Arquivo | Cultura

3ª edição do Festival do Contrabando regressa a Alcoutim nos dias 29 a 31 de março de 2019

Publicado em 22 Novembro 2018 por RUA

De 29 a 31 de março realiza-se a terceira edição do Festival do Contrabando em Alcoutim (Portugal) e Sanlúcar de Guadiana (Espanha) oferecendo a todos os visitantes dias repletos de animação, história, artes e cultura, serão muitas as atividades disponíveis nestes dias.

O Festival do Contrabando – Tráfico de Artes no Guadiana é um evento internacional de âmbito cultural inserido numa estratégia de desenvolvimento turístico para o território, que se realiza nas vilas de Alcoutim e de Sanlúcar de Guadiana, organizado pelos respetivos municípios, com o apoio do Governo de Portugal, Turismo de Portugal, Região de Turismo do Algarve e 365 Algarve, Consejeria de Presidencia de Junta de Andalucia, Diputación de Huelva, Patronato Provincial de Turismo de Huelva, Mancomunidad de Beturia e Fundación Cajasol.

Este evento tem como objetivo apostar na identidade cultural da região como forma de valorizar as potencialidades do território, através das artes, trazendo uma oferta cultural que desafia todas as condicionantes existentes

Um evento diferente e singular, com uma identidade própria de fronteira e de homenagem histórica às suas gentes, através de um tema enraizado na memória coletiva local, regional, nacional e ibérica, como era a atividade do contrabando, e associando esta homenagem a toda uma oferta de animação cultural – mercado e teatralização de rua com personagens de época, animações musicais, folclóricas e etnográficas, espetáculos de teatro, circo e música, bem como a passagem entre Portugal e Espanha pela ponte pedonal flutuante – convertem este evento num produto âncora da estratégia de desenvolvimento da região, valorizando a economia local, o património histórico, os saberes tradicionais, estimulando iniciativas culturais, através de uma posição única, em que o rio Guadiana é fronteira natural, criando condições para que se formulem novas visões estratégicas para o desenvolvimento do território transfronteiriço de baixa densidade.

O evento com entrada gratuita prepara-se para receber visitantes.

Comentários (0)

Hot Four atuam na próxima sessão jazz nas adegas

Publicado em 21 Novembro 2018 por RUA

Já se encontram à venda os bilhetes para as sessões do Jazz nas Adegas agendadas para os dias 01 e 02 de dezembro, pelas 21h00 e 17h00 respetivamente, na Quinta dos Vales, onde atuará o grupo Hot Four.

Esta atividade, organizada pela Câmara Municipal de Silves, integra, mais uma vez, a programação cultural 365 Algarve e conta com produção artística do Ginásio Clube de Faro. Trata-se de uma iniciativa que pretende dinamizar culturalmente os locais onde se produzem os Vinhos de Silves, numa simbiose entre o vinho, o seu produtor e a música, proporcionando uma experiência única ao público, em locais pouco usuais para a apresentação de um concerto de Jazz.

Os concertos são, como habitualmente, acompanhados de provas dos vinhos produzidos pelas adegas anfitriãs, e contemplam ainda a degustação de tapas de produtos locais, num conceito de reconhecido sucesso que marca a oferta cultural de qualidade na época baixa de procura turística pelo Algarve.

Os ingressos têm um custo associado de 12 euros (inclui, para além do concerto, prova de vinhos do produtor, degustação de tapas de produtos locais, voucher de visita ao Castelo e Museu Municipal de Arqueologia e a oferta de uma garrafa de vinho), encontrando-se à venda na plataforma BOL  ou num dos seguintes locais: FNAC, Worten, El Corte Inglés, CTT Correios, Pousadas da Juventude, Quiosques Serveasy. O evento destina-se a maiores de 18 anos.

 

HOT FOUR

Quarteto formado por músicos algarvios e residentes no Algarve há vários anos, os Hot Four nasceram de encontros e cruzamentos em eventos e ambientes onde se ouve e toca o jazz. A cumplicidade e a amizade que se criou entre os músicos em encontros informais, em particular nas jam sessions dedicadas ao jazz, levou-os a criar um projeto de standards de jazz e bossanova.

O som dos Hot Four caracteriza-se pelo instrumental bastante musical e uma secção rítmica melódica, onde se destaca a voz e o violino de Betty M.

