Calendar

Categorias ▾
  • Cinema
  • Cultura
  • Dança
  • Desporto
  • Exposições
  • Música
  • Teatro

Agenda

+ Expandir − Diminuir Hoje
  1. Set
    2
    Qua

    1. Ciclo “2 ou 3×7″ Artes Visuais” – Ernesto Ceriz (dia-todo)
      Set 2

      Até 6 de Setembro a Ermida de Nossa Srª. de Guadalupe recebe os trabalhos de Ernesto Ceriz.

      Com origens transmontanas, o artista vive já há vários anos no Algarve depois de ter passado pela capital.

      Frequentou à data da sua estada em Lisboa o Conservatório de Teatro e Cinema, actual Escola Superior. Com uma vida profissional na área da Economia, volta a dedicar-se ao universo das Artes Visuais terminando a licenciatura em Artes Visuais da Universidade do Algarve. Actualmente é mestrando em Comunicação, Cultura e Artes na Universidade do Algarve.

      A exposição de Ernesto Ceriz acontece no âmbito do Ciclo “2 ou 3×7″ Artes Visuais”, inserido na programação do DiVaM – Dinamização e Valorização dos Monumentos.

      Para visitar até 6 de Setembro, na Ermida de Nossa Srª. de Guadalupe em Vila do Bispo.

      A inauguração acontece sábado, 22 de Agosto.

      +
      Ciclo “2 ou 3×7″ Artes Visuais” – Ernesto Ceriz (dia-todo)
    2. Exposição “Terras Brancas”
      11:00 – 18:00

      Terras Brancas, de Teresa Pavão e Teresa Ramos é a exposição para conhecer até 18 de Setembro no Museu Municipal de Faro.

      Nesta exposição as obras de arte têm alma e uma ligação sentimental muito forte ao Sul. Pode ser o Algarve, mas também o Alentejo e a Andaluzia. Ao olhar as delicadas peças das autoras, somos transportados para as memórias da arquitetura tradicional, a arqueologia, as paisagens, a flora e a fauna, o mar, a música, as salinas e as aves.

      Terras Brancas, uma exposição para conhecer no Museu Municipal de Faro até 18 de Setembro.

      +
      11:00
      Exposição “Terras Brancas”
    3. Exposição “Ridi Pagliaccio”
      11:30 – 19:00

      Até dia 26 de setembro a Galeria Trem recebe a exposição “Ridi Pagliaccio”, de Pedro Cabrita Reis.

      Nesta exposição o público tem a oportunidade de ver uma vez mais a faceta múltipla do artista, através das peças que são exibidas, do conceito de cada obra e da própria ideia de obra, questionada pelo artista a cada nova criação.

      O artista utiliza diversos meios e materiais, muitas vezes mantendo a criação no espaço ambíguo entre o desenho e a arquitetura, entre o tangível e o inefável.

      Pedro Cabrita Reis é um dos artistas portugueses mais conhecidos da atualidade. Participou em exposições internacionais de renome.Em 2003, representou Portugal na Bienal de Veneza. A sua obra é marcada por exposições individuais nas maiores galerias nacionais e internacionais.

      Exposição “Ridi Pagliaccio”, de Pedro cabrita Reis, até 26 de Setembro, na Galeria Trem, em Faro.

      A inauguração está marcada para quinta-feira, 16 de Julho, às 19h00.

      +
      11:30
      Exposição “Ridi Pagliaccio”
    4. “Mar e Montanha” em exposição no Museu Municipal de Faro
      16:30 – 19:00

      Com inauguração marcada para as 16h30 do próximo dia 31 de Julho, o Museu Municipal de Faro prepara-se para acolher, até 19 de Setembro, uma mostra de pintura da autoria dos portugueses Pedro Cabral Santo e Teresa Palma Rodrigues, no âmbito do projeto Mar e Montanha.

      O mote incidiu sobre a flor de amendoeira e a alfarroba, produtos estrela na gastronomia tradicional do concelho de Faro e da região do Algarve, que a iniciativa procura destacar.

      Partindo da representação dos campos de amendoeiras em flor como algo comestível, Teresa Palma Rodrigues expõe um conjunto de seis pinturas que constituem as páginas soltas de um livro.

      Nelas são utilizados pigmentos e materiais provenientes da alimentação (café, beterraba, espinafre, couve roxa, vinho, açafrão, cereja e morango, sobre folha de obreira – matéria de que é feita a hóstia). “Receita para a Nostalgia ou O Desejo de se Sentir em Casa em Qualquer Lugar” alude à famosa Lenda das Amendoeiras em Flor – uma conhecida narrativa de tradição popular.

