Calendar

Categorias ▾
  • Academia
  • Academia
  • Cinema
  • Cultura
  • Dança
  • Desporto
  • Exposições
  • Música
  • Teatro

Agenda

+ Expandir − Diminuir Hoje
  1. Nov
    22
    Qua

    1. “Conciorto” – música comestível em Monchique e Aljezur
      19:30 – 23:30

      De terça a sábado Monchique e Aljezur recebem “Conciorto”, música comestível.

      Terça-feira em Monchique tem lugar um concerto da Horta, que permite transformar objectos do quotidiano em instrumentos musicais. Bagini e Carlone tocam assim em berigelas, cenouras, courgettes, flautas transversais, sax e guitarras para dar vida a um concerto sustentável.

      O concerto de entrada livre, que acontece no Barlefante em Monchique tem início às 21h30.

      De quarta a sábado o “Conciorto” muda-se para Aljezur, num jantar com Concerto da Horta.

      Um jantar com concerto da horta, marcado para 19h30, no Restaurante Várzea em Aljezur, com um menu de “instrumentos musicais – vegetais” transformados em saborosos pratos vegetarianos cozinhados pelo Chef Luigi Gautero.

      +
      19:30
      “Conciorto” – música comestível em Monchique e Aljezur
  2. Nov
    23
    Qui

    1. Exposição “Perspectivas 8º56´53.6”W | 37º00´03.3”N“
      08:30 – 16:00

      Até 26 de Novembro, as Ruínas Romanas de Milreu recebem a exposição “Perspectivas”.

      Organizada pela Associação Cultural Fungo Azul, esta é uma exposição coletiva de 17 artistas provenientes dos 5 continentes, que criam uma obra de arte sobre as Ruínas Romanas de Milreu, local que apenas conhecem através dos recursos tecnológicos disponíveis online.

      Na inauguração, que acontece sexta-feira, 22 de setembro, às 17h, e que conta com a presença de Nuno Murta e Carlos Norton da Fungo Azul, tem lugar a apresentação de um filme sobre o projeto.

      Exposição “Perspectivas”, para visitar até 26 de Novembro, nas Ruinas Romanas de Milreu.

      +
      08:30
      Exposição “Perspectivas 8º56´53.6”W | 37º00´03.3”N“
    2. “Conciorto” – música comestível em Monchique e Aljezur
      19:30 – 23:30

      De terça a sábado Monchique e Aljezur recebem “Conciorto”, música comestível.

      Terça-feira em Monchique tem lugar um concerto da Horta, que permite transformar objectos do quotidiano em instrumentos musicais. Bagini e Carlone tocam assim em berigelas, cenouras, courgettes, flautas transversais, sax e guitarras para dar vida a um concerto sustentável.

      O concerto de entrada livre, que acontece no Barlefante em Monchique tem início às 21h30.

      De quarta a sábado o “Conciorto” muda-se para Aljezur, num jantar com Concerto da Horta.

      Um jantar com concerto da horta, marcado para 19h30, no Restaurante Várzea em Aljezur, com um menu de “instrumentos musicais – vegetais” transformados em saborosos pratos vegetarianos cozinhados pelo Chef Luigi Gautero.

      +
      19:30
      “Conciorto” – música comestível em Monchique e Aljezur
    3. Canções do Segundo Andar – Cineclube de Tavira
      21:30 – 22:45

      Canções do Segundo Andar de Roy Andersson é o filme que o Cineclube de Tavira exibe quinta-feira.

      Num fim de tarde, algures no nosso hemisfério, tem lugar uma estranha série de acontecimentos ilógicos: um amanuense é despedido de modo degradante; um imigrante perdido é atacado violentamente numa rua movimentada; um ilusionista comete um erro no seu número…

      Pelo meio de toda esta loucura, há uma pessoa que se destaca: Karl, coberto pela fuligem do incêndio que ateou para destruir a sua loja de mobiliário e ficar com o dinheiro do seguro.

      Para ver quinta-feira, às 21h30 no Cineteatro António Pinheiro em Tavira, Canções do Segundo Andar.

      +
      21:30
      Canções do Segundo Andar – Cineclube de Tavira
    4. Ciclo Loulé Clássico leva a Loulé o mais um concerto das Nações
      21:30 – 22:45

      Quinta-feira o Ciclo Loulé Clássico leva a Loulé o mais um concerto das Nações, pela Orquestra Clássica do Sul.

      Ao longo da história da Música existiram sempre grandes centros de criação que serviram de modelo para a evolução musical a nível mundial: os países do sul da Europa no Renascimento, a “Escola Vienense” no Classicismo, a França no período Impressionista, entre outros exemplos.

      Este novo ciclo tem como objetivo proporcionar uma visão alargada e integrada da produção artística mundial.

      Este Concerto das Nações, que acontece quinta-feira, às 21h30 no Cine-Teatro Louletano é dedicado a França.