 

QUINTA DOS VALES

Situada em Estômbar, concelho de Lagoa, mas com vinhas no concelho de Silves, mais precisamente na freguesia de Silves, Sítio da Vala e tendo no total 18,5 hectares dedicados à produção de vinho, três dos quais em território silvense, esta quinta iniciou a sua produção em fevereiro de 2007, tendo lançado os primeiros vinhos em julho de 2008.

Com uma vasta gama de vinhos, a Quinta dos Vales também oferece ao visitante uma experiência única de contacto com a Arte, já que no seu espaço estão instaladas várias esculturas. Animais – entre os quais algumas raças tradicionais algarvias, como as ovelhas churras – também por ali se encontram.

Quem pretender visitar a quinta pode fazê-lo, dispondo este empreendimento de locais para alojamento, bem como de uma loja e sala de provas.

Comentários (0)

ArQuente promove ciclo de perfomances RE-FLUXUS

Publicado em 15 Novembro 2018 por RUA

Este fim de semana, dias 17 e 18 de novembro, decorre no espaço da Associação Cultural ArQuente, na Galeria Arco – Vila Adentro, Faro, o Ciclo de Performances RE-FLUXUS.

O título deste ciclo tem por inspiração o Movimento Fluxus que marcou as artes das décadas de 1960 e 1970 e que valorizava a criação coletiva através da integração de diferentes linguagens como música, cinema e dança, manifestando-se principalmente através de performances, happenings, instalações, entre outros suportes inovadores.

O RE-FLUXUS consiste em momentos performáticos avulsos, quer individuais ou grupais, associados aos temas de ‘rejeição’ [de um estado de coisas], da ‘saturação’ [de informação] e a dimensão confessional/autobiográfica subjacente ao próprio ato performático.

No total vão ser apresentadas seis performances, três por dia, das 17h00 até às 20h00:

Sábado, 17 de novembro- Estação Prematura | Glutamato Monossódico | Meias e Capacete

Domingo, 18 de novembro- Playlist | Oumuamua | What water?

O evento, organizado pela Associação Cultural ArQuente, conta com o apoio da Câmara Municipal de Faro, Associação 289 e Tertúlia Algarvia.

+ infos e reservas através de:

ArQuente Produção

t. 966480146

https://www.facebook.com/ArQuente

Comentários (0)

Aulas de Iniciação à Guitarra, Canto e Dança Oriental no IPDJ em Faro

Publicado em 24 Outubro 2018 por RUA

A Direção Regional do Algarve do IPDJ acolhe, durante o ano letivo 2018/2019, aulas de iniciação à guitarra, canto e dança oriental, numa parceria com a Associação Potencial Jovem, a cantora e intérprete Manuela Lopes e a Bailarina Nádia Buchinho.

Estas atividades decorrem no IPDJ, em Faro, e pretendem ocupar o tempo livre dos jovens de uma forma salutar, promovendo a troca de ideias e o convívio entre os jovens.

AULAS DE GUITARRA

Introdução à formação musical (composição de notas e acordes, compassos, tempos e contratempos). Formação prática com guitarra (posição dos dedos, acordes, escalas). Leitura de tabs.

As aulas de Guitarra são dinamizadas por  Pedro Santos, dirigente da Associação Potencial Jovem, com 18 anos de experiência em guitarra clássica e elétrica, detentor do curso livre de guitarra acústica e elétrica da Escola de Música Valentim de Carvalho. Vasta experiência nas chamadas “bandas de garagem” e combos.

AULAS DE CANTO

As aulas de canto têm como objetivo trabalhar a apetência dos alunos sobre a voz, num trabalho prático de exercícios continuados, para aperfeiçoamento, de sensibilização do ouvido sobre a música de um modo geral e específico sobre as várias correntes musicais.

As aulas de Canto são dinamizadas por Manuela Lopes, cantora Jazz, compositora e professora de canto  desde 2009, com uma colaboração mais regular junto da Associação Filarmónica de Faro, até 2016, para além de outras colaborações com outras escolas, no Algarve, e com alunos que atualmente já se encontram no meio musical. Manuela Lopes é sem dúvida uma das referências do Jazz Algarvio, onde se destaca a sua participação com Ronnie Scott, saxofonista inglês,  e Zé Eduardo, pedagogo e baixista português, tendo também colaborado com Zé Manuel Martins no álbum Atlântico e com a Big Band do Algarve.   