      Ao trabalho desta artista, junta-se no Museu Municipal de Faro o de Pedro Cabral Santo, que incide sobre a alfarroba – um dos símbolos de Faro e do Algarve devido às suas ilimitadas propriedades alimentares e medicinais. Até ao final do mês de agosto, a iniciativa conta ainda com a exposição temporária das criações da chilena Mónica Bengoa e do português Pedro Vaz em diferentes restaurantes algarvios.

      A finissage do evento contemplará um jantar temático no restaurante Faz Gostos, a partir dos menus elaborados pelos chefs desta parceria, Pedro Mendes e José Botequilha, data em que será lançado o livro “Mar e Montanha”, documento que testemunha todo o processo de colaboração entre artistas e chefs em residência, tendo como mote os produtos estrela do Algarve.

      +
      16:30
      “Mar e Montanha” em exposição no Museu Municipal de Faro
  2. Set
    3
    Qui

    1. Ciclo “2 ou 3×7″ Artes Visuais” – Ernesto Ceriz (dia-todo)
      Set 3

      Até 6 de Setembro a Ermida de Nossa Srª. de Guadalupe recebe os trabalhos de Ernesto Ceriz.

      Com origens transmontanas, o artista vive já há vários anos no Algarve depois de ter passado pela capital.

      Frequentou à data da sua estada em Lisboa o Conservatório de Teatro e Cinema, actual Escola Superior. Com uma vida profissional na área da Economia, volta a dedicar-se ao universo das Artes Visuais terminando a licenciatura em Artes Visuais da Universidade do Algarve. Actualmente é mestrando em Comunicação, Cultura e Artes na Universidade do Algarve.

      A exposição de Ernesto Ceriz acontece no âmbito do Ciclo “2 ou 3×7″ Artes Visuais”, inserido na programação do DiVaM – Dinamização e Valorização dos Monumentos.

      Para visitar até 6 de Setembro, na Ermida de Nossa Srª. de Guadalupe em Vila do Bispo.

      A inauguração acontece sábado, 22 de Agosto.

      +
      Ciclo “2 ou 3×7″ Artes Visuais” – Ernesto Ceriz (dia-todo)
    2. III Feira da Dieta Mediterrânica (dia-todo)
      Set 3

      De quinta a Domingo Tavira recebe a III Feira da Dieta Mediterrânica.

      Inserida no Plano de salvaguarda da UNESCO deste Património Cultural Imaterial da Humanidade, a feira conta com presenças institucionais, mercado de produtores, atividades gastronómicas e oficinas de cozinha.

      A música mediterrânica, seminários, exposições, jogos tradicionais, visitas guiadas e passeios ao património, são outros motivos de interesse do certame.

      Em simultâneo, decorre o festival “SlowMed”, que traz à feira a cozinha e os documentários mediterrânicos.

      A Dieta Mediterrânica faz parte da identidade coletiva e da cultura portuguesa, uma herança milenar que nos foi legada por gregos, fenícios, romanos e árabes. Este estilo de vida integra uma alimentação saudável já reconhecida pela Organização Mundial de Saúde.

      III Feira da Dieta Mediterrânica, de quinta a domingo em Tavira.

      +
      III Feira da Dieta Mediterrânica (dia-todo)
    3. Exposição “Terras Brancas”
      11:00 – 18:00

      Terras Brancas, de Teresa Pavão e Teresa Ramos é a exposição para conhecer até 18 de Setembro no Museu Municipal de Faro.

      Nesta exposição as obras de arte têm alma e uma ligação sentimental muito forte ao Sul. Pode ser o Algarve, mas também o Alentejo e a Andaluzia. Ao olhar as delicadas peças das autoras, somos transportados para as memórias da arquitetura tradicional, a arqueologia, as paisagens, a flora e a fauna, o mar, a música, as salinas e as aves.

      Terras Brancas, uma exposição para conhecer no Museu Municipal de Faro até 18 de Setembro.

      +
      11:00
      Exposição “Terras Brancas”
    4. Exposição “Ridi Pagliaccio”
      11:30 – 19:00

      Até dia 26 de setembro a Galeria Trem recebe a exposição “Ridi Pagliaccio”, de Pedro Cabrita Reis.

      Nesta exposição o público tem a oportunidade de ver uma vez mais a faceta múltipla do artista, através das peças que são exibidas, do conceito de cada obra e da própria ideia de obra, questionada pelo artista a cada nova criação.

      O artista utiliza diversos meios e materiais, muitas vezes mantendo a criação no espaço ambíguo entre o desenho e a arquitetura, entre o tangível e o inefável.