      +
      21:30
      Ciclo Loulé Clássico leva a Loulé o mais um concerto das Nações
    5. “Por Falar Noutra Coisa”
      21:30 – 22:45

      Quinta-feira o Teatro das Figuras recebe o espetáculo “Por Falar Noutra Coisa”.

      Este é o primeiro espectáculo a solo de Guilherme Duarte, autor do blogue com o mesmo nome.

      Durante uma hora, o comediante promete fazer o público rir com o seu humor carregado de ironia e sarcasmo, onde fala de várias coisas.

      Um espectáculo de stand-up e outras cenas, com momentos de hip hop, vestígios de nozes e humor ofensivo que pode causar alergia a pessoas que se ofendem por tudo e por nada.

      “Por Falar Noutra Coisa” de Guilherme Duarte, quinta-feira, às 21h30, no Teatro das Figuras em Faro.

      +
      21:30
      “Por Falar Noutra Coisa”
  3. Nov
    24
    Sex

    1. 1.ª edição do LUZA – Festival Internacional de Luz do Algarve (dia-todo)
      Nov 24

      De sexta a domingo Loulé recebe a 1.ª edição do LUZA – Festival Internacional de Luz do Algarve.

      Este é um evento que se foca na área do design de luz e que aposta em diversos formatos, desde exposições, instalações, performances, conferências, workshops.

      Os artistas atuam com a luz e a luz exalta o património, permite ir à descoberta de pormenores desconhecidos, palmilhar percursos, interagir com os atores vivos e refletir.

      O festival vai percorrer, através das suas instalações e outras iniciativas, vários espaços indoor da cidade de Loulé, bem como alguns contextos exteriores.

      1ª edição do LUZA – Festival Internacional de Luz do Algarve, de sexta a domingo em Loulé.

      +
      1.ª edição do LUZA – Festival Internacional de Luz do Algarve (dia-todo)
    2. Exposição “Perspectivas 8º56´53.6”W | 37º00´03.3”N“
      08:30 – 16:00

      Até 26 de Novembro, as Ruínas Romanas de Milreu recebem a exposição “Perspectivas”.

      Organizada pela Associação Cultural Fungo Azul, esta é uma exposição coletiva de 17 artistas provenientes dos 5 continentes, que criam uma obra de arte sobre as Ruínas Romanas de Milreu, local que apenas conhecem através dos recursos tecnológicos disponíveis online.

      Na inauguração, que acontece sexta-feira, 22 de setembro, às 17h, e que conta com a presença de Nuno Murta e Carlos Norton da Fungo Azul, tem lugar a apresentação de um filme sobre o projeto.

      Exposição “Perspectivas”, para visitar até 26 de Novembro, nas Ruinas Romanas de Milreu.

      +
      08:30
      Exposição “Perspectivas 8º56´53.6”W | 37º00´03.3”N“
    3. “Conciorto” – música comestível em Monchique e Aljezur
      19:30 – 23:30

      De terça a sábado Monchique e Aljezur recebem “Conciorto”, música comestível.

      Terça-feira em Monchique tem lugar um concerto da Horta, que permite transformar objectos do quotidiano em instrumentos musicais. Bagini e Carlone tocam assim em berigelas, cenouras, courgettes, flautas transversais, sax e guitarras para dar vida a um concerto sustentável.

      O concerto de entrada livre, que acontece no Barlefante em Monchique tem início às 21h30.

      De quarta a sábado o “Conciorto” muda-se para Aljezur, num jantar com Concerto da Horta.

      Um jantar com concerto da horta, marcado para 19h30, no Restaurante Várzea em Aljezur, com um menu de “instrumentos musicais – vegetais” transformados em saborosos pratos vegetarianos cozinhados pelo Chef Luigi Gautero.

      +
      19:30
      “Conciorto” – música comestível em Monchique e Aljezur
    4. Encerramento do Festival do Órgão em Boliqueime, Tavira e Faro
      21:30 – 22:45

      No fim de semana de encerramento o Festival de Órgão do Algarve passa por Boliqueime, Tavira e Faro.

      Sexta-feira o organista André Ferreira apresenta-se na Igreja Matriz de Boliqueime, num programa intitulado “O canto dos pássaros”.

      No mesmo dia o órgão da Igreja de Santiago em Tavira vai ser tocado organista brasileira Elisa Freixo, que apresenta obras de compositores menos conhecidos.

      No sábado, Elsa Freixo encerra o festival na igreja da Sé. A organista que tem uma das mais importantes carreiras no Brasil, é responsável pela série de concertos no órgão histórico instalado na Sé de Mariana, instrumento que é considerado o órgão gémeo da Sé de Faro.

      Todos os concertos têm início marcado para as 21h30 e são de entrada livre.

      +
      21:30
      Encerramento do Festival do Órgão em Boliqueime, Tavira e Faro
 
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
Destacar permite ouvir enquanto navegas na página. Essencial para quem usa Firefox
 
Newsletter
  1. Aguardamos os teus comentários e Sugestões