AULAS DE DANÇA ORIENTAL

Nestas aulas praticamos os passos básicos da Dança Oriental através dos princípios do Estilo Clássico Egípcio, aprendendo assim a interpretar os vários instrumentos e melodias, conhecendo e adaptando o nosso corpo e mente.

Nádia Buchinho é a Professora de Dança Oriental. Apaixonada pela dança, iniciou o seu percurso no estilo Oriental em 2004. Numa constante busca de conhecimento, estudou com vários professores nacionais e internacionais, tais como Denise Carvalho, Valquíria Hayal, Munique Neith, Hossam e Serena Ramzy. Admira e procura a fusão da dança Oriental com outros estilos como Tango, Flamenco e Luso-árabe.

 

Para mais informações e inscrições dirige-te à tua Loja Ponto JA, na Direção Regional do Algarve do IPDJ, na Rua da PSP em Faro, ou contacta-nos através do telefone 289 891820 ou ainda  pelo endereço eletrónico faro@ipdj.pt

Comentários (0)

Tags: , ,

Festival de Órgão volta a percorrer o Algarve

Publicado em 11 Outubro 2018 por RUA

A 11ª edição do Festival de Órgão percorre os concelhos de Faro, Portimão, Loulé e Tavira entre 2 e 30 de novembro, numa organização da Associação Cultural Música XXI. Serão 13 apresentações, incluindo concertos, concerto pedagógico, apresentação de alunos e missa acompanhada ao órgão, protagonizados por 6 organistas e vários cantores/instrumentistas.

O concerto de arranque do Festival tem lugar em Faro, com a organista Margarida Oliveira e o tenor Bruno Nogueira na Igreja do Carmo. Este espaço receberá também uma combinação peculiar de órgão e trompa, respetivamente com Daniel Nunes e Edgar Barbosa.

Na Sé de Faro, Sérgio Silva e o Ensemble Vocal Introitus apresentarão um programa de invocação Mariana, enquanto o conceituado organista espanhol Andrés Cea Galán percorrerá as escolas organísticas alemã, holandesa e ibérica.

Esta igreja acolherá ainda outras iniciativas, tais como um concerto pedagógico com Inês Machado ao órgão, a apresentação do trabalho desenvolvido pelos alunos da recente Escola de Órgão da Sé de Faro e uma missa dominical acompanhada ao órgão de tubos por estes alunos e pelo Coro de Câmara Vozart.

Após os intensos trabalhos de reparação, será inaugurado o restauro do órgão de tubos da Igreja Matriz de Portimão, com a organista Margarida Oliveira e a participação do Coral Adágio. Também nesta igreja Daniel Nunes e Edgar Barbosa apresentarão música de câmara para órgão e trompa.

A Igreja Matriz de Boliqueime acolherá um itinerário vocal que tem por base de inspiração o património artístico da própria igreja, protagonizado por Sérgio Silva e Ensemble Vocal Introitus. O segundo concerto será conduzido pelo organista Paulo Bernardino.

Em Tavira, o músico, investigador e professor espanhol Andrés Cea Galán, com uma intensa carreira internacional, fará soar o órgão da Igreja de Santiago. Paulo Bernardino encerrará o Festival de Órgão do Algarve, na Igreja da Misericórdia.   Os concertos realizam-se às 21h30 e têm entrada livre.

O Festival de Órgão do Algarve 2018 conta com os apoios da Direção Regional de Cultura do Algarve e dos Municípios de Faro, Loulé, Tavira e Portimão, com o apoio à divulgação da Região de Turismo do Algarve e com os parceiros de comunicação Antena 2, Sul Informação e Rua FM. Conta ainda com a parceria da Ordem do Carmo de Faro, do Cabido da Sé de Faro, das Paróquias de Portimão, Boliqueime e Tavira e da Misericórdia de Tavira.

A RUA FM é um dos media partners do evento.

Comentários (0)

Poesia a Sul traz vasto programa cultural a Olhão durante 10 dias

Publicado em 10 Outubro 2018 por RUA

Olhão acolhe, entre os dias 19 e 28 de outubro, o IV Encontro Internacional Poesia a Sul. Na edição de 2018, a iniciativa organizada anualmente pelo Município de Olhão é dedicada a João Lúcio, no centenário da sua morte. O programa tem início às 17h00 do dia inaugural, junto à estátua do poeta olhanense, com animação de rua e música, contando com a presença de muitos dos poetas convidados para esta edição.