      Pedro Cabrita Reis é um dos artistas portugueses mais conhecidos da atualidade. Participou em exposições internacionais de renome.Em 2003, representou Portugal na Bienal de Veneza. A sua obra é marcada por exposições individuais nas maiores galerias nacionais e internacionais.

      Exposição “Ridi Pagliaccio”, de Pedro cabrita Reis, até 26 de Setembro, na Galeria Trem, em Faro.

      A inauguração está marcada para quinta-feira, 16 de Julho, às 19h00.

      +
      11:30
      Exposição “Ridi Pagliaccio”
    5. “Mar e Montanha” em exposição no Museu Municipal de Faro
      16:30 – 19:00

      Com inauguração marcada para as 16h30 do próximo dia 31 de Julho, o Museu Municipal de Faro prepara-se para acolher, até 19 de Setembro, uma mostra de pintura da autoria dos portugueses Pedro Cabral Santo e Teresa Palma Rodrigues, no âmbito do projeto Mar e Montanha.

      O mote incidiu sobre a flor de amendoeira e a alfarroba, produtos estrela na gastronomia tradicional do concelho de Faro e da região do Algarve, que a iniciativa procura destacar.

      Partindo da representação dos campos de amendoeiras em flor como algo comestível, Teresa Palma Rodrigues expõe um conjunto de seis pinturas que constituem as páginas soltas de um livro.

      Nelas são utilizados pigmentos e materiais provenientes da alimentação (café, beterraba, espinafre, couve roxa, vinho, açafrão, cereja e morango, sobre folha de obreira – matéria de que é feita a hóstia). “Receita para a Nostalgia ou O Desejo de se Sentir em Casa em Qualquer Lugar” alude à famosa Lenda das Amendoeiras em Flor – uma conhecida narrativa de tradição popular.

      Ao trabalho desta artista, junta-se no Museu Municipal de Faro o de Pedro Cabral Santo, que incide sobre a alfarroba – um dos símbolos de Faro e do Algarve devido às suas ilimitadas propriedades alimentares e medicinais. Até ao final do mês de agosto, a iniciativa conta ainda com a exposição temporária das criações da chilena Mónica Bengoa e do português Pedro Vaz em diferentes restaurantes algarvios.

      A finissage do evento contemplará um jantar temático no restaurante Faz Gostos, a partir dos menus elaborados pelos chefs desta parceria, Pedro Mendes e José Botequilha, data em que será lançado o livro “Mar e Montanha”, documento que testemunha todo o processo de colaboração entre artistas e chefs em residência, tendo como mote os produtos estrela do Algarve.

      +
      16:30
      “Mar e Montanha” em exposição no Museu Municipal de Faro
    6. “Dunas de Alvor” – Passeio noturno cultural
      19:30 – 20:30

      Na quinta-feira, Alvor é palco de mais um passeio nocturno cultural.

      A organização desafia os interessados a partir à descoberta de cenários naturais ao luar. “Dunas de Alvor” é o tema desta edição que apresenta um percurso com partida e chegada ao parque de estacionamento entre o porto de pesca e a piscina de Alvor.

      Os participantes serão guiados pela equipa de biólogos da Câmara Municipal de Portimão.

      A inscrição é gratuita mas obrigatória.

      As inscrições já se encontram abertas e são gratuitas, embora obrigatórias, podendo ser feitas até à véspera do passeio, através do telefone 282 480 412 ou do email daes@cm-portimao.pt, num limite máximo de 25 pessoas.

       

      +
      19:30
      “Dunas de Alvor” – Passeio noturno cultural
 
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
 
 
Especial Bandas: esta semana recordamos e espreitamos o Festival F
11738013_798791656903409_4085640644642843600_nO Festival F está à porta e a RUA está de regresso à Vila a Dentro. Assim, esta semana o ...
“Guitarra Makaka: Danças a um Deus Desconhecido”, o novo trabalho de Tó Trips em destaque
Guitarra MakakaEsta semana em destaque, Música nova, que evoca a tristeza lânguida das mornas de Cabo Verde, a sofisticação ditosa da música ...
   
Tenho Dito – 24Jul – Nuno Silva – A Vergonha
Nuno Silva_Novo Sim, senti vergonha. Parece que a palavra mais escutada anteontem na ...
Tenho Dito – 01Mai – Nuno Silva – O dia do trabalhador
Nuno Silva_Novo Ontem, ao fim do dia, comecei a preparar esta crónica. ...
Tenho Dito – 17Abr – Nuno Silva – Os números algarvios
Nuno Silva_NovoPara o dia de hoje, proponho 3 números que ouvi ...
  1. Aguardamos os teus comentários e Sugestões