € e 15 € para não sócios. Os estudantes até aos 25 anos usufruem de 50 ‰ de desconto e as crianças com menos de 8 anos não pagam.

Comentários (0)

Peru, Angola e Espanha “garantem” lugar no Festival MED 2018

Publicado em 04 Abril 2018 por RUA

O Festival MED anuncia mais três confirmações para a sua 15ª edição que, nos dias 28, 29 e 30 de junho, irá invadir a Zona Histórica da cidade de Loulé com as sonoridades da World Music. Los Milros (Peru), Bonga (Angol) e Vurro (Espanha) são os artistas que irão juntar-se aos doze nomes já anunciados.

Em estreia absoluta em Portugal, Los Milros são os criadores da cumbia amazônica, uma das muitas manifestações da cumbia peruana. O grupo, que conta com uma longa carreira, é originário da cidade de Moyobamba, no departamento de San Martín, no Peru, cuja sua origem na selva lhes valeu o apelido de “Los Charapas de Oro”. O início da banda remonta ao ano de 1968 e tem-se mantido no ativo até os dias de hoje. No MED’18, será a primeira vez que tocarão em solo nacional. Esta será uma estreia  a não perder!

As genuínas sonoridades do continente africano chegam a Loulé pela voz de José Adelino Barceló de Carvalho, mais conhecido por Bonga. Começou a sua carreira como atleta, mas cedo descobriu a sua verdadeira vocação, a música. Com mais de 40 anos de carreira, 30 álbuns editados e tendo influenciado várias gerações de músicos, Bonga encarna a verdadeira essência da “angolanidade”. “Mariquinha” ou a “Currumba” são alguns dos temas popularizados por Bonga e ícones da sua carreira. O artista, autor e intérprete de música tradicional angolana atingiu o topo da sua carreira internacional na década de 1980.

Vurro é o nome de guerra de mais um nome espanhol confirmado para o 15º Festival MED. O artista rodeia-se,  em palco, de teclados e usa uma caveira de boi na cabeça, apetrechada, e que lhe dá jeito para dar umas marradas em pratos de bateria. O seu som é uma espécie de boogie, twist de difícil definição. Com um repertório com temas originais com forte influência conceptual bovina, Vurro apresenta-se em palco com uma energia contagiante e propícia a danças demenciais.

Recorde-se que já estão confirmados para a edição de 2018 do MED Asian Dub Foundation (Reino Unido), Dub Inc (França), Morgane Ji (Ilha da Reunião), La Pegatina (Espanha), 47 Soul (Palestina), Gato Preto (Moçambique/Gana/Portugal) e os portugueses Miguel Araújo, Orelha Negra, Sara Tavares, Gaiteiros de Lisboa, Teresa Salgueiro e Melech Mechaya.

Os bilhetes podem ser adquiridos em pré-venda através da bilheteira eletrónica (www.bol.pt).

Comentários (0)

“Sons Antigos a Sul” com a estreia de Cuori Innamorati

Publicado em 03 Abril 2018 por RUA

A Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe irá acolher o próximo concerto do ciclo “Sons Antigos a Sul -Temporada de Inverno & Primavera”, no dia 8 de abril, pelas 16 horas. Será a estreia do Cuori Innamorati, com obras do renascimento inglês e italiano, pelo Trio Madrigali.

Constituído por três músicos com uma longa ligação à interpretação de música antiga, o Trio Madrigali, teve o seu concerto de estreia em Loulé, em 2015. O grupo divulga algumas das mais bonitas obras musicais da época renascentista e barroca, das cortes europeias, incluindo repertório ibérico, estabelecendo uma dinâmica e contraste de sons através de duas vozes acompanhadas por teorba, alaúde e viola da gamba. O culto da melancolia em que a época renascentista estava embebida deu origem às sonoridades exploradas pelos compositores da época através da temática amorosa, sendo a música inglesa e italiana do séc. XVI uma das suas melhores representações. O espírito melancólico mas apaixonado influenciou também alguns compositores do início do barroco, tendo porém já outro tratamento da linha melódica e de texto, prevendo uma alteração estilística eminente, dando um maior destaque à linha de acompanhamento do baixo contínuo.

“Cuori Innamorati” leva o público a viajar pelo tema de eleição da música renascentista inglesa e barroca italiana, através de belíssimas canções acompanhadas por instrumentos históricos de corda, pela escrita musical de John Dowland, Robert Johnson, Caccini, Monteverdi e Merula.

O Ciclo de Música Antiga “Sons Antigos a Sul” é um projecto anual dirigido pelaAcademia de Músicade Lagos de promoção e divulgação da Música Antiga no Algarve, envolvendo ensembles profissionais emergentes no panorama nacional e internacional, com particular destaque para a promoção do património histórico da Península Ibérica.