Casimiro de Brito (Portugal), Teresa Rita Lopes (Portugal), Catherine Dumas (França), Maria Teresa Horta (Portugal), Manuel Moya (Espanha), Maria do Rosário Pedreira (Portugal), Iris Violeta Pujol (Porto Rico), Márcia Souto (Brasil), Uberto Stabile (Espanha), Chi Trung (Vietname), Antonio Orihuela (Espanha) ou Yasmina Tippenhauer (Colômbia) são alguns dos autores que marcam presença em Olhão nestes dias.

O IV Poesia a Sul inclui exposições, apresentações de livros, palestras, momentos musicais, declamação de poemas, poesia a bordo do Caíque Bom Sucesso, visitas a escolas de Olhão e deslocações a Ayamonte (Espanha), assim como aos concelhos algarvios de Castro Marim e Lagos.

Comissariado pelo poeta Fernando Cabrita, o Poesia a Sul, uma iniciativa do Município de Olhão, é um encontro literário singular no panorama nacional e um dos mais relevantes do sul da Península Ibérica. A poesia que se faz no Mundo chega todos os anos a vários palcos da cidade através deste evento que, nesta quarta edição, conta com o apoio institucional do programa cultural 365 Algarve e tem como media partners as rádios Antena 1 e Antena 2.

Com cerca de 70 participantes confirmados, oriundos de 16 países, e para além de iniciativas em Castro Marim, Lagos e Ayamonte, Olhão recebe, durante estes 10 dias, eventos culturais em locais tão emblemáticos da cidade como o Auditório Municipal, o Arquivo Municipal António Rosa Mendes, a Sociedade Recreativa Progresso Olhanense, a Re-Criativa República 14, a Câmara Municipal de Olhão, o Jardim João Lúcio, o Museu Municipal – Edifício do Compromisso Marítimo, a Galeria Sul, Sol e Sal, os Mercados Municipais, o Caíque Bom Sucesso ou alguns dos bares dos mercados.

O programa completo e informação sobre os participantes podem ser consultados aqui

Comentários (0)

Cineasta Hanspeter Ammann inaugura exposição inédita no Algarve

Publicado em 09 Outubro 2018 por RUA

A Galeria Trem, em Faro, vai acolher a inauguração de uma exposição inédita, com fotografias inspiradoras, de grande formato, em preto e branco, de Rocco, a mais recente fotonovela criada pelo cineasta e realizador Hanspeter Ammann, em colaboração com o fotógrafo italiano Matteo Pezzi. A inauguração está agendada para as 18h30 do dia 16 de outubro e estará patente ao público até ao dia 13 de novembro. 

A iniciativa, organizada no âmbito da programação do curso de Artes Visuais da Universidade do Algarve, incluirá, ainda, o lançamento europeu do livro Rocco, bem como uma mesa redonda, moderada pela investigadora do Centro de Investigação em Artes e Comunicação (CIAC) da UAlg, Ana Isabel Soares, em que participarão Hanspeter Ammann, Matteo Pezzi e Mirian Tavares.

Realizado na Malásia, com atores locais, e inspirado no filme de Visconti, Rocco e seus irmãos, trata-se de uma produção que combina elementos europeus e asiáticos de expressão artística e que nos convida a olhar e a imaginar. Mirian Tavares, coordenadora do CIAC, e Brian Curtin (Bangkok e Saigon) contribuíram com textos que refletem novamente uma abordagem asiática e europeia presente nos projetos artísticos e no vocabulário do artista.

Como escreveu Mirian Tavares “Rocco é uma obra que pede tempo, que é feita de imagens que se arrastam no tempo, seguindo outra lógica que não a do movimento contínuo e progressivo (…). O olhar amoroso de Visconti e de Pasolini está presente aqui – amor pelos personagens, amor pelos seus corpos e pela sua imperfeição. A câmara espreita e admira. A câmara acompanha delicadamente cada gesto e vai registando o movimento que se prolonga em cada nova foto.”

 

Workshop sobre o processo criativo com Hanspeter Ammann 

Aproveitando a vinda de Hanspeter Ammann a Portugal, o CIAC oferece ainda a possibilidade de realizar um Workshop sobre o processo criativo com este conceituado artista. O workshop “Escolhas” realizar-se-á no dia 19 de outubro, entre as 14h00 e as 18h30, no Auditório 1.4 do Complexo Pedagógico, no Campus da Penha.

«Escolhas» surge no âmbito do Projeto internacional sediado no CIAC, Cultural Adventures – exploring connections, transactions and interactions between South West Europe and South East Asia, um projeto científico e de desenvolvimento artístico desenvolvido por este Centro, em colaboração com a Universidade de Tecnologia de Arquitetura e Design da King Mongkut Thonburi, nas áreas de comunicação visual e arte digital, com a mediação e colaboração do artista audiovisual Hanspeter Amnann.

Na primeira parte do workshop, os participantes terão a oportunidade de assistir à estreia do filme SUNDAY realizado pelo artista, em Portugal, em 2018, com a participação de Isabel Ruth e Joãozinho Costa. A segunda parte será dedicada a explorar os tipos de escolhas que se fazem quando se desenvolvem projetos criativos. Como escolhemos o que fazer e porquê? De que forma as nossas origens, histórias e culturas influenciam a nossa criatividade? Até que ponto compreendemos os fatores que afetam as escolhas criativas que fazemos?

A participação no workshop é livre, mas sujeita inscrição prévia aqui. Confere certificado de participação.

Comentários (0)

Nova temporada “Jazz nas Adegas” tem início a 12 de outubro

Publicado em 04 Outubro 2018 por RUA

Consolidando o evento como uma referência no panorama cultural do Algarve, a terceira edição do Jazz nas Adegas terá início no próximo dia 12 de outubro e estender-se-á até maio de 2019. Esta atividade, organizada pela Câmara Municipal de Silves, integra, mais uma vez, a programação cultural 365 Algarve e conta com produção artística do Ginásio Clube de Faro. A iniciativa pretende dinamizar culturalmente os locais onde se produzem os Vinhos de Silves, numa simbiose entre o vinho, o seu produtor e a música, proporcionando uma experiência única ao público, em locais pouco usuais para a apresentação de um concerto de Jazz.

Após duas edições de adegas lotadas, a grande novidade para o ciclo 2018/2019 do Jazz nas Adegas é o aumento da sua oferta, que triplica, para um total de 24 sessões. Mas as novidades não se ficam por aqui: além da adesão de novos produtores dos Vinhos de Silves, o jazz e o vinho ligam-se a novos valores identitários de Silves: a cortiça, a poesia e o património monumental.

Será assim que, de outubro a maio, ao vinho, enquanto produtor regional de excelência, irão associar-se importantes formações de jazz, de estilos e repertórios variados. Os concertos são acompanhados de provas dos vinhos produzidos pelas adegas anfitriãs, e contemplam, ainda, a degustação de tapas de produtos locais, num conceito de reconhecido sucesso que marca a oferta cultural de qualidade na época baixa de procura turística pelo Algarve.

A primeira sessão do Jazz nas Adegas, que contará com a atuação do grupo The Pocket Band, está agendada para os dias 12 e 13 de outubro, com início, respetivamente, pelas 21h00 e 17h00, na Quinta do Outeiro, em Silves, produtor das marcas Paxá Wines e Quinta do Outeiro.

As restantes sessões do Jazz nas Adegas terão lugar nos seguintes dias/locais e com os seguintes artistas:

2.nov. 21h00 | 3.nov. 17h00           

4’Teto Luís Nascimento

Quinta da Vinha, Silves

Marca: Vinhos Cabrita

 

10.nov. 17h00 | 11.nov. 21h00

Bruno Pedroso Trio

Quinta do Francês, Silves

Marcas: Quinta do Francês e Odelouca

 

30.nov 21h00 | 01.dez 17h00

Hot Four

Quinta dos Vales, Lagoa

 

18.jan. 21h00 | 19.jan. 17h00

Zeus Faber

Quinta João Clara, Alcantarilha

Marca: João Clara

 

09.fev. 21h00 | 10.fev. 21h00

Quarteto Ana Alves

Quinta do Barradas, Silves

Marca: Barradas

 