O Ciclo de Música Antiga “Sons Antigos a Sul” Temporada de Inverno, é um projeto cofinanciado pelo Fundo da União Europeia CRESC ALGARVE 2020 – Programa Operacional Regional do Algarve e integra o DiVaM – Dinamização e Valorização dos Monumentos -  programa cultural organizado pela Direção Regional de Cultura do Algarve.

Comentários (0)

IPDJ acolhe Concerto Solidário “Mexe-te por esta Causa”

Publicado em 03 Abril 2018 por RUA

No dia 6 de abril, às 22h00, terá lugar no IPDJ, em Faro, o concerto solidário do projeto  ”Mexe-te por esta Causa” que se  destina  a contribuir para a divulgação da instituição MAPS – Movimento de Apoio à Problemática da Sida, fomentar a participação ativa da população em geral e  minimizar os efeitos de algumas formas de exclusão social.

Não obstante a sua essência e objetivos globais, este projeto contempla também a angariação e consequente distribuição de géneros alimentares, vestuário, produtos de higiene, entre outros, para a população mais carenciada.

Este evento vai ter a participação especial de Afonso Dias, Rosinda Vargues, projeto Monology, Fernando Leal, Luís Brito Rocha, Nadhiyah  Bellydance e Irina Egorova-svechnikova,  que levam a palco música, dança e stand up comedy,

Este concerto solidário é uma organização das alunas do 3.º ano do Curso de Educação Social pós laboral da Universidade do Algarve, no âmbito do seu projecto de estágio no MAPS – Movimento de Apoio à Problemática da Sida  e conta com a parceria do IPDJ-Direção Regional do Algarve.

Comentários (0)

IPDJ recebe Oficina de Fotografia

Publicado em 28 Março 2018 por RUA

A Direção Regional do Algarve do IPDJ acolhe a Oficina de Fotografia I – Máquina Fotográfica e Composição, ministrada pela fotógrafa Telma Veríssimo, uma parceria com a Bons Ofícios – Associação Cultural  que conta com o apoio da Câmara Municipal de Faro.

Durante a Oficina de Fotografia I – Máquina Fotográfica e Composição, que decorrerá na Direção Regional do Algarve do IPDJ, na Rua da PSP, em Faro, nos dia 6, 13 e 20 de maio, das 14h00 às 19h00, os participantes ficarão a conhecer as funções da máquina fotográfica digital e aprender a tirar o melhor partido da mesma.

Para mais informações e/ou inscrições os interessados devem dirigir-se à Loja Ponto JA, na Direção Regional do Algarve do IPDJ, na Rua da PSP, em Faro, ou contactar através do telefone 289 891820 ou ainda  pelo endereço eletrónico faro@ipdj.pt

Comentários (0)

Páscoa com Cataplay

Publicado em 28 Março 2018 por RUA

A Galeria Praça do Mar em Quarteira, no concelho de Loulé, vai ser o palco do espetáculo Cataplay com duas sessões, dias 28 e 29 de março, interpretadas em diferentes línguas. No dia 28 de março será apresentado na língua inglesa, com legendas em português e no dia 29 de março será apresentado em língua portuguesa, com legendas em inglês. Ambas as sessões têm início às 19h00.

O Cataplay não é apenas uma peça de teatro, mas um espetáculo que conjuga diferentes artes, como a música, a dança ou o movimento. A gastronomia surge no final de cada apresentação, com a degustação de uma receita de cataplana, confecionada pela equipa da Tertúlia Algarvia, e acompanhada por vinhos produzidos na região.

Em palco, estão os atores Tânia Silva e Mário Spencer; e o mais emblemático utensílio da gastronomia regional: a cataplana.

A ideia original é de Tânia Silva, a qual explica que «os dois personagens em conflito – a Cozinheira Marafada e o Afamado Al-Chef – discutem entre si receitas da vida, ao mesmo tempo que revelam os segredos da cataplana».

«A vida também é cozinhada e a cataplana surge, nesta peça, como um objeto mágico ou um caldeirão de feitiços onde se cozinha a vida e o futuro porque, tal como cozinhar, ‘cataplanar’ é um ato de amor», complementa Joana Guita, a autora do texto.

Depois da estreia em dezembro, em Faro, na Tertúlia Algarvia, a entidade promotora, o espetáculo continua em digressão pelo Algarve, com apresentações em vários concelhos da região, tanto em teatros como em espaços menos convencionais.

Para além de quatro sessões faladas em português e legendadas em inglês, está agendada uma sessão falada em inglês e legendada em português no dia 28 março em Quarteira.

Comentários (0)

 
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
 
Newsletter
  1. Aguardamos os teus comentários e Sugestões