22.fev. 21h00 | 23.fev. 17h00

Analog Music Project

Quinta Rosa, Silves

Marca: JAAP

 

08.mar. 21h00 | 09.mar. 17h00

Paulo Strak Trio

Herdade Barranco do Vale, SB Messines

Marca: Barranco do Vale

 

15.mar. 21h00 | 16.mar. 17h00

Tamal Hot Band

Quinta de Mata Mouros, Silves

Marcas: Euphoria, Imprevisto e Convento do Paraíso

 

12.abr. 21h00 | 13.abr. 17h00

Mo Francesco Quintetto

Quinta da Malaca, Pêra

Marcas: Malaca e Vale de Parra

 

26.abr. 17h00

Rerum Ensemble

Corticeira Amorim, Silves

 

17.mai. 21h00 | 18.mai. 17h00

Desidério Lázaro Trio

Quinta do Barranco Longo, Algoz

Remexido, KO, Barranco Longo e QUÊ

 

25.mai. 17h00

Miss Manouche

Castelo de Silves

 

Os ingressos têm um custo associado de 12 euros (inclui, para além do concerto, prova de vinhos do produtor, degustação de tapas de produtos locais, voucher de visita ao Castelo e Museu Municipal de Arqueologia e a oferta de uma garrafa de vinho), encontrando-se já à venda os bilhetes do primeiro concerto com os The Pocket Band na plataforma BOL em https://www.bol.pt/Comprar/Pesquisa?q=jazz+nas+adegas&dist=0&e=0 ou num dos seguintes locais: FNAC, Worten, El Corte Inglés, CTT Correios, Pousadas da Juventude, Quiosques Serveasy. O evento destina-se a maiores de 18 anos.

+ Info: Sector de Turismo da CMS | tel.: 282 440 800 | email: turismo@cm-silves.pt;

 

 

QUINTA DO OUTEIRO

A Quinta do Outeiro com uma plantação de 13 hectares, situada a sudeste de Silves, cidade com amplas referências vinícolas é influenciada pela proximidade do mar, exposição solar e microclimas que em coexistência com solos argilosos e calcários contribuem para a formação de um terroir especial.

Esta conjuntura aliada ao controlo rigoroso nos vários estádios da vinha, adicionada à pluralidade de castas ajudam a criar um produto que pretende conquistar o seu espaço no panorama vinícola.

A Paxá Wines veio fazer jus à concretização de uma paixão antiga, partilhada pelo filho Tiago, o nome “Paxá” foi a denominação encontrada para melhor a representar. Designação essa que era atribuída aos governadores da província do Império Otomano, época a que remontam as produções vinícolas na região, a qual corresponde atualmente ao título de Excelência.

 

THE POCKET BAND

Os The Pocket Band nasceram da necessidade imperiosa de formar um projeto que resultasse em formação de Trio. Três músicos criativos com vasta experiência profissional unem-se para oferecer um projeto único e inovador. O repertório viaja por temas tradicionais de jazz com ritmos criativos que vão do swing à música brasileira, cubano, flamenco, funk e pop. Os The Pocket Band revelam uma nova forma de fazer música, adaptando a interpretação dos temas aos locais e ao público presente.

Comentários (0)

“Património… um Pass(ad)o para o Futuro” no Castelo de Paderne

Publicado em 02 Outubro 2018 por RUA

O Castelo de Paderne irá acolher o projeto “Património…Um Pass(ad)o para o Futuro” no próximo dia 6 de outubro pelas 16 horas.

O projeto consiste numa recriação/adaptação de poemas de Al-Mu’tamid, Ibn Ammar, Ibn Sâra e outros, mas numa linguagem e construção linguística moderna, acessível à atual convivência e diálogos do mundo contemporâneo. A apresentação destes textos poéticos do período islâmico será pontuada por apresentações musicais combinando as percussões árabes com o acordeão que, em sintonia, fazem uso de temas da época para os desarrumar e adaptar com formas e conteúdos musicais modernos, numa linguagem sonora inovadora.

Deste modo, a apresentação poético -musical fará um percurso pela história do Castelo de Paderne, desde o período islâmico até à modernidade. Este traço contemporâneo permitirá envolver ouvintes e espectadores, com realidades abertas à diversidade e ao encontro de cultural.

Pretende-se cuidar da herança e da memória, colocando em destaque o diálogo entre a tradição e o progresso e utilizando a linguagem oral e musical que é acessível a qualquer público.

“Património…um Pass(ad)o para o Futuro”  conta com Ana Cristina Oliveira (poesia), António Gamboias (poesia), Gonçalo Pescada (acordeão) e Rui Afonso (percussões).

Projeto da Associação Cultural Música XXI integrado no DiVaM – Dinamização e Valorização dos Monumentos – programa cultural da Direção Regional de Cultura do Algarve.

Comentários (0)

Mês intenso na temporada do Teatro das Figuras

Publicado em 02 Outubro 2018 por RUA

Outubro promete trazer muitos espetadores ao Teatro das Figuras, para desfrutarem das iniciativas que compõem uma programação intensa e eclética.

No dia 6 de outubro e sob a égide da musa grega da dança Terpsícore, a Companhia de Dança do Algarve celebra esta forma de arte, numa gala em que para além desta companhia se apresentam bailarinos principais de várias companhias de dança europeias.

Nos dias 8 e 10 de outubro, o Teatro de Ferro, uma estrutura de referência no teatro de marionetas em Portugal, promove um workshop de introdução à manipulação de marionetas e apresenta o espetáculo Bela Adormecida, uma recriação do clássico da literatura infantil.
Nos dias 13 e 18 o destaque é para a comédia, com 5 Lésbicas e Uma Quiche, no dia 13, uma peça que retrata com muito humor e um elenco de luxo a América dos anos 50. No dia 18, apresentamos O Meu País é Pior do que o Teu um divertido exercício de comparação entre a realidade e cultura de Portugal e do Brasil, criado e interpretado por Maurício Meirelles, um dos mais relevantes humoristas brasileiros e António Raminhos que dispensa apresentações.

De 15 a 19 de outubro, Luciano Amarelo dirige um workshop que conduz os participantes Em Busca do Seu Próprio Clown, que reside na liberdade de “poder ser o que se é e de fazer os outros rirem disso”.

No dia 20 de outubro às 10h30 e às 11h30, regressam os concertos do ciclo Música de Pais para Filhos, em que os bebés até aos 24 meses são convidados a escutar e interagir com um instrumento, neste caso o Trompete, pelo intérprete Albano Neto.
Também no dia 20, Miguel Araújo traz ao Teatro das Figuras um dos últimos concertos da tournée do seu terceiro álbum de originais Giesta. Miguel Araújo, destacado compositor, letrista, cantor e músico, apresenta-se em formato big band, temas deste último álbum e outros já bem conhecidos do público.

Pela primeira vez em Portugal, e apenas em 3 salas nacionais, Lisboa, Porto e Faro, o fenómeno da comédia internacional, The Umbilical Brothers, apresentam Live no dia 25 de outubro, um espetáculo que combina comédia física com incríveis habilidades vocais e físicas. Uma oportunidade imperdível de testemunhar ao vivo a criatividade desta dupla de artistas australianos, que tem cativado o público e a crítica internacionais.

No dia 27, mais um fenómeno global, que encanta miúdos em todo o mundo Masha e o Urso, apresentam o espetáculo de música e dança Missão no Circo. Um espetáculo em que para além da irrequieta Masha e do seu fiel amigo Urso, participarão todos os seus amigos da floresta.
O ciclo de tertúlias No Teatro às 6 apresenta-se nesta nova temporada num formato de tertúlia dialógica, no qual o participante tem de conhecer a obra em análise, sendo a partir do diálogo entre participantes e moderador gera-se um intercâmbio enriquecedor de conhecimento entre os mesmos. Na primeira edição a obra será A Flauta Mágica de Mozart, ópera que será apresentada no dia 2 de novembro, e o facilitador será o músico Paulo Girão.

A programação do mês encerra no dia 31 de outubro às 21h30,com o concerto de Carolina Deslandes, uma das maiores artistas da atual geração de cantores e compositores portugueses, que se tem afirmado cada vez mais, na cena musical contemporânea.
Toda a programação para o mês de outubro, bem como informação relativa a preços, reservas e vendas on-line, está disponível no sítio da internet  e é regularmente disponibilizada nas redes sociais Facebook, Instagram e YouTube.

Comentários (0)

 
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
 
Newsletter
  1. Aguardamos os teus comentários e Sugestões